Timeless – 1×02 – The Assassination of Abraham Lincoln

Imagem: Divulgação NBC
Imagem: Divulgação NBC
Imagem: NBC

Timeless mal estreou e promete ter vida longa… ou pelo menos um desfecho digno, já que uma temporada completa já foi encomendada pela NBC. Estamos falando sim de mais um drama sobre viagem no tempo. Ok, até aí nenhuma novidade, mas o piloto conseguiu prender minha atenção e esse segundo episódio nos mostrou mais de como deve ser a dinâmica da história.

O trio protagonista Lucy, Rufus e Wyatt não me conquistaram no piloto, mas agora que os conheço um pouco mais posso começar a desvendá-los. Espero que os próximos episódios não se atenham apenas a vermos situações da história se repetindo até uma solução, pois isso seria chato e não prende a atenção. Revelações sobre “Rittenhouse” acrescentarão à trama e devem chegar na próxima semana.

Continua após a publicidade

A missão do grupo em “The Assassination of Abraham Lincoln”, como o próprio nome sugere, é voltar a 14 de abril de 1865 e evitar que nosso pirata do tempo (sim, eu já dei um nome carinhoso para ele) mude novamente a história do mundo. E vamos tirar o chapéu, pois Flynn tem se dedicado a mudar a vida de todos com afinco.

Imagem: NBC
Imagem: NBC

Falando nele, um novo enfrentamento com Lucy revela que ele a conhece, pelo jeito, melhor do que ela mesma. Mas por quê? No piloto ele deu a entender ter roubado uma espécie de diário escrito por ela no futuro, mas isso são só especulações. Eu apostaria minhas doze fichas de que em algum momento estes dois vão trabalhar juntos e de que o governo não é tão inocente nessa trama do tempo toda não.

Uma coisa que me incomoda e não foi explicada até agora é justamente esse funcionamento da máquina do tempo. A explicação foi vaga e não nos trouxe espaço para traçar nossas próprias teorias. Pelo bem de todos os aficionados por ficção científica, roteiristas, por favor, retomem essa história.

Continua após a publicidade

O final não foi surpreendente. Não faria sentido mudar algo tão profundo na vida de toda humanidade. O interessante, e que fará eu ansiosamente querer ver o próximo episódio, é ver Lucy lidar com as consequências de suas experiências. Afinal, não se ganha um noivo galã todos os dias, não é?