O Continental criou problemão para os filmes de John Wick

Entenda o problema que a série O Continental criou que poderá impactar a franquia de filmes de John Wick a partir daqui.

O Continental problema John Wick
Imagem: Divulgação.

O Continental: Do Mundo de John Wick criou uma preocupação que atinge diretamente o mundo para o resto dos filmes de John Wick.

A série prequel segue um jovem Winston e Charon enquanto tentam construir uma reputação para si mesmos na Nova York dos anos 70. Enfrentando um rei do crime impiedoso para obter o controle do hotel O Continental. No centro da batalha pelo poder está a prensa de moedas responsável por imprimir as icônicas moedas de ouro. Elas servem para trocas entre os habitantes do submundo do crime por tudo, desde roupas e hospedagem até armas e assassinatos.

O Continental, então, expande a lore que se tornou intrínseca ao mundo de John Wick. E eleva os filmes de ação genéricos a algo mais interessante e único. Embora preencha algumas lacunas na cronologia de John Wick, também apresenta algumas maneiras de alterá-la.

Só que o enredo principal com a prensa de moedas e como O Continental termina com o controle de Winston sobre o hotel apresenta um problema potencial. E tal problema poderia estilhaçar a fundação do submundo do crime sobre o qual a Mesa Alta preside.

O Continental revela que a prensa de moedas é a maneira de manter a ordem em um sistema caótico

O Continental problema John Wick
Imagem: Divulgação.

Dado o antigo ditado de que não há honra entre os ladrões, não é surpreendente que seja necessária algo como a prensa de moedas para manter a ordem em um sistema de outra forma caótico.

Leia também: O Continental: onde a série foi gravada

Suas moedas estabelecem as regras para o mundo do crime que, se deixado à sua própria sorte, se transformaria em caos. Se alguém roubasse a prensa para fazer suas próprias moedas, então seria capaz de ter domínio sobre assassinos em todos os lugares. Assim, pagando marcadores conforme achasse conveniente e potencialmente se tornando muito poderoso em pouco tempo.

Ao mesmo tempo, proibir a Mesa Alta de fazer mais dessas moedas também limitaria o escopo de seu poder. Qualquer um poderia se estabelecer no topo com moedas suficientes para dar a assassinos suficientes para apoiá-los.

Anteriormente, apenas a Mesa Alta tinha a influência para supervisionar os assassinatos e determinar quais membros poderiam viver, morrer ou deixar o submundo do crime. Com moedas de ouro específicas contabilizando o pagamento de tudo, desde trajes e armas até hospedagem, é do melhor interesse da Mesa Alta continuar controlando esse fluxo específico de comércio.

Por que o Árbitro ordenou que Frankie roubasse a Prensa de Moedas

O Continental problema John Wick
Imagem: Divulgação.

Quando Winston encontrou Frankie pela primeira vez, seu irmão lhe disse que um grupo chamado The Nile ofereceu-lhe dinheiro suficiente para se afastar de Cormac para sempre. Contanto que ele roubasse a prensa de moedas para eles.

Leia também: O Continental vai ter 2ª temporada? Eis as informações

No final do último episódio de O Continental, o Árbitro revela que foi ela quem contratou Frankie. E, ao matá-la, Winston envia uma mensagem à Mesa Alta de que está assumindo o controle do Continental, gostem eles ou não. É uma mensagem poderosa que reformula a história de Winston em John Wick. E então, afirma sua dominação em um mundo onde quem controla o fluxo de moedas de ouro faz as regras.

Quem tem controle das relações sociais eliciadas pelas moedas de ouro pode, como Winston fez, criar um exército. Sabendo que qualquer um poderia roubá-la e inundar o mercado com moedas de ouro, desestabilizando todo o sistema, não é surpreendente que uma forja centralizada, como a supervisionada por Berrada em John Wick: Capítulo 3 – Parabellum, fosse criada.

Se O Árbitro fazia de fato parte do The Nile, buscando derrubar uma “organização que antecede o Império Romano”, então eles poderiam representar uma parte descontente do grupo. Especialmente por causa do que a Mesa Alta fez com seu rosto.

A Prensa de Moedas pode ser como John Wick 5 destruirá A Mesa Alta

Imagem: Divulgação.

A prensa de moedas não é vista nos filmes de John Wick, mas Winston sabe exatamente onde está; no cofre do banco abandonado que ele comprou para Mazie e o Bowery. Supondo que não tenha sido movida, então ele estava protegendo-a todo o tempo, e poderia ser a chave para John Wick derrubar a Mesa Alta em John Wick 5. Embora ele tenha matado seu embaixador, há muitos membros da Mesa Alta não contabilizados, e o verdadeiro fim da história de John Wick deveria envolver eliminar todos eles.

A prensa de moedas, supondo que haja apenas uma e não várias nas casas da moeda e tesourarias no exterior, controla a forma como o mundo de John Wick opera em O Continental. Sem os distintos marcadores de ouro sendo passados, nada disso tem qualquer significado e não há um código de conduta acordado.

Destruir a única coisa sem a qual a Mesa Alta não pode funcionar, ou ameaçar fazê-lo, poderia ser uma maneira de John Wick aplicar uma política de terra arrasada que reconstrói o submundo do crime em algo mais igualitário.

Sobre o autor
Avatar

Matheus Pereira

Jornalista, curioso e viciado em cultura. Escreve há quase 10 anos no Mix e Six Feet Under é sua série favorita.

Baixe nosso App Oficial

Logo Mix de Séries

Aproveite todo conteúdo do Mix diretamente celular. Baixe já, é de graça!