Momentos de Criminal Minds que você pode ter esquecido

A primeira temporada de Criminal Minds já foi ao ar há um bom tempo, por isso relembramos alguns bons momentos.

Criminal Minds

Criminal Minds foi um dos programas de TV mais populares e mais antigos do século 21. A série teve 15 temporadas e 324 episódios no total antes de chegar ao fim em 2020. Nesses episódios, os membros da Unidade de Análise Comportamental (BAU) rastrearam centenas de “unsubs”, o termo do programa para o pior dos piores criminosos em série. O show também investigou a vida pessoal de seus personagens principais, como os favoritos dos fãs Aaron “Hotch” Hotchner (Thomas Gibson), Jason Gideon (Mandy Patinkin), Dr. Spencer Reid (Matthew Gray-Gubler), Derek Morgan (Shemar Moore) e mais.

Continua após publicidade

Assim, com tanta coisa acontecendo ao longo de 15 anos, pode ser fácil esquecer alguns dos primeiros momentos da série, mesmo para os fãs obstinados de Criminal Minds. Nós estamos aqui para ajudar. Aqui estão, portanto, alguns grandes momentos que você pode não se lembrar da temporada inaugural de Criminal Minds.

A citação recorrente de Nietzsche aparece logo no primeiro episódio

Criminal Minds sempre foi uma série sobre pessoas que lidam com o lado mais sombrio da natureza humana, então é praticamente feito sob medida para a citação clássica de Friedrich Nietzsche sobre lutar contra monstros. A citação vem do quarto capítulo do livro de 1886 de Nietzsche, “Além do bem e do mal: Prelúdio a uma filosofia do futuro“. Eis uma tradução aproximada: “Não lute contra monstros, para não se tornar um monstro, e se você olhar para o abismo, o abismo também olhará para você.”.

Continua após publicidade

Leia também: Criminal Minds: escândalo nos bastidores choca fãs

Naturalmente, os personagens de Criminal Minds acham essa citação identificável e recitam versões dela várias vezes. No centésimo episódio, Hotch diz “Aquele que luta com monstros deve tomar cuidado, para não se tornar um monstro. E se você olhar por muito tempo em um abismo, o abismo também olhará para você.”. Então, no episódio dicentésimo, J.J. (A.J. Cook) diz uma versão simplificada: “Quando você olha por muito tempo para um abismo, o abismo olha para você.”.

Faz sentido porque os criadores da série inseriram essa citação em seus episódios marcantes, e eles fizeram a mesma coisa no episódio piloto, Extreme Aggressor. No final desse episódio, depois que a equipe pega um estrangulador em série em Seattle, Gideon (Mandy Patinkin) cita a versão mais curta.

O BAU teve seu primeiro caso internacional

Embora os casos do BAU normalmente envolvam viagens pelos Estados Unidos, a unidade geralmente lidava apenas com criminosos domésticos – o que faz sentido, visto que o BAU faz parte do FBI. Ocasionalmente, no entanto, o BAU era chamado para ajudar com criminosos graves no exterior. A primeira vez que isso aconteceu foi durante um episódio da 1ª temporada. Desta vez, o BAU foi chamado a uma pequena cidade do México, para ajudar a investigar um suposto assassino em série que tinha como alvo mulheres idosas. O BAU recebeu a ligação porque o chefe da polícia mexicana local havia participado de um dos seminários de Jason Gideon (Mandy Patinkin).

Continua após publicidade

No geral, Criminal Minds teve quatro casos internacionais. Houve o episódio chamado To Hell and Back, que os levou para o Canadá; o episódio da 12ª temporada, Spencer, que os levou de volta ao México; e o episódio da 10ª temporada Beyond Borders, que os levou a Barbados.

Beyond Borders, que foi ao ar em 2015, também serviu como um piloto de backdoor para o spin-off de Criminal Minds: Beyond Borders. Essa série durou duas temporadas, de 2016 a 2017, e lidou principalmente com, adivinhe, casos internacionais.

O trabalho de Emily Prentiss costumava ser ocupado por Elle Greenaway

Tecnicamente, o tempo de Elle Greenaway (Lola Glaudini) em Criminal Minds durou até o início da 2ª temporada, mas sua saída aconteceu há tanto tempo que a maioria dos fãs provavelmente já não se lembra mais dela – ou de tudo o que ela passou durante a 1ª temporada. Elle se tornou um membro permanente do BAU, após o episódio piloto, durante o qual ela salvou Gideon, atirando no Seattle Strangler. 

Continua após publicidade

Leia também: Criminal Minds: a cena mais icônica de Morgan na série

Desde aquela época, o tempo de Greenaway na equipe de criação de perfis de elite foi um pouco infeliz. No final da 1ª temporada, Greenaway foi sequestrada e baleada pelo suspeito daquela semana. O BAU a resgatou na estreia da 2ª temporada, mas ela lutou contra estresse pós-traumático. Greenaway finalmente deixou o BAU no episódio 5 da 2ª temporada, depois de atirar em outro suspeito.

Então, Elle Greenaway foi finalmente substituída por Emily Prentiss (Paget Brewster), que ficou até a 7ª temporada. Em 2006, o escritor e produtor Ed Bernero explicou que Lola Glaudini deixou o programa porque queria viver na Costa Leste e não em Los Angeles (via The LA Times).

Jornalista, curioso e viciado em cultura. Escreve há quase 10 anos no Mix e Six Feet Under é sua série favorita.