Quantico – 2×17 – ODYOKE

Imagem: TV Show Time

Continua após as recomendações

Neste momento, comunico a todos que estou digitando com os pés porque minhas mãos estão aplaudindo a beleza do episódio de Quantico. Que tapa de luva bem dado na sociedade norte-americana. A abordagem do registro muçulmânico foi muito bem feita e elaborada durante todo o episódio. Ela casa perfeitamente com a atualidade e com as notícias que circulam toda a internet relacionado ao governo norte-americano. Conseguiram trazer um assunto de grande magnitude e trabalhá-lo de maneira única.

Continua após a publicidade

Pontos certos definem a beleza do episódio. Durante os quarenta e poucos minutos de “ODYOKE”, diversas frases foram bem colocadas para a abordagem. Contudo, houve um dizer auge que me encantou neste episódio. O momento que Shelby e Clay discutem sobre o registro e Nimah olha para eles soltando o seguinte dizer: “The real America: two blonde people arguing the merits of my freedom instead of letting me have it”. Acho que depois dessa não preciso dizer mais nada. Está mais do que nítido a critica social violenta feita pela série, que tratou tudo com a firmeza que deveria e sem eufemismos.

Por mais confusa que possa parecer a ligação da AIC com os eventos atuais, algumas situações esclareceram minha mente nesta semana. O plano de Rourke para tirar Claire Haas do poder faz todo sentido, uma vez que a organização tendo o controle de todo o país, nada pode detê-los. Ainda fica aquela dúvida sobre os reais motivos da AIC lutar contra os Estados Unidos e como eles pretendem governar um país que possui seus segredos mais profundos revelados para todo o mundo. Espero que a chegada de Lydia Davis possa colaborar com um pouco destas explicações.

Imagem: TV Show Time

O drama ainda se faz presente e Alex não consegue tirar Booth da cabeça. Eu acreditei que Booth era mais um peão nessa série, mas pelo visto estou enganado. Depois de acertar que Sasha é uma espiã russa, não esperava que ele fosse continuar se envolvendo com ela. Na cena de sexo, eu realmente cheguei a pensar como ele era estúpido por cair nessa. Contudo, ele me surpreendeu ao roubar as informações do notebook da jornalista, provando que seus anos de FBI e CIA valeram a pena.

A abordagem do relacionamento fraternal entre Nimah e Raina me fez repensar um pouco na relação das duas. A pobre irmã ligada às origens sempre sofre com os atos imprudentes de Nimah. Não sei se gostei muito daquela troca final entre personagens pois, por mais descuidada que possa ser, Nimah é muito mais badass que sua irmã e agrega mais valor ao time. Pelo menos a atriz continua com seu papel Só espero que ainda saiba separar as características de cada personagem como sempre fez.

E não é que finalmente Caleb está voltando para a série? Já vimos um pouco das cenas dele com Clay nas promos do YouTube, mas nada concreto até agora. Shelby realmente tem um problema com essa família e não consegue se desvincular deles. O pior de tudo é que sua relação com Clay está me fazendo shippar o casal, sendo que eu sempre fui um grande defensor de sua relação com Caleb. Mas enfim, o importante agora é ter a dupla de irmãos no time e ver se eles conseguem endireitar as coisas para salvar a pele de sua mãe. Não sei porque, mas estou sentindo que ela morre no fim dessa temporada. Só um palpite…

Espero que vocês tenham gostado e continuem acompanhando o Mix para mais informações. Um abraço e até a próxima semana 😀

Tags Quantico
Lucas Franco

Lucas Franco

Mineiro, Escorpiano, 20 Anos, Estudante de Medicina. Direto do Arkham Asylum para o Mix. Eterno fã de Chuck, E.R. e Friends (RIP). Por entre as madrugadas vive a dualidade dos estudos e das séries. No Mix, escreve as reviews de Quantico, The Good Doctor e Legends of Tomorrow.

No comments

Add yours