The Voice US – 7×07/08 – Battle Rounds

Passadas as blind auditions e os times formados, agora é hora das batalhas entre si para ver quem é o melhor. E olha que essas duas primeiras noites de battle rounds foram bem intensas.

Continua após publicidade

Duvida do que estamos dizendo? Então confira e venha comentar conosco em seguida.

Continua após a publicidade

 

Continua após publicidade

TEAM PHARRELL

 

Continua após publicidade

Elyjuh René x Maiya Sykes – “If I Ain’t Got You” 

[youtube]https://www.youtube.com/watch?v=teBgIrEC5cA[/youtube]

Carine: A Maiya é muito boa, eu sei, mas toda santa temporada temos alguém assim como ela e que é eliminada nas battles porque não é a cara do The Voice, então eu já esperava por isso. E o Elyjuh até me surpreendeu. Digamos que, seu eu pudesse ser o Sr. Pharrell, faria exatamente a mesma coisa.

Eduardo: Essa é uma música poderosa da Alicia que gosto muito, mas juro que esperava muito mais. Achei essa batalha muito morna, e o Elyjuh não foi tudo isso, eu gostei mais da Maiya e ela merecia ter sido salva.

Letícia: Começa que achei extremamente injusto colocar esses dois para batalhar logo no início. Eles são ótimos e resultados logicamente não seria totalmente justo. Concordo com o Edu, ao saber a música, pensei que a apresentação seria inesquecível, mas não foi. Nenhum se destacou, porém torcia mais por Elyjuh mesmo.

 

Griffin x Luke Wade – “Maybe I’m Amazed” 

[youtube]https://www.youtube.com/watch?v=AnnuYfA3PV4[/youtube]

Carine: Achei que o Luke fosse humilhar o Griffin, mas fui muito surpreendida com uma batalha extremamente boa. Minha torcida era mesmo para o Luke, tem algo na sua voz que me encanta, mas justíssimo rolar esse steal.

Eduardo: Pharrell compensou a primeira e morna batalha de sua equipe com essa que foi espetacular. Que sintonia, que arranjo, tudo foi tão perfeito. Luke com certeza foi o meu favorito, e justa a escolha dele ter passado. Ainda bem que Blake e Gwen lutaram para ter Griffin, e o melhor… que foi ele que levou a melhor, pois ainda haverão com certeza candidatos melhores para nossa cantora roubar.

Letícia: Que batalha incríveeelllll! Que música perfeitaaaa! Ouvi duas vezes e quero ouvir mais. Na primeira estrofe Luke já tinha me ganhado, já sou fã dele há tempos. E achei estranhíssimo Griffin cantando com “duas vozes” gente, ora grave, ora agudo. Que bom que Luke passou, ele mereceu.

 

Jordy Searcy x Taylor Phelan – “Breakeven (Falling To Pieces)”

[youtube]https://www.youtube.com/watch?v=lQeRCC2wRqw[/youtube]

Carine: Assistindo os ensaios jurei que isso seria um grande desastre, mas eis que os meninos mandaram muito. E Pharrell tomou uma decisão certíssima, Taylor foi realmente melhor e parece um pouco mais preparado do que o Jordy.

Eduardo: Que batalha intensa e difícil meu povo. Os dois foram incríveis, não dá para dizer qual deles foi o melhor, porque tudo foi tão equilibrado, sério não queria ser o Pharrell nesse momento. Gostei de Taylor ter sido escolhido, mas o melhor para mim foi a filhinha dele batendo palmas no final! <3

Letícia: Nossa que batalha incrível, e super difícil. Me senti como o Pharrell, não consegui escolher o melhor, os dois foram ótimos, mesmo, e como as vozes são parecidas. Só sei que adorei, e o resultado foi justíssimo, Taylor merecia muito mais.

 

TEAM ADAM

 

Chris Jamison x Jonathan Wyndham – “Young Girls” 

[youtube]https://www.youtube.com/watch?v=Goy-qbKL5bs[/youtube]

Carine: A song choice não me permitiu gostar tanto dessa performance e acho que nenhum dos dois conseguiram se sobressair. Porém, adorei a blind do Chris e fiquei feliz por ele continuar no Team Adam.

Eduardo: Podemos dizer que tudo foi na medida certa, a song choice, o desempenho dos acts, enfim… tudo. Adam foi sensato em ter escolhido Chris, pois ele conseguiu se sobressair mais que seu rival, dando melhor equilíbrio na batalha.

Letícia: Uma batalha ok, e uma ótima escolha. Chris merecia muito mais que Jonathan, ele é incrível, e apesar da música não ter ajudado, tem muito mais para mostrar que o apagado Jonathan.

 

Alessandra Castronovo x Joe Kirk: “Stay”

[youtube]https://www.youtube.com/watch?v=kuGx4GWE6aY[/youtube]

Carine: Ai, vou me abster de comentar quem eu levaria nessa porque eu não sou o Adam e ainda bem que não tenho essa difícil decisão. Essa batalha foi bem fofinha, adorei os dois e realmente não saberia o que fazer.

Eduardo: Essa batalha foi tão incrível, e essa música é tão profunda, que Adam ficou no beco sem saída. Apesar desse equilíbrio todo, Alessandra para mim se destacou mais, não que Joe não tenha sido bom, porque ele foi ótimo, mas senti ela se entregar mais à canção. E é por conta disso que quero muito ele voltando nas próximas edições.

Letícia: Gente, mas todas as batalhas estão muito equilibradas, nossa. Mais uma apresentação incrível, onde os dois arrasaram, e tem vozes muito parecidas. No entanto, eles revezaram muito a minha preferência durante essa música linda da minha musa Rihanna. Por vezes Joe foi o melhor, por outras foi Alessandra, por isso justa a vitória dela.

 

TEAM GWEN

 

Jean Kelley x Sugar Joans – “Survivor” 

[youtube]https://www.youtube.com/watch?v=V1OvcoXigTQ[/youtube]

Carine: Bom, pra mim esse foi um duelo X já que não tinha nenhuma simpatia específica por alguma das duas. E continuei não tendo. Gwen foi bem otimista ao mandar as meninas cantarem “Survivor” e acredito que as duas deixaram a desejar. No fim acabei gostando um pouquinho mais da Jean, mas também não acho que valia um roubo.

Eduardo: Vou ser honesto que a batalha começou muito ruim, mas as duas foram melhorando na medida do possível, se tornando um embate incrível. Gostei e foi muito, sério gente. A música é muito difícil de se cantar e foi evidente as duas perdendo o fôlego várias vezes, e apesar de eu gostar muito da Jean, achei justo Sugar ter sido escolhida. Ainda bem que a minha predileta da batalha foi roubada, e acredito que ela fará um trabalho incrível no team Pharrell.

Letícia: Olha odiei, eu eliminaria as duas. Essa música é ótima, mas foi uma péssima escolha para uma batalha Gwen, bitch please! Sugar me irritou com aquelas forçadas na voz. A primeira vez é legal, mas quando vira o único recurso para chamar atenção, fica chato. Jean foi um pouco melhor, mas meio nobody. Concordo que não valia o roubo.

 

Amanda Lee Peers x Taylor John Williams – “Jolene”

 

[youtube]https://www.youtube.com/watch?v=brr9tHde6C8[/youtube]

Eduardo: Achei essa batalha bem zzzZZZzzzZZZzzzz, e para mim não houve um melhor. Mas que tentou ser o menos ruim possível foi o Taylor, agora essa Amanda que CHATICE! Ainda bem que ela rodou. Adeus!

Letícia: Ai que song choice horrível! Detesto essa música, e mesmo com os dois se esforçando, não deu para aguentar. Taylor foi o melhor, lógico, mas confesso que até gostei da Amanda, ela é boring igual a música, e as duas combinaram, mas sei lá!

Carine: Mas vocês juram que não gostaram? Eu adoro a música, gente. Tô me sentindo do contra aqui. Adorei o Taylor, mas queria matar a Amanda. Sendo assim, concordo muito com a escolha.

 

Menlik Zergabachew x Troy Ritchie: “Maneater”

[youtube]https://www.youtube.com/watch?v=A0BoY_DBoU4[/youtube]

Carine: Uma das minhas batalhas favoritas até então. Apesar de ficar mais no território do Menlik com a pegada reggae, o Troy se saiu bem melhor e gente, ele é muito, muito, muito bom. Mas graças a Jah, Menlik foi roubado e continua no programa porque esse cara é único e diferente de tudo que já tivemos no The Voice.

Eduardo: Foi tão empolgante, que quase deu vontade de sair dançando e até ascender um… é brinks! Só esperava que Gwen escolhese o Menlik, pois ele é uma das melhores coisas dessa temporada, mas ainda bem que ele foi salvo e agora está no Team Pharrell.

Letícia: Que batalha deliciosa de ouvir. Aii essa música! <3 <3 Os dois foram ótimos, e realmente a escolha do melhor estava complicada, mas no fim concordei com a Gwen, Troy foi o mais completo, com mais ritmo, que soube levar melhor a canção, sem exageros. E coisa boa que Menlik foi salvo, ainda pesa menos nossa consciência, já que ele é incrível.

 

TEAM BLAKE

 

Craig Wayne Boyo x James David Carter – “Wave On Wave”

[youtube]https://www.youtube.com/watch?v=hs_WCxBMHaY[/youtube]

Carine: Tá, eu sei que essa batalha country era inevitável, mas gostei tanto dos dois que lamentei profundamente um enfrentar o outro. Torcer mesmo eu estava torcendo para o Craig porque né, peguei amor por esse gato e acho que é muito mais estilo e personalidade que o James e não sei como o Blake não pensou a mesma coisa. Inveja do cabelo, certeza! Só espero que a Gwen o leve para os lives.

Eduardo: Team Blake não decepcionou. A dupla foi espetacular, claro que não chegou aos pés das primeiras batalhas dos teams Adam e Gwen, mas foi muito bom. MAS QUE PORRA FOI ESSA BLAKE DE ESCOLHER O JAMES? Eu gostei muito mais do Craig, e Gwen foi INCRÍVEL, se despedindo dele e quando ninguém mais esperava ela vai e o salva. Sério gente na hora que ela apertou o botão meu coração deu até uma acelerada.

Letícia: Olha, foi uma ótima batalha, apesar de ser country. Os dois foram ótimos, e sinceramente estou apaixonada pelos olhos e pelo cabelo de Craig, entretanto, entendi Blake escolher James, ele realmente cantou melhor. Só que claro, Craig é muito mais artista, e Gwen ganhou meu coração salvando ele no finzinho. O sorrisão que ele deu foi o mesmo que dei aqui.

 

E assim encerrou-se a primeira semana de batalhas. Além dessas que destacamos, houveram outras que não foram exibidas, mas que tiveram seus resultados divulgados. São eles: Clara Hong x Rebekah Samarin, Grant Ganzer x John Martin e Justin Johnes x Tanner Linford.

Na sua opinião quem se saiu melhor e qual coach está com o time mais afiado? Façam suas apostas!