Júnior Bake Off – 1×01 – Fofura sem limites

Imagem: Artur Igrecias/SBT

Continua após as recomendações

Depois de uma ótima temporada que deu muito o que falar, o reality show mais doce da TV brasileira está de volta, e agora em sua versão infantil. O SBT estreou no último sábado a versão para crianças do fenômeno Bake Off Brasil, intitulado Júnior Bake Off.

Nas próximas dez semanas veremos 16 crianças entre 8 e 12 anos, mostrando seus dotes em fazer deliciosos doces. Com a apresentação de Carol Fiorentino, que mostrou-se mais à vontade ainda que na versão adulta, o programa contará com a belíssima e angelical Beca Milano, e do já turrão Fabrízio Fasano Jr.

Continua após a publicidade

Já posso dizer que alguns dos participantes têm a minha atenção especial, sendo eles:

Sophia – ela tem um jeito meio atrapalhado e ao mesmo tempo doce de ser, com certeza vamos nos surpreender com a garota em diversos momentos. Algo me diz que ela tem tudo para ir bem longe na disputa.

Sarah – já é a minha favorita, toda fofa e encantadora. Criada pelos tios após a morte da sua mãe e com o pai ausente em sua vida, tal fator parece não afetar a garota, que contou sua história de forma única. Além disso, dá para ver que ela é bastante concentrada e organizada, gosto assim.

Giulia – outra que o fofurômetro aqui explodiu com tudo! Ela já conseguiu emocionar logo de cara, além de ser uma fortíssima candidata ao título. O fato dela ter se saído bem tanto na prova criativa quanto na técnica já mostra isso, ainda mais por ter ganhado o avental de mestre confeiteiro.

Arthur – guerreiro desde cedo, após ter vencido um câncer, o garoto muito me lembra o José, terceiro colocado da última temporada da versão adulta. O jeito de se preocupar em ajudar os colegas de bancada, de tentar improvisar nos momentos de tensão. O garoto ali é um dos mais maduros entre as crianças, mas tem que se atentar às dicas dos jurados, caso queira ir longe na disputa.

O programa mal estreou e já peguei leve ranço de alguns, como Manu e Thales. A primeira se acha a engraçada, mas não vi tanta graça nela até agora. Já o garoto não sei se terá vida longa na disputa, pois já mostrou ser o mais imaturo da tenda. Qualquer coisa que dava errado ele já estava ali chorando, parece eu quando tinha a idade dele. Com certeza será um dos primeiros eliminados.

Os demais ainda não sou capaz de opinar, mas mesmo assim já podemos ficar de olho em alguns deles. Lanai, por exemplo, é extrovertida, carismática, e tem jeito de falar o que pensa. Não é porque o programa tem apenas crianças que não veremos brigas, não é mesmo? Tenho certeza que se rolar momentos de atrito entre os pequenos, Lanai será aquela que vai falar umas verdades na cara. Outro que podemos ficar de olho também é Gustavo, que algo me diz que ainda poderá nos surpreender positivamente.

Júnior Bake Off começou com essas crianças extremamente talentosas, e com bolos lindos e dando muita água na boca. Na prova técnica, mesmo tendo terminado antes do tempo, poucos conseguiram se dar bem ali, mas vamos dar um desconto a eles, não é mesmo?

Não gostei de ninguém ter sido eliminado nessa primeira semana, não é só porque o programa agora é com crianças que tem que pegar totalmente leve, não é assim que a banda toca. Por mim tinha que ter rolado uma eliminação pelo menos, mas veremos como será nas próximas vezes.

PS1: é estranho ver Fasano todo bondoso e dócil com eles, mesmo tendo posto um pouco das garras pra fora na hora da prova técnica. Com certeza com esse descarrego sofrido para a versão Júnior, fará ele voltar como o coisa ruim em pessoa elevado ao quadrado na quarta edição do Bake Off Brasil, anotem.

PS2: e as crianças shippando Fasano e Beca? MORRI!

 

Por Eduardo Nogueira

1 comentário

Adicione o seu
  1. Avatar
    Bruno D Rangel 8 janeiro, 2018 at 14:13 Responder

    Eu não gostei de nenhuma das crianças que foram citadas.
    Gostei da Duda (minha favorita) que parece muito centrada, da Bella e do Romeo.

    Mas concordo com o ranço ao Thales e principalmente Manu, uma mini Débora. Lanai é uma que gostei no início, mas depois achei chata, assim como Noah e Sophia.

    Acho que SBT erra em emendar uma temporada na outra, igual ao Masterchef. Em compensação, a audiência foi bem e já parece consolidada nesse horário. Gostaria muito de ver uma quinta temporada de Hells Kitchen, por exemplo.

Post a new comment