Quem é o Red John em The Mentalist e por que faz sentido

O maior segredo de The Mentalist faz sentido!

The Mentalist

Depois de cinco temporadas e meia de um jogo fascinante de gato e rato entre Patrick Jane e o serial killer conhecido como Red John, The Mentalist finalmente achou por bem revelar a identidade do sociopata. Oferecendo ao nosso herói, portanto, pelo menos alguma forma de encerramento. Por causa da natureza das surpresas, sem dúvida haverá alguns que ficarão desapontados com a grande revelação. Ainda assim, foi, na verdade, um clímax muito adequado na série.

Continua após publicidade

Um aviso final: este artigo contém SPOILERS!

Continua após a publicidade

Ainda aqui? Vamos começar a entrar em detalhes. Aqui estão cinco razões pelas quais a conclusão de Red John é a resolução certa para o arco da história.

Continua após publicidade
The Mentalist Nancy Drew Globoplay
Imagem: Divulgação.

Lisbon escolheu Jane em vez do CBI

Durante os mais de cem episódios de The Mentalist, houve vários casos em que nossa personagem coadjuvante principal, Teresa Lisbon, manteve sua posição em apoio a Jane, quando se trata de seguir procedimentos e/ou lidar com seus chefes. Na verdade, seu principal objetivo geralmente é fazer com que Jane trabalhe dentro dos limites das regras o suficiente para manter todos felizes.

Forçada a escolher entre o homem que ela ama tanto e o trabalho que é toda a sua vida, ela coloca o pé no chão e escolhe Jane. Em essência, ela sacrifica o resto de sua carreira e seu bom nome na aplicação da lei para deixar Patrick sair da lei e fazer a única coisa que se importa em fazer. É bom ver o quão comprometida ela se tornou em ajudar nosso herói em seu objetivo vingativo.

Continua após publicidade

A identidade de Red John faz sentido em The Mentalist

Vamos encarar. No fundo, todos nós tínhamos algum tipo de teoria maluca sobre quem pode ter sido Red John. Muitos estavam convencidos de que era Partridge, mas, no final, o xerife McAllister faz muito mais sentido. Jane passou todo o seu tempo na CBI obcecado por Red John. Não faz nenhum sentido que ele pudesse ter trabalhado com o homem e não ter percebido isso. Ele está sempre à procura de pistas.

Além disso, McAllister estava no segundo episódio da série, o que oferece um bom arranjo cíclico. Ele também tem uma voz muito ameaçadora, tem a idade certa para ter cometido todos os assassinatos e é muito convincente como um sociopata, ao se livrar de seu manto de sigilo e confrontar Jane como ele mesmo pela primeira vez. 

The Mentalist

A maneira como Red John morreu estava certa

Jane nunca foi a maior fã de armas. Ele carregará uma se for absolutamente necessário, mas, em geral, ele não está confortável. Além disso, atirar em alguém, além de envenenar, é provavelmente a maneira mais impessoal de matar alguém. Isso tira a intimidade do assassinato e, de certa forma, a paixão. Consequentemente, faz muito sentido que Jane acabe derrubando Red John com as próprias mãos. Esse é o modo mais pessoal possível de matar e, sem dúvida, teria sido a mais satisfatória para Jane também.

Leia também: 12 fatos que você não sabia sobre The Mentalist

Como espectador, também, é bom poder viver indiretamente por meio de Jane e estender a satisfação de Red John ao morrer. Às vezes, essa caçada parecia interminável. Durou cinco anos e meio e até teve um final falso. Agora, porém, o desfecho é definitivo.

Havia o número certo de reviravoltas

Precisávamos ser surpreendidos. Red John teve muitas demonstrações de poder bizarras ao longo dos anos para que uma linha reta acabasse levando direto a ele. Em algum momento, toda a loucura e todos os truques tiveram que parar. Precisávamos limpar a fumaça e deixar Red John e Jane apenas conversarem. 

Isso é o que todos nós estávamos esperando para ver o tempo todo em The Mentalist, e o episódio na verdade se espelha bem, ao permitir que o ato final seja apenas os dois homens dentro da igreja e, mais tarde, em uma corrida total pelo parque.

Gaúcho, estudante de jornalismo e viciado em séries. Tem séries pra assistir de mais e tempo de menos. Séries favoritas? Six Feet Under e Breaking Bad.