The Originals – 3×16 – Alone With Everybody

Imagem: Banco de Séries
Imagem: Banco de Séries
Imagem: Banco de Séries

 

Continua após publicidade

Depois de muitos episódios bons, Alone With Everybody foi bem fraco. Apesar de todas as reviravoltas que aconteceram, não me prendeu e, mais uma vez, irritou bastante as besteiras irreais que os Mikaelson cometeram.

Continua após a publicidade

Elijah e seu eterno coração mole colocaram toda a sua família em perigo, mais uma vez. Entendo o que Finn quis dizer. Se odiando naquela forma, nada é pior para o vampiro que ser imortal. Porém, se quer morrer, morre logo então. Essa questão de guardar o carvalho branco foi extremamente idiota e arriscada. Mas claro, não poderia ser diferente visto que, sem o risco iminente aos Mikaelson, a série sairia do ar.

Continua após publicidade

Aliás, falando em coisa idiota, Freya estava com o item mais procurado por todos os inimigos da família, e resolveu dar uma voltinha na cidade, à noite! Ai, que forçado! Quem não iria se proteger de todas as formas possíveis nesse caso? Ela não é idiota e nem nada, sabe muito bem o risco que estava correndo e resolveu ignorar todos os avisos para sair por aí com a bala no bolso e acabou sendo sequestrada por Vincent e perdendo o precioso objeto. 

Vincent nunca teve muitos motivos para se virar contra os Mikaelson, tanto que não era sua intenção. Mas essa era a vontade dos ancestrais. Eu queria saber por que eles se preocupam tanto com a família vampira. Meu Deus! Vão viver suas mortes e deixar meu Klaus em paz, por favor? Risos. Lucien, que nunca foi extremamente confiável, é o responsável pelo plano de sequestrar Freya e obter a bala. Não me espantou. Ele nunca foi grande coisa e não seria diferente agora. Se ele vai ser o vilão principal dessa segunda parte da terceira temporada, já estou com sono antecipadamente. Mas não sei. Se o plano fosse somente pegar a bala para matar a família, eles não teriam sequestrado e se revelado à bruxa. Tem mais coisa por aí que não sabemos.

Continua após publicidade

Davina parece estar menos chata, mas sempre vai ser a menina enjoada. Ela e Kol são um bom par, mas o rapaz vai ter que lutar muito contra seus impulsos para dar certo com a garota. Concordo com Kol na reação contra Finn, mas já dizia um grande sábio: a vingança nunca é plena, mata a alma e a envenena. Se Kol tivesse deixado o irmão ir embora, as coisas não teriam dado tão errado agora. Porém, se pensarmos bem, não tem muito motivo para ter medo de algum deles morrer, já que é uma facilidade de voltar à vida incrível, não?

Enquanto New Orleans pegava fogo, Klaus e Hayley continuavam sua fuga juntos pelo país. Apesar da aventura dos dois não ter tido muita importância para a história (por enquanto), foi bom vê-los se acertando, conversando e concordando com algumas coisas. Agora vamos ver qual é o motivo dos assassinatos a ex matilha de Hayley e ver onde isso vai dar. Só sei que estou ansiosa para os dois voltarem logo para a cidade principal. Pode dar logo o pulo de três anos, por favor?

E você? Curtiu o episódio? Deixe seu comentário e até o próximo!