Heartstopper, vale a pena assistir a série? Eis o veredito!

Veredito sobre a série da Netflix: Heartstopper vale a maratona?

Heartstopper
Continua após publicidade

Heartstopper, é um popular título de quadrinhos sobre identidade, amizade e primeiro amor. E agora, ela chega em forma de série TV para emocionar os fãs da Netflix.

Continua após publicidade

Escrito e criado pela autora Alice Oseman, a série tem Kit Connor (Rocketman, His Dark Materials) como o popular estudante do 11º ano Nick Nelson, que acaba fazendo amizade com Charlie Spring, estudante um ano abaixo. Mas à medida que sua amizade floresce, ambos começam a se perguntar se poderia haver algo mais entre eles.

Mas vale a pena assistir a série?

Continua após publicidade
Continua após publicidade

A história de Heartstopper na Netflix

Heartstopper conta a história de dois adolescentes britânicos em uma escola secundária britânica – Charlie, um rapaz abertamente gay, e Nick Nelson, um jogador de rugby alegre e de coração grande. Um belo dia, eles são obrigados a sentar juntos em uma aula, e a conexão deles acontece ali.

Leia também: Heartstopper, tudo sobre a série, história e elenco na Netflix

Os dois rapidamente se tornam amigos, e logo Charlie se pega apaixonando por Nick, mesmo que ele não pense que tem uma chance. Com isso, ele descarta a opção de gostar de um garoto hétero que ele nunca pode ter. Mas ao longo da série, o romance floresce, e Nick e Charlie descobrem que há uma forte comunidade de aliados e amigos ao seu redor, enquanto também aprendem que não existe um ‘jeito certo‘ de se assumir.

Continua após publicidade

Há algumas aparições surpresas nos oito episódios da série, enquanto Nick e Charlie inevitavelmente enfrentam grandes obstáculos. Mas enquanto eles navegam no complicado território da paixão, a história é, em última análise, edificante… Mas no fim das contas, vale a pena assistir?

Continua após publicidade
Heartstopper
Imagem: Divulgação.

Heartstopper: vale a pena assistir?

Heartstopper pode ser considerada aquela série que todo o público precisava assistir na Netflix. Embora tenha foque em um romance LGBTQIA+, muitas pessoas podem limitar a trama a este fato. No entanto, Heartstopper vai além. Ela se torna uma série necessária quando, a partir de um simples romance ela passa a ensinar muitas coisas para os espectadores.

Continua após publicidade

A trama não chega a ser inocente ou boba, como a maioria deste conteúdo passa a ser tratado. E até mesmo as inserções animadas, de folhas circundando os protagonistas, têm suas devidas funções. Se de início é estranha, logo se torna necessária, e casa exatamente com as cenas em que os espectadores se pegam sorrindo ou torcendo pelos protagonistas.

Continua após publicidade

Leia também: Confie em Mim, tudo sobre a série da Netflix e elenco

Ambos os atores, Kit Connor – já veterano de atuação, e o novato Joe Locke, contemplam uma química espontânea e nada forçada. Embora Heartstopper aborde histórias clichês, na verdade, a série inova porque a maioria das outras produções volta o centro da história para casais heterossexuais. Com isso, a série da Netflix explora conflitos que muitos espectadores jovens podem estar enfrentando, e que irão se identificar.

Continua após publicidade

Outro ponto é que a série bate na questão do preconceito e da homofobia, onde os personagens discutem ao longo dos episódios como é necessário se posicionar, e que mesmo com os obstáculos está tudo bem ser quem você é.

Heartstopper
Imagem: Divulgação.

De fato, Heartstopper enfrentará preconceitos por parte da sociedade, mas ela está aqui justamente para que, com uma linda história de amor, as pessoas entendam que todos têm o direito de ser feliz como quiserem. E que o amor pode vir de todas as formas.

Para completar, Heartstopper vai além da conversa de um casal homossexual, e traz para a mesa a pauta sobre personagens trans. É difícil vermos personagens jovens, trans, retratados na TV. Com isso, a produção tem uma grande chance de tratar sobre transfobia, e acerta em cheio ao discutir tais temos com a delicadeza necessária.

Com isso, o veredito de Heartstopper não é só positivo. Além de valer assistir, portanto, ela é uma série extremamente necessária.

Todos os oito episódios estão disponíveis na Netflix.

Criador do Mix de Séries, atua hoje como redator e editor chefe do portal. Especialista em SEO e construção de textos para internet, também atua como webwriter com foco em textos para o Google. Autor na internet desde 2011, passou pelos portais TeleSéries e Box de Séries. Fã de carteirinha de Friends, ER e One Tree Hill, é aficionado pelo mundo dos seriados. Também é fã de procedurais, sabendo tudo sobre o universo das séries Chicago, Grey's Anatomy, e séries de sucesso como La Casa de Papel e Lucifer. Também é fã da DC Comics, e acompanha produções inspiradas em personagens da editora, como Titans e até o mais recente produto da editora, Sweet Tooth.