The Voice US – 11×16/17 – Top 12

Imagem: Xtra99

Imagem: Xtra99

Agora não tem mais para onde correr, é cada um por si nos live shows. Chegamos ao Top 12, e o futuro dos participantes depende única e exclusivamente do público de casa. Essa semana os candidatos contaram com a presença do astro country Garth Brooks, como key advisor.

Vem com a gente!

 

Continua após a publicidade

PERFORMANCES

 

Sundance Head – “My Church”

[youtube]http://www.youtube.com/watch?v=x23tovFATDc[/youtube]

Bernardo: Sundande sempre foi um dos meus favoritos até aqui, isso é inegável, principalmente se você dar uma olhada nos meus comentários anteriores. Felizmente, o trabalho dele aqui serviu para reforçar ainda mais essa minha admiração. Mais uma performance excelente que consolida, ainda mais, seu favoritismo.

Edu: Ai gente, Sundance é um dos meus candidatos favoritos dessa temporada, mas francamente não gostei tanto dessa sua apresentação. Sei lá, senti que faltou uma pitada de algo, sem contar que sua voz esteve em alguns momentos meio abaixo do tom exigido também.

Let: Música erradíssima, que pena! Amo Sundance demais, mas ele errou feio dessa vez.

Luke: Eu acho Sundance um competidor incrível e sempre me surpreendo com ele, mas essa semana fiquei com um gostinho de quero mais. Não acredito que tenha sido uma performance mal executada, só não me convenceu tanto.

 

Darby Walker – “Ruby Tuesday”

[youtube]http://www.youtube.com/watch?v=VxYsFsWWg9g[/youtube]

Bernardo: Gosto muito da Darby, seu trabalho tem sido muito consistente até o momento, mas terei que ser ressonante aqui e dizer que não gostei, nem um pouquinho, dessa apresentação. Acredito que foi a escolha errada de música, estamos na reta final e erros dessa forma, a essa altura, não deveriam ser tolerados. Não gostei não.

Edu: Essa foi definitivamente a melhor performance de Darby na disputa. Essa música, a qual não conhecia, lhe caiu como uma luva perfeita, e foi tudo maravilhoso. Ela mostrou uma potência vocal jamais vista desde sua primeira apresentação, e eu fiquei bem pasmo aqui. MARAVILHOSA!

Let: Eu fiquei hipnotizada com tudo, com as flores, com a voz, amei demais essa apresentação. Darby sempre me leva para os anos 60/70 e acho isso incrível, também adoro a maneira como ela usa a voz, rasgando, indo onde muitos não vão. Adorei mesmo!

Luke: Tem alguma coisa na voz de Darby que me encanta de uma maneira inacreditável. Não sei se é sua habilidade de levar a canção a níveis tão opostos e nivelar o ritmo. Enfim, gostei bastante da apresentação assim como do seu estilo, que é cada vez mais Miley.

 

Christian Cuevas – “The Scientist”

[youtube]http://www.youtube.com/watch?v=1S1TCD67G7A[/youtube]

Bernardo: Essa é uma música extremamente difícil, já vimos The Scientist” ser cantada antes no The Voice e o resultado não foi nada bom, ou melhor, foi uma catástrofe. Entretanto, gostei bastante do trabalho do Christian aqui, acredito que poderia ter sido mais forte, mais poderoso e mais seguro de si, mas no geral foi um trabalho muito bom.

Edu: Christian impressionou mais uma vez, e eu adorei sua performance. Foi emocionante, na medida certa, e sem exageros. Simplesmente fantástico!

Let: Coldplay sempre me derruba, sou mega fã da banda. Com esse know how forte, posso dizer que curti bastante a apresentação de Christian. Lógico que poderia ser melhor, com mais originalidade – como ele fez semana passada ao se apropriar de um grande clássico, mas ainda assim foi incrível.

Luke:, Team Alicia sempre representando na competição. Minha empolgação foi evoluindo com a canção e aquele estouro mais pro fim me deu uma louca vontade de estar lá ouvindo Christian cantar!! Está de parabéns pelo grande trabalho.

 

Sa’Rayah – “Livin’ On A Prayer”

[youtube]http://www.youtube.com/watch?v=K7SrRA_cxqo[/youtube]

Bernardo: O início da apresentação foi bem ruim, não acredito que Sa’Rayah conseguiu se conectar com a música da maneira que conseguira fazer no passado. Ela melhorou consideravelmente da metade para o final, é verdade, mas no geral avaliei como “bom” e isso sim, é um problema.

Edu: Olha, eu adoro Sa’Rayah por demais, isso não é segredo a ninguém. Convenhamos que, essa song choice lhe foi erradíssima, pois ela tem uma vibe total de diva, e se ela queria cantar um clássico do rock, com certeza não tinha que ser esse.

Let: Achei um enorme e destruidor tiro no pé. Sou fã de Sa’Rayah também, mas não entendi a escolha, pra que, sabe? Como disse um professor de canto que tive no passado, nós precisamos cantar aquilo que combina com a nossa voz, e de longe Livin’ On A Prayer não combina com ela.

Luke: Realmente não casou 100% e ficou meio forçado. Não foi uma apresentação ruim, só que ficou em um just ok tendencioso ao fracasso.

 

Billy Gilman – “The Show Must Go On”

[youtube]http://www.youtube.com/watch?v=pmpCUNsI9Os[/youtube]

Bernardo: Teve uns probleminhas em alguns momentos da música, mas acredito que Billy conseguiu entregar o que a música tem, que é emoção e muita, mas muita força. Não estou convencido que ele seja um nome para se prestar atenção, pelo menos ainda, mas ele está no caminho certo.

Edu: Essa é uma poderosa música do Queen, e claro que Billy deu super conta do recado em cantar. Os instantes finais simplesmente foi o ápice de tudo, que me fez lembrar a Celine Dion cantando a canção meses atrás. A-MA-ZING!

Let: Poderia ter sido melhor? Claro. Mas o que eu mais gosto em Billy é essa ousadia de querer mostrar que ele pode sim, quem disse que não? Não é o melhor cantor, mas é de longe o mais esforçado, o que mais busca, e por isso (e pelo final incrível) amei demais essa performance.

Luke: CA-RAM-BA! Billy vem me convencendo por A + B que será o grande campeão. Ele está claramente evoluindo, e demonstra seus esforços no palco. Foi lindo demais ele cantar essa música, que é uma das minhas prediletas da banda.

 

Austin Allsup – “Do Right Woman, Do Right Man”

[youtube]http://www.youtube.com/watch?v=y5PojJnZlyo[/youtube]

Bernardo: Ok, vamos para o próximo….

Edu: Vamos falar da Top Therm?

Let: Não foi tão ruim assim, mas, como todo mundo, fiquei bem dispersa. Não funcionou muito bem.

Luke: Não sei o que rolou, só sei que não rolou…

 

Wé McDonald – “Take Me To Church”

[youtube]http://www.youtube.com/watch?v=UDqbcS4xmKw[/youtube]

Bernardo: Essa música não é apenas difícil por tudo que ela requer de um cantor, mas também pela mensagem que ela traz consigo. A pessoa precisa estar afinada e, principalmente, inspirada para fazer um bom trabalho. A boa notícia é que Wé fez mais e melhor, com uma apresentação maravilhosa, impressionante e memorável.

Edu: QUE TIRO FOI ESSE MEU PAI AMADO? Essa menina não para de surpreender, e estou bem besta. Ainda me impressiono com a capacidade vocal dela, e quando na sequência vai falar então, chega a ser engraçado. Só sei que ela não é desse planeta, não é possível. Destruidora, incrível, DONA! Melhor performance da noite, com certeza, e em relação das que ela já fez, só perde para “No More Drama”.

Let: NÃO SEI VOCÊS, MAS EU TÔ MORTA NO CHÃO!!! Gente, essa menina é maravilhosa demais. Ela acertou em todos os momentos, confesso aqui que foi a melhor versão que ouvi dessa música, que todo mundo tenta, mas a maioria não consegue executar com a maestria de Wé.

Luke: Eu continuo quebrando a cara toda semana. Quando acho que ela não consegue evoluir, que ficará no patamar alto sem crescimento, ela emenda uma puta canção dessa. Realmente Alicia vai longe com Wé, muito difícil não chegar a final.

 

Aaron Gibson – “Hollywood Forever Cemetery Sings”

[youtube]http://www.youtube.com/watch?v=BJSvFX829PA[/youtube]

Bernardo: Não achei bom, mas também não achei ruim. Ele cantou super bem, mas não estava com prazer de estar ali, parecia uma daquelas crianças mimadas que não conseguiu a música que desejava e ficou de bico depois.

Edu: Impressão minha, ou foi apenas eu que percebi de Aaron estar bem incomodado? Foi tipo pombo para mim.

Let: Não gostei de nada.

Luke: Tava muito robotizado pra mim. Sem sentimentos ou emoções, apenas uma letra que ele gravou e que cantava as linhas com uma pausa, quase que involuntariamente.

 

Courtney Harrell – “I Don’t Wanna Miss A Thing”

[youtube]http://www.youtube.com/watch?v=S54j1dls8d4[/youtube]

Bernardo: Cochilei aqui, o que aconteceu?

Edu: Nossa, Courtney veio com um começo tão promissor, que logo depois decaiu de forma gigantesca. Estou bem chateado dela ter estragado esse hino.

Let: Ela errou o tom desde o início, ficou tudo bem péssimo. Courtney precisa achar o seu estilo, porque tá difícil entender a moça, sério.

Luke: Eu também não achei lá essas coisas!! Faltou um pouco de emoção na canção. Parece que os competidores estão muito preocupados com a presença no palco, e esquecendo de realmente tocar quem está escutando.

 

Josh Gallagher – “Why”

[youtube]http://www.youtube.com/watch?v=GNkwj1B8nEk[/youtube]

Bernardo: Josh me lembrou de novo o porquê gosto tanto dele dessa competição. É uma evolução surpreendente e mesmo que mostre a necessidade de mais prática, ensaios e treinos, ele é um dos melhores desta temporada.

Edu: Que música linda! Josh começou de forma tímida, mas foi evoluindo no decorrer da performance. Não foi sua melhor apresentação até aqui, mas merece mais uma semana na disputa, pois gostei e muito.

Let: Eu quero casar com a voz de Josh, sério, que coisa mais linda! Concordo que não foi a melhor apresentação do moço, mas só porque ele estava tranquilíssimo, e isso não é nada ruim não, é bom ter confiança. Josh tem um potencial gigantesco.

Luke: Na minha opinião está bem no just ok. Tem uma voz incrível, mas não trabalhou ela com maestria essa semana. Só não tem riscos, pois tivemos piores na noite.

 

Ali Caldwell – “Did I Ever Love You”

[youtube]http://www.youtube.com/watch?v=PPBfQ7yIRwM[/youtube]

Bernardo: Que música mais estranha, Senhor!!! Felizmente eu adoro um conceito diferentão, porque ele se destaca e ainda ajuda a projetar o cantor, autor ou ator de uma forma única. Exatamente o que aconteceu com a Ali aqui. Tudo bem que não foi a melhor performance do dia ou que fez o público aplaudir de pé, mas foi uma apresentação para se analisar amanhã e depois de amanhã. Muito bom.

Edu: Ali estava simplesmente lindíssima, e eu me surpreendi mega positivamente com sua apresentação. De primeiro instante não achei essa coca cola toda, mas ela foi evoluindo de uma forma única, e quando vi estava a candidata dominando tudo. Amei!

Let: Por que ela estava vestida de Jessica Rabbit? Eu achei tudo bizarríssimo, brega mesmo. Música estranha, arranjo estranho, só a voz dela que, como sempre, estava ótima.

Luke: Realmente foi uma boa apresentação pra noite. O histórico de Ali na competição não é ruim, ela ganhou um espaço grande e é o nome do Team Miley atualmente. Uma grande apresentação por uma grande cantora!!

 

Brendan Fletcher – “Whipping Post”

[youtube]http://www.youtube.com/watch?v=wvASWVXpizI[/youtube]

Bernardo: Realmente, é guardar um dos melhores para o final. Brendan consegue surpreender com muito pouco, com essa voz perfeita que ele tem é um dos grandes conteders para a final, pelo menos por enquanto, porque assim como Sa’Rayah, qualquer acomodação é um péssimo sinal.

Edu: Mais uma performance incrível de Brendan, que casou perfeitamente com sua espetacular voz rouca. Diferente de certos candidatos de outros realities (oi, Conrado), ele usa de tal fator sem precisar se esforçar muito, e sem contar que ele sempre acerta, não é mesmo?

Let: Que tiro, nossa! Mais uma apresentação perfeita de Brendan, que grande acerto deixar o moço para o final. Foi poderosíssimo!

Luke: A voz dele supera toda e qualquer expectativa. O competidor é outro que vem ganhando seu espaço na competição, e merece muito continuar. Seu team é repleto de candidatos fortes, mas acredito e muito na sua performance e no seu potencial.

 

 

BOTTOM

 

Aaron Gibson – “Lego House”

[youtube]http://www.youtube.com/watch?v=xu-YYInQzHE[/youtube]

Bernardo: Me dá uma preguiça gigantesca dessas pessoas que cantam Lego House”, quando estão a beira do precipício. Sejam menas e melhores, por favor. Porém, tenho que dar o braço a torcer e dizer que até que Aaron fez um bom trabalho, com uma música cansada, preguiçosa e manjada.

Edu: Se Aaron tivesse cantado essa música na noite anterior, com certeza não estaria no bottom. Essa canção casou perfeitamente com ele, sem contar que o rapaz estava muito mais à vontade, demonstrando mais emoção e menos robotizado.

Let: Eu tenho uma preguiça enorme de Aaron desde sempre, ele nem deveria estar aqui. Mas ainda assim preciso admitir que foi uma boa apresentação.

Luke: Melhorou muito em comparação à sua performance anterior. Foi mais suave de se ouvir, mais interessante até. Dependendo de como Sa’Rayah se sair, acredito que ele tenha grandes chances.

 

Sa’Rayah – “Rock Steady”

[youtube]http://www.youtube.com/watch?v=0F_p0L9AJZE[/youtube]

Bernardo: Primeiramente, reconheço a vontade de Sa’Rayah de mesmo estando na pior, dar seu melhor, não seguir no caminho mais fácil, e tentar mostrar quem é como cantora e artista. Eu particularmente adorei essa apresentação, mas não sei porque, não acredito que ela será a fatalidade de hoje.

Edu: Para uma canção que está valendo sua permanência na disputa, Sa’Rayah novamente pecou na song choice. A única diferença, comparada à noite anterior, é que dessa vez ela conseguiu fazer uma limonada saborosa, porém não o bastante. PS: como ela está lindíssima essa semana.

Let: O que está acontecendo com Sa’Rayah? Parece que realmente quer sair.

Luke: Realmente hoje não fui muito com a vibe dela. Achei muito parecido com aquelas canções de filmes musicais que ninguém gosta, e quando passa na playlist todo mundo pula. Sei lá, não ficou algo estrondoso que chama a atenção de quem está escutando.

 

 

ELIMINAÇÃO

[youtube]http://www.youtube.com/watch?v=zNfo0fri9TY[/youtube]

Bernardo: Não gostei dessa eliminação. Sei que não podemos aqui julgar o histórico para tomar uma decisão, tem que ser o trabalho de hoje e pronto, mas eu não consigo ver Aaron como um cantor melhor, mais maduro e com mais potencial do que a Sa’Rayah. É verdade que ela não estava numa noite boa e isso é fatal, como foi o caso, mas eu não gostei, nenhum pouquinho do resultado. O que a gente faz agora? Deseja sorte para essa linda, maravilhosa, e pede para que Aaron honre essa chance.

Edu: Já começou a palhaçada! Infelizmente, o público pegou um ranço tão grande da Sa’Rayah, a ponto de ofendê-la na internet, e francamente a forma como foi essa violência gratuita me deu nojo do público americano. Por ironia do destino, ela foi derrotada pela segunda vez por Aaron. A candidata nos proporcionou performances incríveis e memoráveis, e é uma pena uma pessoa a nível dela deixar a competição tão cedo. Aliás, esse bottom foi injusto ao extremo, pois a dupla pode não ter ido bem, mas Courtney e Austin foram bem piores. Agora mais que nunca quero os dois sendo os próximos eliminados. PALHAÇADA!

Let: Isso é The Voice, né gente? Injustiça atrás de injustiça. A dona de uma das melhores vozes da temporada indo embora assim, no Top 12. Ok que ela errou nas músicas da semana, e errou feio, mas não merecia sair antes de Aaron, antes de Courtney, antes de tanta gente que nem é tão bom assim. Não entendo a implicância do público (americano e brasileiro, como vimos em alguns grupos pelo Facebook) com Sa’Rayah, mas saibam que todos mundo só perde com a eliminação da moça agora, o programa perde muito. Pena!

Luke: Por questão de histórico e capacidade vocal, Sa’Rayah tinha tudo para consagrar vencedora desse duelo. Mas não adianta analisar a voz por outras apresentações. Essa semana houve uma decaída violenta da qualidade por parte da cantora, o que a tira do jogo. Aaron deve sim comemorar, mas se não abrir o olho, pode estar nessa mesma posição na semana seguinte. Cantar com alma, com emoção, supera qualquer detalhe de voz. Deixa os erros inaudíveis e foca apenas na beleza que está sendo levada pela melodia.

 

Acharam justa a eliminação dessa semana? Venha comentar e debater conosco sua opinião. Até a próxima quinta-feira!

Avatar

Team Mix Reality

#TeamReality no Mix de Séries é responsável pelos realities shows.

No comments

Add yours