Repressão: Membros da equipe de filmagens da Netflix não poderão se olhar por mais de 5 segundos

Carrie Underwood, House of Cards, Netflix, Robin Wright
Carrie Underwood, House of Cards, Netflix, Robin Wright

Imagem: Netflix/Divulgação

Continua após as recomendações

O serviço de streaming diz estar “orgulhoso do treinamento anti-assédio que oferecemos às nossas produções”.

A Netflix introduziu um novo treinamento anti-assédio na sequência do movimento #metoo que abalou Hollywood e interrompeu seriamente a produção de um de seus programas de maior sucesso, House of Cards.

As novas regras impostas nos sets, supostamente, incluem não olhar para ninguém por mais de cinco segundos. Além disso, não poderá haver abraços prolongados, flerte e nem pedir o número de telefone de um colega.

Continua após a publicidade

Continua após a publicidade

Todo mundo falou sobre o #MeToo”, disse um funcionário corrente, que está trabalhando na nova temporada do Black Mirror, ao The Sun.

“A equipe sênior foi a uma reunião de assédio para saber o que é e o que não é apropriado. Olhar para alguém por mais de cinco segundos é considerado assustador. Você não deve pedir o número de alguém, a menos que tenha dado permissão para que ele seja distribuído. E se você vir algum comportamento indesejado, deve ser informado imediatamente.”, disse a fonte.

Repressão de cinco segundos teria virado motivo de piadas… 

“Isso provocou piadas”, acrescentou a fonte, “com as pessoas olhando umas para as outras, contando até cinco, depois desviando os olhares”.

Continua após a publicidade

A Netflix se recusou a confirmar ou negar o relatório, mas disse ao The Independent em um comunicado: “Estamos orgulhosos do treinamento anti-assédio que oferecemos às nossas produções. Queremos que toda produção da Netflix seja um ambiente de trabalho seguro e respeitoso. Os recursos que oferecemos permitem que as pessoas em nossos sets falem e não sejam banalizadas.”.

Leia mais: Netflix está produzindo série sobre Minecraft e jogo de Stranger Things

Anderson Narciso

Anderson Narciso

Criador, editor e redator do site Mix de Séries, é apaixonado por séries desde sempre. Fã incondicional de One Tree Hill, ER, Friends, e não perde um episódio da Franquia Chicago.

2 comments

Add yours
  1. Avatar
    Luiz Carvalho 10 julho, 2018 at 16:27 Responder

    Simples, é só trabalharem como se não houvesse ninguém ao lado…
    Caso seja necessário emitir som pela boca para se comunicar, deve o interlocutor, que recebeu a emissão de voz, processar o áudio e responder, se for o caso, como se estivesse comunicando com o vento, com o ar, com o chão ou com o teto, mas jamais com o emissor original, sem dirigir-lhe o olhar.

    SUGESTÃO AOS HOMENS: Não interagir mais com mulheres, de forma alguma, a menos que não haja outra alternativa… Viver como se elas não existissem..
    (Quem sabe aconteça uma revolta feminina em massa contra as feministas (e o feminismo) e assim, as mulheres de verdade façam esse mundo voltar ao normal!? Creio que a contracultura deve ser iniciativa das mulheres, e os homens apoiarem com força e inteligência quando for necessário. Penso que é uma guerra em que as mulheres DE VERDADE são a linha de frente dessa batalha).

  2. Avatar
    Rafa Almeida 10 julho, 2018 at 18:38 Responder

    Prefiro pensar que todo esse absurdo seja apenas uma fachada para agradar os justiceiros sociais. Surreal! Seria ilógico aplicar isso; caso contrário, seria o mesmo que dizer que todos os homens são assediadores ou mal intencionados.
    Essa besteira pode custar a qualidade das produções, o que é uma pena, uma empresa que começou pequena, se tornou uma potência e morrerá por decisões tolas.
    Let’s go AMAZON PRIME!

Post a new comment