The Voice AU – 4×14 – Top 16

the-voice-au-4x14

Continua após publicidade

Olá amigos, como estão? A quarta temporada de The Voice Australia continua on fire, e agora começou a fase dos live shows. Nesse primeiro programa, foi adotado uma técnica semelhante igual ao dos shows ao vivo da versão brasileira.

Continua após a publicidade

Os quatro acts de cada coach se apresentaram, e eles então tem a difícil missão de escolher apenas um para a próxima fase, deixando o público decidir quem serão os eliminados. Chega de papo, e vamos relembrar às performances?

Continua após publicidade

 

Ellie Drennan – “Team”

Continua após publicidade

Clique aqui para ver a performance.

Eduardo: Da série “melhor que a versão original” (sendo que qualquer um consegue ser melhor que Lorde, convenhamos), Ellie simplesmente abriu essa primeira noite de live shows de forma primordial. Foi incrível e espetacular sua performance, como se já fosse uma grande artista no cenário musical, e estivesse apenas divulgando seu single em algum programa de TV. Palmas!

Letícia: E olha que eu tinha uma implicância com Ellie… só poderia estar doida. Edu tem toda razão, realmente parecia uma grande artista divulgando seu single no programa, tamanha a perfeição dessa apresentação.

Lucas: Ellie segue me conquistando desde as battles. Essa performance foi maravilhosa, com a guria trazendo uma versão ainda mais deliciosa dessa música. Ela tem uma voz linda e poderosa e sem sombra de dúvida Jessie está conseguindo cada vez mais trazer o melhor da garota.

 

Cath Adams – “Think”

Clique aqui para ver a performance.

Eduardo: Apenas não! Estava tudo errado, song choice, voz, TUDO! Assim não tem como te defender, minha cara.

Letícia: Mas o que foi isso? Parecia aquelas apresentações bizarras das igrejas americanas, até as mãozinhas no ar ela jogou. Assim não dá para te defender, amiga!

Lucas: Deu até dó, porque acho Cath bastante talentosa, mas a performance inteira não rolou.

 

Simi Vuata – “This Womans Work”

Clique aqui para ver a performance.

Eduardo: Ruim não foi, mas Simi poderia muito bem ter ousado bem mais em sua apresentação.

Letícia: Gente pelamor, Simi mais uma vez foi incrível. Que voz é essa minha gente? Eu adorei, bati palmas aqui e vi duas vezes. Adorei a profundidade que ele colocou na versão, foi lindo.

Lucas: Sei que todo o universo defende o guri e eu concordo com o fato dele ter uma ótima voz, mas não adianta, eu não consigo gostar e dessa vez não foi diferente.

 

Amber Nichols – “Teardrop”

Clique aqui para ver a performance.

Eduardo: MARAVILHOSA! Ter roubado a moça foi uma das melhores coisas que Jessie J pode ter feito em seu time, francamente. Não vou negar que a apresentação começou bem fraquinha, mas ela foi tendo uma evolução tão incrível, que até esqueci o pontapé inicial.

Letícia: Fui ao contrário de vocês meninos, adorei o início, porque lá no mais pro final, no refrão mesmo, ela emendou em uma desafinação que não teve mais jeito de sair, ficou fora do tom e para mim estragou um pouco a apresentação. Um pouco, porque amei a escolha, amei o barrigão, amei o início e que bom vê-la no palco.

Lucas: Estava esperando muito mais da Amber nessa semana. Fiquei na dúvida em relação a song choice, pra mim desfavoreceu um pouco o talento dela, mas pelo menos lá para o final da performance ela deu uma melhorada. Aliás, que lindona ela está com aquele barrigão né?! Continuo torcendo pra seguir em frente, mas que venha com performances melhores na próxima semana.

 

Rick-E-Ragga – “One More Night”

Clique aqui para ver a performance.

Eduardo: Não sou obrigado!

Letícia: Odeio essa música, e ele conseguiu piorar ainda mais tudo que ela me causa. Apenas ridícula essa versão “rasta” dessa música medonha, acredito que só Delta mesmo que gostou.

Lucas: Como assim deixaram esse indivíduo estragar a música do Maroon 5 desse jeito? Como assim? Aliás, sigo tentando entender o motivo de Delta ter salvo ele na semana anterior.

 

Nicolas Duquemin – “King”

Clique aqui para ver a performance.

Eduardo: Nicolas saiu um pouco de sua zona de conforto, mas o achei muito nervoso e inseguro. Uma dica: você tem uma voz única e é dono de um talento sem igual, portanto não deixe isso atrapalhar seu desempenho.

Letícia: Eu gosto dessa música na sua versão original, mas acho que Nicolas a deixou ainda melhor. O engraçado é que se você não está vendo a performance (eu estava de fone e por vezes mudei a tela) a insegurança não fica tão evidente, mas se você está vendo ela está lá, estampada em Nicolas que não sabe o que fazer no palco. Tá na hora de trabalhar isso!

Lucas: Nicolas me fazendo gostar de uma música que detesto e não conseguia aceitar o fato de segurar tanto tempo no topo dos charts. Em relação a performance, não foi a melhor do garoto, ele ainda precisa trabalhar nessa insegurança, mas continuo achando que Delta é a pessoa certa pra ajudá-lo com isso.

 

Caleb Jargo-Ward – “Start Again”

Clique aqui para ver a performance.

Eduardo: Deslumbrante, espetacular, Caleb só vem evoluindo a cada programa. Anotem o que estou dizendo, esse cara será finalista.

Letícia: Agora sim, que apresentação maravilhosa. Foi lindo, foi incrível, Caleb e seus clones arrasaram no palco em uma apresentação densa que não se perde em nenhum momento. Voz perfeita e música maravilhosa, que mostram que nem sempre é preciso apelar pela gritaria para lacrar. Arrasou #cloneclub.

Lucas: Caleb sendo maravilhoso nessa semana. Que performance mais linda gente! Foi de arrepiar em assisti-lo cantando daquela forma, voz impecável, me ganhou do começo ao fim.

 

Lyndall Wennekes – “Candyman”

Clique aqui para ver a performance.

Eduardo: MAS GENTE? Lyndall desde o começo foi uma act bem esquecível para mim, mas pela primeira vez ela fez uma apresentação boa, e digo mais que foi espetacular. A garota simplesmente lembrou e muito alguns lives de Xtina para essa música, que é sensacional. Lyndall estava completamente segura de si e do que estava fazendo, indo lá e rendendo uma das melhores performances da noite. Fiquei boquiaberto.

Letícia: Achei tudo uma grande piada, meio Stevie Richie do TXF UK. Detestei, faltou voz, adeus!

Lucas: Pra mim foi muita informação e não estou nenhum pouco interessado em tentar processar.

 

Joe Moore – “The Blower’s Daughter”

Clique aqui para ver a performance.

Eduardo: Foi bonito? Sim. Foi emocionante? Também, mas ele foi muito fiel e na risca em relação à versão original, achei que faltou um pouco mais de “ousadia”. De uma forma geral, foi uma performance sensacional.

Letícia: Eu adorei, e achei que ele fez uma versão bem melhor que a original. A voz de Joe tem um poder impressionante, quando ele chegou no refrão e rasgou a voz daquele jeito lindo, meus olhos começaram a verter lágrimas. Sério, foi lindo demais!

Lucas: Pra mim foi lindo! Adoro a voz do Joe, ele é de longe o melhor do Team Madden e fiquei babando nessa performance maravilhosa. Essa música tem algum tipo de poder em mim, toda vez que alguém canta me deixa destruído no chão, e com Joe não foi diferente. Torcendo demais pelo cara.

 

Tameaka Powell – “Sin Wagon”

Clique aqui para ver a performance.

Eduardo: Vergonha alheia define.

Letícia: Não sei nem o que falar, apenas sentir… E É VERGONHA.

Lucas: Sério mesmo gente? Por favor né? Não sou obrigado.

 

Peta Evans-Taylor – “Bring Me Some Water”

Clique aqui para ver a performance.

Eduardo: Minha linda mais uma vez arrasando, mas sei lá, eu senti que faltou alguma coisa para ser totalmente incrível.

Letícia: Caso claro de que um vozeirão não salva qualquer apresentação. Peta errou feio na song choice, e ficou tudo tão chato que eu quase aproveitei para ir ao banheiro durante a apresentação. Que pena!

Lucas: Outra que até tento gostar,  mas não consigo e não foi diferente com essa performance. Não rolou.

 

Nathan Waves – “Shake It Off”

Clique aqui para ver a performance.

Eduardo: Que demais ficou essa versão, é disso que estou falando. Esses programas, muitas músicas o que marca é a ousadia usada, e não ser totalmente fiel à original, parecendo estar num karaokê. Tirando Tameaka, os irmãos Madden estão se saindo bem.

Letícia: Nossa eu AMEEEIII! Foi tão bom, mas tão bom, que vi três vezes, sim T R Ê S! Foi uma versão incrível dessa música mega dançante, e que ficou uma gracinha na voz de Nathan.

Lucas: Fiquei com medo no começo, estranhei demais, mas depois Nathan foi me ganhando e conseguiu transformar a música totalmente na sua vibe. A versão ficou deliciosa.

 

Scott Newnham – “Cry Me A River”

Clique aqui para ver a performance.

Eduardo: Fiquei ressabiado ao saber que Scott cantaria essa música, pois ela é para mim a melhor de Justin Timberlake, tão intensa, profunda e verdadeira (hey Britney!). O rapaz foi lá e simplesmente arrebentou, fazendo uma apresentação única que, na minha opinião, foi a melhor dele na competição até o momento.

Letícia: Adoro a música, mas odiei a apresentação. Achei tão karaokê, que quase não assisti até o final. Foi sofrido gente!

Lucas: Não gosto do Scott, pra mim ele é o pior do Team Ricky, mas confesso que gostei da performance e boa parte disso se deve pelo fato dele ter cantado essa música maravilhosa.

 

Liam Maihi – “Let It Go”

Clique aqui para ver a performance.

Eduardo: Quase dormi.

Letícia: Ah eu gostei bastante, foi tão bonitinho. Bela junção de voz e música introspectivas. Mesmo assim, não acho que foi uma apresentação correta para o Top 16, estamos afunilando cada vez mais, e os acts precisam mostrar algo mais consistente. Acho que essa música é perfeita para um vídeo no canal do Youtube do cantor, mas não para a competição.

Lucas: Sério Duh? Gostei tanto da performance. Acho a voz do Liam tão maravilhosa e ele mandou muito bem com a performance. Combinação perfeita da voz com a song choice, esperando por novas performances assim do rapaz.

 

Naomi Price – “Don’t Cry For Me Argentina”

Clique aqui para ver a performance.

Eduardo: Naomi simplesmente zerou a vida com essa performance, sendo definitivamente a melhor da noite (desculpa, Lyndall, Caleb e Ellie). O ápice da música, ela se entregou de uma forma surpreendente, que me arrepiou e emocionou completamente. Sua maravilhosa!

Letícia: Eu juro que não queria gostar, porque detesto essa música (e esse filme), mas gostei. Naomi estava linda, maravilhosa, com a voz no tom certo, sem exageros e bem contida. Não foi algo destruidor e memorável, mas foi bom sim.

Lucas: Baita senhora destruidora essa Naomi ein. Performance espetacular da guria, do começo ao fim, entregando pra mim a melhor dela na competição e deixando ainda mais claro que Ricky fez a escolha certa em ter escolhido ela na fase anterior. Ela destruiu tudo, foi de longe uma das melhores da noite.

 

Gail Page – “You Don’t Own Me”

Clique aqui para ver a performance.

Eduardo: Coisa maravilhosa ouvir Gail soltar esse maravilhoso vozeirão, quando canta. Apesar disso, senti algo meio vago, parecendo que estava faltando algo. Não foi ruim, de forma alguma, mas poderia ter sido muito melhor.

Letícia: Gail é mesmo a rainha da po**a toda! Quem apresentação poderosa foi essa? Que vozeirão minha gente. Achei sim a música meio pesadona demais, mesmo assim foi bom demais vê-la arrasando de novo. Já sou #TeamGail desde criancinha.

Lucas: Gail me surpreendendo bastante. Sempre repito que ela tem uma baita voz, mas até então não tinha gostado tanto de uma performance dela. Dessa vez ela mandou muito bem do começo ao fim.

 

SAVED

Foram salvos por seus mentores para continuar na competição: Ellie (Team Jessie), Caleb (Team Delta), Joe (Team Madden) e Naomi (Team Ricky).

Eduardo: Pela primeira vez concordo com a escolha dos cinco jurados, todos que foram salvos por cada um deles mereceram garantir a vaga para o Top 12. Para me fazer completo, só espero que o povo australiano seja coerente e mande vazar no próximo domingo Rick e Tameaka. Os dois saindo ficarei pleno e satisfeito.

Letícia: Ai gente que alívio ver esses lindos salvos. Os jurados foram justos e coerentes (ao mesmo tempo, olha que louco) e salvaram quem realmente arrasou nas suas performances. Adorei!

Lucas: Não poderia ter ficado mais feliz com essas escolhas dos mentores. Finalmente ninguém fez burrada, principalmente Delta e os Madden que me revoltaram na semana anterior. Vamos esperar para o público fazer o mesmo e não me decepcionarem. Tenho fé que teremos um top 12 muito bom, então vamos aguardar.

 

O que acharam das performances? Quem vocês querem que seja eliminado no próximo domingo? Venham comentar e debater conosco.