Mix de Opiniões: o piloto de A to Z

A to Z

 

Comédias românticas ainda agradam? A NBC está disposta a provar que sim. A to Z, novo show do canal chega com um formato um pouco batido com rostos que possivelmente você já viu.

Cristin Milioti, recém saída de How I Met Your Mother, faz par com Ben Feldman (Mad Men). Juntos, protagonizam uma história de amor fadada ao fracasso: o que pode acontecer em um relacionamento de oito meses, três semanas, cinco dias e uma hora?  Seguindo essa linha narrativa, a comédia romântica promete atrair os fãs do gênero.

Continua após a publicidade

Nossos colaboradores já assistiram ao piloto da série que estreia nesta fall season e contam pra você o que acharam dessa nova aposta.

Lembrando para quem não conhece… No Mix de Opiniões, cada colaborador, além de fazer sua mini crítica, escolhe uma nota, entre 0 e 100, para qualificar o objeto de debate, de acordo com o quadro a seguir:

tabela-mix-de-opinioes

 

 

alex-the-leftovers[Alex Fonseca, colaborador do Mix]: É difícil falar de séries de comédia devido à apatia que sinto pelas mesmas. Mas não é difícil falar de A to Z, já que ela foi uma verdadeira surpresa. Não colocava fé na série, muito menos no piloto, em parte pela minha indiferença, em parte pelo trailer e objetivo da série. No entanto, a dinâmica apresentada pelo casal protagonista, à interação existente entre todos os personagens e, acima de tudo, o objetivo apresentado no episódio, fizeram que minha opinião mudasse. Apesar de ter adorado o piloto e torcer fervorosamente para que a mesma engaje, é difícil ver um futuro ali. Talvez por ser NBC, talvez por ser uma comédia diferente do que os americanos estejam habituados ou por qualquer outro fator. A to Z é uma série leve, descontraída, sem nenhuma pressa ou pressão naquilo que é apresentado. Na verdade, ela é uma série perfeita para quem quer descontrair, independente da ocasião. Se recomendo a mesma? Com a maior certeza do universo.

 

 

 

fabio-a-to-z[Fabio Anderson, colaborador do Mix]: Sabe aquela comédia romântica despretensiosa que chega como quem não quer nada e se torna aquele show super agradável de assistir? Pois bem, A to Z é um ótimo exemplo disso. Óbvio que a série será recheada de clichês incluídos nas séries e filmes de comédias românticas, mas como não esperar esses momentos quando surge algo assim? Personagens carismáticos, plots bacanas e propícios a se tornarem algo bem engraçado, tudo isso a série conseguiu me passar com o piloto. Prova disso é o local onde Andrew trabalha. Já prevejo as várias piadas que irão fazer sobre o app de relacionamento. Os personagens valem ser lembrados. Logo de cara não teve um que eu não gostei. Os protagonistas tiveram uma excelente interação e uma boa “química” juntos e isso é MUITO bom. Vou continuar assistindo a série, sem duvidas, porém com muito medo de me apegar a ela, afinal, A to Z está na emissora que não tem pena de passar o “facão” em sua grade.

 

 

 

mary-a-to-z[Mary Grizotto, colaboradora do Mix]: Quando a finada How I Met Your Mother terminou, a única coisa que pedia a Deus é que Cobie Smuders participasse mais ativamente de S.H.I.E.L.D e que Cristin Milioti arrumasse um emprego logo. Com as minhas preces atendidas, a NBC ainda liberou o piloto na internet. O episódio começa com uma narração descrevendo as características dos personagens principais, bem mastigado até: você descobre ali nos primeiros 2 minutos do piloto como e porque eles são daquele jeito e antes de qualquer coisa o criador já deixa claro qual é o foco da serie “Este programa conta a história do relacionamento deles”, isso é algo muito bom! Porem existe um problema nisso, o mundo de possibilidade com essa narração, depois desses 8 meses o que vai acontecer? Eles terminam, eles se casam, um deles morre, o que? Se a serie não for sucesso ficaremos eternamente com essa duvida na cabeça. Se for, eu tenho uma certeza que a serie está toda planejada na cabeça de Ben Queen. Sinda tenho duvidas sobre o método que ele vai usar, mas espero que a serie de certo até por que agora eu quero saber o que vai rolar durante e depois desses 8 meses. O Piloto não é perfeito e foca num publico bem especifico. ´É cheio de clichês de comedias românticas, e alguns personagens são desnecessários. Mas o piloto consegue divertir, a química entre Ben e Cristin é boa e os dois são extremamente FOFOS, nos vendendo Andrew e Zelda muito bem. O roteiro é bem feito e é uma historia que, se bem desenvolvida, tem futuro. Para fãs de comédias românticas dos anos 90/00 ou aqueles órfãs de Pushing Daises é uma boa pedida.

 

 

tainara-a-to-z[Tainara Hijaz, colaboradora do Mix]: O motivo para eu me interessar em assistir a nova comédia da NBC foi um só: depressão pós-How I Met Your Mother. Cristin Milioti foi a “mother” perfeita e tão carismática a ponto de interessar qualquer fã mais saudoso de HIMYM a acompanhar seu novo trabalho. Já a sinopse e o trailer não haviam sido tão atrativos, tornando minhas expectativas baixas, então posso dizer que me surpreendi. Claro, houve vários clichês, como copo d’água na cara e outros que só arrancam verdadeiras risadas de quem nunca viu uma comédia na vida. Sem contar toda essa sensação de “já vi essa comédia romântica antes”. Mas considerando apenas como uma opção de entretenimento, que é o objetivo e não espero muito mais da série, foi bastante satisfatório. Sem dúvidas vou acompanhar – até aguardar com certa ansiedade – e já começar a torcer por uma renovação. O casal protagonista é fofo, os coadjuvantes são engraçados, a série é bem feita, então o único elemento a se lamentar é a sensação de mais do mesmo. Prevejo melhoras e acho que vale muito a pena dar uma chance.

 

[skillbar title=”RESULTADO: Aclamação Universal” level=”83″]

 

E aí? Vai acompanhar A to Z?

 

[youtube]https://www.youtube.com/watch?v=-FKlRDYy_7o[/youtube]

Tags A to Z
Equipe Mix

Equipe Mix

Perfil criado para realizar postagens produzidas pela equipe do Mix de Séries.

5 comments

Add yours
  1. Avatar
    João Victhor Sales 29 agosto, 2014 at 13:28 Responder

    A to Z é muito amor, a narração me lembrou Pushing Daisies. Comédia romântica é quase um sinônimo para clichê, mas é isso que faz delas tão boas, é um descompromisso compromissado, os protagonistas tem uma química grande, tudo é cheio de alegria e amor, mas tenho medo que a série não tenha uma vida longa, não só pela NBC, mas pela história mesmo, acho que funcionaria bem num formato antológico.

  2. Avatar
    João Victhor Sales 29 agosto, 2014 at 13:28 Responder

    A to Z é muito amor, a narração me lembrou Pushing Daisies. Comédia romântica é quase um sinônimo para clichê, mas é isso que faz delas tão boas, é um descompromisso compromissado, os protagonistas tem uma química grande, tudo é cheio de alegria e amor, mas tenho medo que a série não tenha uma vida longa, não só pela NBC, mas pela história mesmo, acho que funcionaria bem num formato antológico.

Post a new comment