Queen of the South – 1×05 – Un Alma. Un Mapa. A Futuro

Queen of the South Un Alma. Un Mapa. A Futuro MAIOR

Imagem: Extra Mago

Continua após as recomendações

Estamos quase na metade da temporada e finalmente consigo enxergar um futuro em Queen of the South, não sei se foi pela produção que está mais caprichada ou o acabamento do personagens que começa a entrar nos eixos. Confesso que a sensação era que essa série estava bastante parecida com a campanha de Donald Trump à presidente dos Estados Unidos – muitas promessas, falatório para todos os lados, mas uma paupérrima fonte de informação de como que isso tudo seria feito.

Continua após a publicidade

Queen of the South Un Alma. Un Mapa. A Futuro MENOR

Imagem: Mike’s Film Talk

Felizmente, o rumo começa a mudar. Não é uma sinalização, mas sim uma mudança real e propriamente dita. Tal sensação aparece a partir do momento que o roteiro dá mais espaço e atenção para Camila Vargas, uma personagem sensacional que, por algum motivo desconhecido, estava jogada no escanteio. Sei que é difícil construir uma traficante mulher, visto que é algo novo para uma televisão que até ontem celebra a majestosa figura de Tony Soprano pela sua força, complexidade e capacidade de ter mudado, provavelmente, uma geração de roteiristas e de telespectadores.

É verdade que Teresa Mendonza também flertou com a ideia de voos mais altos e ousados, principalmente pela ajuda que teve de um diretor mais preocupado com a direção de atores e qualidade e polimento das sequências dramáticas, do que com as explosões, perseguições e elementos amigáveis ao telespectador masculino. Apesar desse destaque, quem roubou toda a cena, indiscutivelmente, foi Brenda, interpretada pela maravilhosa Justina Machado, que ganhou todo aquele espaço que merecia desde o início.

Mesmo com esse salto, ainda estou bastante insatisfeito com a demora para essa problemática política finalmente começar. Os Estados Unidos estão em pleno ano eleitoral e Queen of the South se dispôs a trabalhar sobre tal assunto que, mesmo que você goste ou não, ajuda qualquer produção a ganhar credibilidade e respeito. Não é nenhuma novidade ou surpresa alguém dizer que a política, principalmente do sul do país, é suja e baixa, por isso realmente espero que tenhamos uma evolução o mais rápido possível.

[youtube] https://www.youtube.com/watch?v=fT6TK5WP75U [/youtube]

Avatar

Bernardo Vieira

Catarinense e estudante de direito. Escrevo sobre entretenimento desde 2010, mas comecei com política internacional depois da campanha americana de 2016. Adoro uma premiação e um debate político, mas sempre estou lendo ou assistindo algo interessante. Quer saber mais? Me pague um café e vamos conversar.

No comments

Add yours