Grey’s Anatomy – 13×08 – The Room Where It Happens

Imagem: Arquivo Pessoal

Imagem: Arquivo Pessoal

Ainda estou tentando me recuperar das lágrimas que caíram nesse último episódio de Grey’s Anatomy. Sério, eu não dava nada para o episódio a julgar pela promo e acabei desidratada quando o episódio acabou. O que foi isso que eu vi, meus caros? Nunca imaginei que Owen, Richard, Stephanie e Meredith pudessem brilhar tanto dentro de uma cirurgia complicada. Relembrar o que cada um passou enquanto tentavam salvar a vida do desconhecido foi mágico.

A história de Owen e de sua irmã já foi citada várias vezes na última temporada, mas nunca conseguimos colocar um rosto para a finada irmã. Foi bacana saber a importância que ela teve na vida dele no exército e eu pude, pela primeira vez, sentir a dor dele com o medo do desconhecido. Ainda acho que Riggs não merece ser tratado como culpado pela morte dela, afinal a garota era bastante teimosa.

Alguns fãs estão dizendo que ela não morreu e que poderá aparecer em breve no seriado, causando muito para Mer, Owen e Riggs, mas eu não acho que isso vai acontecer, até porque esse último episódio mostrou que é preciso nos despedirmos daquelas memórias ruins e guardarmos as boas para o resto de nossas vidas.

Conhecer um pouco sobre a mãe de Richard foi bacana e isso só mostrou o quanto esse homem é incrível. Para mim, ele sempre será o Chief do hospital e mesmo que a mamãe Avery esteja querendo implantar um novo programa de residentes, ele nunca será substituível. Acredito que o casamento deles vai passar por uma grande tempestade e espero do fundo do meu coração que Richard continue sendo o mentor de novos e antigos médicos. #TeamRichard

Quem também teve um papel fundamental nesse episódio foi Stephanie. A garota é uma sobrevivente e meu amor pela personagem só cresce a cada episódio. E pensar que ela era uma Zé Ninguém e vem se tornando a minha residente favorita só faz com que eu torça cada vez mais por ela. Ao contrário da Jo, Stephanie vem consolidando sua jornada de forma exemplar. Nem imagino o que ela deve ter passado na infância, na qual viveu em muitos hospitais como se fosse uma cobaia. Espero que ela cresça muito ainda no seriado e que consiga achar seu príncipe encantado.

Falando em príncipe encantado, o que foi trazerem de volta a morte do Derek nesse episódio? Eu ainda estou sem chão com a cena da Meredith contando aos seus filhos sobre a morte do Derek e preciso confessar uma coisa: Zola, você me fez mergulhar em lágrimas aqui com a sua fala “you fix everyone” e escutar a Mer dizendo “I can’t fix him because no one can fix him” foi de matar qualquer um. Foi impossível não chorar e soluçar com essa conversa que entrou para marcar o seriado. Se não bastasse tudo isso, ainda vimos um linda imagem do McDreamy sorrindo e entrando para a cirurgia, não só como lembrança da Mer, mas como nossa também. Se alguém não tinha chorado até então, essa última imagem com certeza fez com que alguma lágrima caísse. Semana que vem teremos o Winter Finale e já podemos preparar os lenços para mais choros!

Avatar

Gabriella Siggia

Quem eu sou? Eu sou uma em um milhão: escritora nas horas vagas, seriadora de coração, cinemática de plantão e amante da literatura. Divertida, alto astral e bastante bem humorada. Só não achei ainda minha outra pessoa. Ah, música faz parte da minha vida.

No comments

Add yours