O Poder e a Lei, final explicado: Trevor é culpado?

Tudo sobre o final de O Poder e a Lei.

O Poder e a Lei final
Continua após publicidade

A série O Poder e a Lei, da Netflix, mostra o advogado Mickey Haller (Manuel Garcia-Rulfo) retornar à advocacia criminal depois de se recuperar de um vício em drogas.

Continua após publicidade

Logo de cara, no entanto, Mickey se vê no fundo do poço quando seu colega é misteriosamente morto, deixando todos os seus casos nas mãos de nosso herói. De representar clientes marginalizados a bilionários da tecnologia, Mickey percorre um caminho intrigante por Los Angeles enquanto trabalha na parte de trás de seu carro.

A morte sinistra de seu colega também se aproxima, e Mickey logo se encontra na mira de um assassino. Mas o que acontece no final de O Poder e a Lei? Eis os spoilers

Continua após publicidade
Continua após publicidade

Resumo da série O Poder e a Lei

A série começa com Mickey, recém-saído da reabilitação de drogas, sendo chamado pela juíza Mary Holder. Ela informa que o advogado recentemente assassinado, Jerry Vincent, deixou sua prática para Mickey. Percebendo que de repente ele tem uma série de novos casos para lutar e não querendo deixar os clientes de Jerry na mão, Mickey decide voltar a exercer a advocacia.

O cliente mais conhecido de Jerry é Trevor Elliott, dono da empresa de videogames Parallax. Trevor enfrenta uma acusação do assassinato de sua esposa, Lara, e seu amante, Jan Rilz. O bilionário da tecnologia é inicialmente cético sobre a possibilidade de Mickey substituir Jerry, mas acaba cedendo. No entanto, há um ângulo misterioso nos assuntos de Trevor, e o advogado logo se vê sendo perseguido por indivíduos desconhecidos.

Continua após publicidade

Leia também: O Poder e a Lei tem segredo na Netflix que fãs não sabiam

O magnata dos videogames revela posteriormente que está sendo ameaçado por uma família russa com laços com o submundo. Mickey se vê sobrecarregado ao tentar resolver o caso aparentemente invencível de Trevor enquanto também luta contra vários casos menores. Ele trabalha em movimento, com seu automóvel Lincoln exclusivo dirigido por Izzy Letts, um ex-cliente. Quando o julgamento de Trevor começa, a série revela que um dos jurados foi subornado. Sempre do lado da justiça, Mickey informa o juiz, e o julgamento segue adiante.

Continua após publicidade

Em última análise, com algumas investigações hábeis e raciocínio legal, Mickey é capaz de provar a inocência de Trevor. No entanto, dúvidas permanecem na mente do advogado sobre a misteriosa família russa e o assassino de Jerry. Logo após a absolvição de Trevor, Mickey percebe que seu cliente poderia ter realmente culpa na morte sua esposa e que ele poderia ter ajudado um assassino a escapar. Logo depois, em uma coletiva de imprensa da Parallax anunciando a aquisição de sua empresa, Trevor é baleado por uma mulher que prontamente se entrega às autoridades.

Continua após publicidade
O Poder e a Lei final
Imagem: Divulgação.

Final explicado: Trevor é culpado?

Mickey então passa para um caso antigo envolvendo um jovem chamado Jesus Menendez, que pegou uma condenação injusta por assassinato. O advogado rastreia uma testemunha crucial, mas relutante, chamada Glory Days (ou Gloria Dayton) e, eventualmente, ajuda Jesus a se libertar. No entanto, a vitória de Mickey prejudica o caso de sua ex-esposa Maggie e causa um racha entre os dois.

Continua após publicidade

Nos momentos finais do final da temporada, Mickey confronta a juíza Mary Holder, alegando que ela é responsável por subornar um membro do júri no julgamento de Trevor Elliott. O juiz avisa nosso herói para tomar cuidado com suas palavras, mas Mickey já informou as autoridades e deixa a sala do juiz no momento em que um detetive entra.

Continua após publicidade

A primeira temporada de O Poder e a Lei está repleta de mistérios e motivos ocultos, então vamos levá-los um por um. O mistério do caso Trevor Elliott gira em torno de quem matou sua esposa, Lara, e seu amante, Jan. Embora Trevor seja encontrado na casa com os cadáveres e tenha uma forte razão para cometer os assassinatos, ele afirma ser inocente. Mickey também argumenta que Trevor não teria tempo suficiente para se desfazer das roupas incriminatórias e da arma que ele usou para o crime.

Leia também: O Poder e a Lei: elenco, história e tudo sobre a série

Infelizmente, uma vez que Trevor fica livre, Mickey percebe que seu cliente era realmente culpado o tempo todo. O primeiro sinal da trapaça de Trevor vem quando o investigador de Mickey, Cisco, descobre que Trevor estava mentindo sobre seu envolvimento com a perigosa família russa. Também é suspeito que Trevor insista em testemunhar no julgamento, o que é um movimento especialmente arriscado para a defesa.

Em última análise, Mickey descobre que foi Trevor que matou sua esposa, Lara em O Poder e a Lei. Fica claro que o verdadeiro gênio por trás da empresa de videogames de Trevor era Lara e que ela ameaçou deixá-lo. Percebendo que Lara saindo com seu código proprietário e habilidade genial resultaria na queda de sua empresa, Trevor a matou. Em uma jogada particularmente inteligente, o marido assassino usou seu drone para voar com suas roupas manchadas de sangue e arma para o mar, garantindo que eles nunca fossem encontrados. Ironicamente, ser incapaz de descartar os materiais incriminadores tão rapidamente é o argumento exato que Mickey usa para ganhar o caso e absolver Trevor.

O Poder e a Lei final
Imagem: Divulgação.

Quem matou Jerry Vincent?

O primeiro mistério da temporada de O Poder e a Lei, no entanto, é a morte do advogado Jerry Vincent, que é morto nos primeiros momentos do episódio de abertura. Não apenas Mickey herda os clientes de Jerry, mas também parece se tornar o foco das forças sinistras que estavam atrás de Jerry. Assim, durante grande parte da primeira temporada, Mickey percebe sua vida também está em perigo e que ele pode morrer da mesma forma que Jerry.

Apesar dos esforços de Mickey e do detetive Griggs, os assassinos continuam fugindo. Finalmente, há um atentado contra a vida de Mickey, e ele sobrevive por pouco por causa da intervenção oportuna do detetive. Mickey reconhece o agressor como McSweeney, o jurado fugitivo número 7 do julgamento de Trevor Elliott, que foi descoberto anteriormente como tendo sido subornado.

Lentamente, Mickey descobre que a única com recursos e conhecimento para manipular um júri é a juíza Mary Holder. Ele posteriormente a confronta, e O Poder e a Lei revela que Jerry realmente pagou o juiz para fraudar o júri no julgamento, mas depois ficou com os pés frios. Como o juiz não queria que Jerry desistisse do acordo, ela contratou McSweeney para matá-lo. Percebendo que Mickey também pode se tornar um problema, Mary então direciona McSweeney para ele também, mas sem sucesso.

Trevor morre em O Poder e a Lei?

Trevor levar um tiro é uma das maiores surpresas da temporada. Também é apropriado, já que o magnata dos videogames revelou ter realmente matado sua esposa depois de ser absolvido do crime. Trevor é morto durante uma conferência de imprensa em que anuncia a aquisição de sua empresa. Uma mulher na multidão rapidamente dispara vários tiros no peito de Trevor e depois se entrega silenciosamente aos policiais.

Para todos os efeitos, Trevor está bem e verdadeiramente morto. É improvável que ele sobreviva aos vários tiros no peito, e Mickey também recebe algumas palavras de condolências sobre seu ex-cliente. A mulher que mata Trevor é Carol Dubois, ex-aluna e amante do professor de Yoga Jan Rilz, que posteriormente teve um caso com a esposa de Trevor, Lara. Carol tem sentimentos românticos por Jan, apesar dos hábitos promíscuos deste último.

Mais notavelmente, ela é uma das poucas pessoas que (com razão) acredita que Trevor matou Lara e Jan. Carol não parece muito triste com a morte de Lara, mas a morte de Jan a atinge com força. Ela, portanto, assiste ao julgamento do início ao fim, esperando ver Trevor condenado. Quando ele fica livre, a mulher enlutada não consegue conter sua raiva com o resultado e aproveita a primeira oportunidade para fazer justiça, atirando fatalmente em Trevor.

Criador do Mix de Séries, atua hoje como redator e editor chefe do portal. Especialista em SEO e construção de textos para internet, também atua como webwriter com foco em textos para o Google. Autor na internet desde 2011, passou pelos portais TeleSéries e Box de Séries. Fã de carteirinha de Friends, ER e One Tree Hill, é aficionado pelo mundo dos seriados. Também é fã de procedurais, sabendo tudo sobre o universo das séries Chicago, Grey's Anatomy, e séries de sucesso como La Casa de Papel e Lucifer. Também é fã da DC Comics, e acompanha produções inspiradas em personagens da editora, como Titans e até o mais recente produto da editora, Sweet Tooth.