Game of Thrones revolucionou a linguagem? Confira…

Você faz parte da tribo mundial que está ficando órfã de Game of Thrones, agora que a série terminou? Não pense que tudo chegou ao fim, porém. Game of Thrones pode ter terminado mas sua gíria tem uma possibilidade de ficar entre nós.

Diversas mídias americanas têm analisado as expressões e palavras mais curiosas utilizadas por George R. R. Martin, o genial criador dos livros adaptados para televisão, e várias delas têm uma possibilidade de seguir sendo utilizadas por falantes de inglês, nos Estados Unidos e no mundo. A popularidade do seriado pode dar origem a esse curioso fenômeno.

Seria possível acontecer o mesmo com o português? Talvez não, mas o certo é que se você falar algumas expressões com outro fã de Game of Thrones, mesmo fora de seu contexto original, é bem provável que ambos se consigam sintonizar perfeitamente.

Confira em seguida algumas das expressões mais curiosas “deixadas” pelo seriado.

Milk of the poppy

Literalmente, a expressão significa “leite da papoila”. Trata-se de um medicamento bem poderoso, utilizado na série como anestésico e analgésico. Se você falar para seu médico que está precisando de “leite da papoila” e seu médico for fã de Game of Thrones como você, aí está algo que ficará sendo utilizado em nossa língua.

Blood of my blood

Ao contrário de muitas outras utilizadas no seriado, a expressão “sangue de meu sangue” não é totalmente estranha. E isso, nem no inglês nem no português. Esse foi, afinal, o título de uma telenovela do SBT, exibida entre 1995 e 1996. O tema envolvia precisamente conflitos em uma família que havia passado por um episódio de violência e amnésia bem estranho. “Sangue de meu sangue” pode facilmente ser utilizado para designar os parentes, a família, e Game of Thrones lhe deu nova vida.

Garderobe

Essa expressão é bem mais fora do conceito habitual, tanto que nem tem uma tradução direta para português. Trata-se de um tipo de banheiro medieval usado pelos personagens do seriado. Entretanto, se você disser que tem de ir ao garderobe com urgência, os aficionados de Game of Thrones vão perceber na hora qual é sua urgência!

Words are wind

Já diziam os antigos Romanos, bem antes da Idade Média magicamente retratada em Game of Thrones: “verba volant, scripta manent”. As palavras faladas voam, mas as escritas ficam. É o mesmo significado de “words are wind” (literalmente, as palavras são vento). Dessa forma, alguém pode falar algo apenas da boca para fora, sem intenção ou com falsidade. Se você disser a alguém que “suas palavras são vento” e esse alguém for antenado em Game of Thrones, irá perceber a crítica que você está lhe fazendo.

Khaleesi

O título de Daenerys Targaryen pode facilmente ser adaptado a qualquer chefona ou figura feminina com autoridade que surja em seu cotidiano. Principalmente porque rainhas tem e teve muitas na história; mas “Khaleesi” é algo bem específico, com um poder e uma aura que só os fãs de Game of Thrones entenderão.

Make water

A expressão, se traduzida literalmente, significa “fazer água”. Não é muito corrente no inglês, e no português também não, obviamente! Mas se você pensar um pouco, fica bem claro. Só tem um modo de “fazer água”, que não é água mas é líquido, que é urinar. Talvez possa mesmo ser uma expressão mais refinada para se referir ao ato!

Anderson Narciso

Anderson Narciso

Mestre em História, apaixonado por mídias, é o editor responsável e idealizador do Mix de Séries. Eterno órfão de Friends, One Tree Hill e ER, acompanha séries desde que se entende por gente. No Mix é editor de colunas e de notícias, escreve a coluna 5 Razões e resenha a série Gotham.

No comments

Add yours