Hipster em Série: A Young Doctor’s Notebook

doctors-notebook

A melhor forma de conhecer profundamente um personagem é entrando em sua mente. Os livros conseguem isto facilmente usando formas de escrita em primeira pessoa, mas no mundo dos seriados isso é bem mais complicado. O recurso de fazer um personagem pensar – com isso, explicando suas motivações e tomada de decisões – é pouco usado, pois exige um cuidado maior para não deixar a trama expositiva demais, sem falar que o recurso é visto como uma pequena “trapaça” de roteiro. Dexter conseguiu usá-lo muito bem durante alguns anos, foi um recurso bem-vindo com aquilo que a série se propunha.  A Young Doctor’s Notebook consegue nos aproximar da mente do protagonista sem cair nessas armadilhas, ao mesmo tempo em que cria uma dinâmica espetacular entre dois ótimos atores (Jon Hamm e Daniel Radcliffe): com dois lados improváveis ​​do mesmo personagem em períodos diferentes de sua vida.

A produção é uma adaptação da obra A Country Doctor’s Notebook, do autor e dramaturgo russo Mikhail Bulgakov (1891-1940). O livro reúne contos escritos por ele entre 1924 e 1927. É desta forma que a série nos apresenta o jovem “Doutor” (Radcliffe) que, ao se formar, é mandado para um remoto vilarejo em Muryevo na Rússia, onde passa a ser o principal médico do pequeno local, Suas memórias são lembradas por anotações feitas pelo seu eu mais velho (Jon Hamm).

Daniel Radcliffe se mostra muito competente ao fazer o médico introspectivo, passando um sentimento de inexperiência vivida pelo jovem Doutor, que trabalha em condições primitivas, cuidando de pacientes do vilarejo junto de uma equipe de três pessoas: incluindo Anna (Vicki Pepperdine), uma enfermeira que é obcecada com o predecessor do médico, Leopold Leopoldovich; a parteira Pelageya (Rosie Cavaliero) e o ajudante Feldsher (Adam Godley, Suits, Breaking Bad). Enquanto Jon Hamm faz um médico quase destruído pela morfina que, ao observar seu eu mais novo tomando decisões de que se arrepende, tenta dar conselhos sobre os perigos do medicamento, mas a história não pode ser mudada e é constrangedor para ele vê-lo entrar em um caminho tão errado e tomar decisões tão desprezíveis.

Continua após a publicidade

A série dá foco maior ao drama, mas a comédia está presente, com cenas bizarras como amputações (alá Hershel, TWD) e de humor negro, o show consegue criar piadas recorrentes e momentos trágicos e emocionantes com apenas quatro episódios de 20 minutos, em cada uma de suas – duas – temporadas. O cenário quase sempre fechado, e a fotografia escura (como pode ser visto na imagem do post) também contribuem para o drama, dando um ar pesado e de melancolia, em pleno meio da Revolução Russa.

A Young Doctor’s Notebook inicialmente foi feita para ser uma minissérie tanto que seu episódio 4 serviu muito bem como um séries finale, atualmente a série se encontra na mesma situação, o episódio 4 da segunda temporada também serve como final, mas a qualquer momento pode ser renovada.

 

Equipe Mix

Equipe Mix

Perfil criado para realizar postagens produzidas pela equipe do Mix de Séries.

4 comments

Add yours
  1. Avatar
    Diógenes Ternero 8 maio, 2014 at 00:28 Responder

    Excelente texto. Comecei a ver recentemente a série e estou gostando muito do que vi até agora. Vale destacar que a atuação do ator Daniel Radcliffe está simplesmente incrível.

  2. Avatar
    Diógenes Ternero 8 maio, 2014 at 00:28 Responder

    Excelente texto. Comecei a ver recentemente a série e estou gostando muito do que vi até agora. Vale destacar que a atuação do ator Daniel Radcliffe está simplesmente incrível.

  3. Daniele
    Daniele 8 maio, 2014 at 17:19 Responder

    Excelente texto, Foug o/. Essa série é realmente incrível e muito bem feita. A química entre o Daniel e Jon faz com que a qualidade da série só aumente!

  4. Daniele
    Daniele 8 maio, 2014 at 17:19 Responder

    Excelente texto, Foug o/. Essa série é realmente incrível e muito bem feita. A química entre o Daniel e Jon faz com que a qualidade da série só aumente!

Post a new comment