Grey's Anatomy – 12×04 – Old Time Rock and Roll

greys 12x04 c

Imagem: Arquivo pessoal

 

Uma questão de confiança.

Titia Shonda Rhimes bem que tentou deixar seu lado psicopático de lado por um tempo, mas a natureza é maior que a força de vontade e nossa Shondanás voltou mais cedo do que esperávamos. A julgar pelo que vem, semana que vem teremos aquele episódio em que nenhum fã de novela mexicana e das 9 horas está disposto a perder: o reencontro de Mer e a médica responsável pela morte do seu príncipe encantado. Por mais que nós tenhamos visto uma Meredith Grey mais madura nesse episódio, capaz de rir sobre o fato de ser uma viúva que nunca mais terá um orgasmo – seria uma indireta que em breve Mer vai encontrar outro amor? -, sabemos que nossa amada protagonista está longe de ter o seu “feliz para sempre” e o fato de Callie namorar justamente a “assassina” de Derek só comprova a teoria de que Meredith nunca será feliz enquanto Shonda Rhimes existir.

Continua após a publicidade

Quem também não anda gostando nenhum pouco de saber que Callie anda feliz é Arizona. A médica perneta do seriado anda tendo crises de ciúmes pelos cantos do hospital, com a diferença de ter April ao seu lado. A amizade das duas é algo bastante positivo e eu adorei toda a história que a Arizona enfrentou nesse episódio: conhecer um senhor e saber que ele encontrou a sua alma gêmea aos 85 anos de idade não só deu esperanças para Arizona em saber que poderá amar novamente como para mim em saber que poderei encontrar meu McDreamy mesmo quando estiver velha e gagá. Quanto à April, eu ainda não entendi porque Shonda tocou no assunto do divórcio, se o que vimos foi só uma April reclamona e chorona pelos cantos. Parecia uma maneira de enrolar a trama.

Maggie Pierce demorou para ganhar o seu espaço no seriado, talvez por conta da forma de como ela foi inserida. Mas depois de um tempo, ela ganhou meu coração e adorei saber que ela terá uma história que não seja ligada ao Richard, Meredith e, ou Ellis. O plot dela, se envolvendo com o interno bonitão, foi bacana e relembra muito as primeiras temporadas de Grey’s Anatomy. Só espero que não façam nenhuma burrada e estraguem esse momento hot dos dois. Grey’s sem as famosas pegações é a mesma coisa que Domingo sem o Faustão!

Quem roubou a cena foi Stephanie Edwards. Quem poderia imaginar o quanto essa menina iria evoluir no seriado? Eu confesso que achava ela sem sal, mas de um tempo para cá, Stephanie vem mandando bem e provando ser uma médica e uma boa exemplar. Ela lembra muito a Cristina Yang, principalmente no quesito de querer se destacar, mas com a diferença de ser única no hospital. As cenas dela com a paciente da Amelia foram dignas de um prêmio e eu confesso que, por um momento, duvidei da história dela ter sido paciente e ter sofrido. Ainda bem que Richard estava lá para mostrar para mim e para a Amelia o quão brilhante Stephanie é e que todos nós devemos dar um voto de confiança naquelas pessoas que sempre estão aos nossos lados. Aliás, a forma como Amelia pediu desculpas só fez com que eu a amasse mais ainda.

PS.: Owen, mesmo não sendo Chief, continua sempre ensinando aos internos e residentes. Por mais que eu ame a Bailey, Owen foi um Chief exemplar.

Avatar

Gabriella Siggia

Quem eu sou? Eu sou uma em um milhão: escritora nas horas vagas, seriadora de coração, cinemática de plantão e amante da literatura. Divertida, alto astral e bastante bem humorada. Só não achei ainda minha outra pessoa. Ah, música faz parte da minha vida.

3 comments

Add yours
  1. Avatar
    π (3,14) 3 janeiro, 2016 at 03:36 Responder

    Veja bem, se tem um médico daquele hospital que não foi o assassino de Derek, esse médico é a ruiva do episódio. Ela insistiu diversas vezes para se fazer a tomografia, o outro médico que não quis.

Post a new comment