The Good Wife – 7×19 – Landing

the_good_wife_alicia_florrick_6

Imagem: CBS

A volta de The Good Wife não foi das melhores, mas também não foi ruim. Vamos dizer que “Landing” foi um episódio mediano, a abertura que surpreendeu, diferente das demais. Mas na altura do campeonato, esperávamos mais, muito mais.

Comecemos a falar de Jason e Alicia. Alicia finalmente está querendo o divórcio, até que enfim, mas isso logicamente tem a ver com Jason, pois ela teve sete anos para separar de Peter e não conseguiu. Ela diz que agora realmente quer. Jason quer as coisas simples, mas com Alicia as coisas jamais são assim. Tudo é complicado. Jason é bem tranquilo, simplifica as coisas, e acredito que Alicia gosta disso.

– “What you want?”
– “You”.

Vem, Jason, vem! Lucca e Jason, as melhores coisas que aconteceram nesta temporada!

Continua após a publicidade

Falando em Lucca, Alicia e ela voaram para Toronto para representar um agente da NSA que foi detido pela alfândega, quando tentava voltar aos EUA. Sempre achei este plot da NSA muito interesse, pois os EUA se preocupam muito com isso, realmente, informações e tudo mais, e acham que tem direito de controlar tudo e todos em nome da segurança nacional. Liberdade, onde? A parte em que uma juíza de paz decide a questão foi cômica, pois ela tinha seus métodos de excelência. E o melhor, ela mantém forte a rixa EUA versus Canadá. Impressionante o que rola entre os países vizinhos, hein?! Mas faz parte. Mas o que poderia ser um excelente plot foi bem confuso e morreu na praia. Uma pena.

Ao menos a história serviu para Alicia descobrir que a NSA estava ouvindo as conversas dela. Ela achou que foi de alguns meses atrás, mas foi anos este absurdo. Sempre fiquei indignada com a tamanha invasão de privacidade.

O episódio também mostrou Kurt, o marido da Diane que não aparecia faz tempo na série. Só que infelizmente a situação colocada entre ele e Diane fez com que eu me decepcionasse muito com a personagem dela. Diane, uma mulher forte, de empoderamento feminino, que luta pela liberdade, exemplo a ser seguido, julgando uma moça pelo vestido, por simples ciuminho?! Que pena, viu! Ainda bem que no final ela reconheceu que estava totalmente errada, mas que os showrunners destruíram metade do conceito da personagem, isso eles conseguiram.

Indo para aquela história toda do Peter, em pleno 2016, eu fico abismada de ver Alicia ainda defendendo o marido, arrumando a roupa dele. Por favor, hein, Alicia, se aquieta, mulher! Parece que voltamos para a primeira temporada, onde Peter tem um futuro incerto, para não dizer ficar preso por três anos, e Alicia tendo que ficar ao seu lado para imprensa toda. E mais uma vez provavelmente Peter é culpado. Nunca fui fã dele, então se o desfecho dele é estar preso como foi no começo, para mim está ótimo. Cary (mal humorado) ainda parece que vai colaborar para que isso aconteça, hein?!

Essa sensação de voltarmos para a primeira temporada mostra que estamos em clima de despedida, que o ciclo está fechando, e eu estou curtindo bastante para o final que a série está caminhando. Mas espero que os próximos – últimos – episódios sejam mais emocionantes, não é mesmo?!

Obs.: Breaking News: Will Gardner estará na final de TGW… Deve ser em sonho ou em flashback, né?! Mas mesmo assim vai mexer com o meu coraçãozinho. A ferida ainda não cicatrizou completamente.
Obs. 2: Está bem, já entendemos que o Terminal 3 é para não fumantes, voz irritante do aeroporto de Toronto!

Paula Reis

Paula Reis

Advogada e concurseira de plantão, no Mix, é editora de reviews e colunas. É viciada em tudo sobre Game of Thrones e adora séries jurídicas.

No comments

Add yours