TV americana bate recorde de personagens LGBTQ em séries

Séries de TV promovem representatividade de personagens LGBTQ

A TV americana está cada vez mais representativa em se tratando de personagens LGBTQ.

Continua após as recomendações

É o que afirma o relatório de 2019 do GLAAD, entidade americana que monitora a maneira em que a mídia trata a população LGBTQ. De acordo com o documento, o número de personagens LGBTQ regulares em séries atingiu o número de 10,2%, superando os 8,8% do ano passado. Além disso, o índice é o maior registrado até hoje, ultrapassando até os 10% recomendados anteriormente pela organização. (via Variety)

Personagens na TV aberta

Isso significa que 90 dos 879 personagens regulares de séries da ABC, CBS, CW, Fox e NBC, nesta temporada são LGBTQ. No ano passado, o número de personagens foi 75. Além disso, também foram registrados 30 personagens LGBTQ recorrentes (que fazem participações) nas produções.

Continua após a publicidade

A CW se destaca como a emissora com maior número desses personagens. Recentemente, a emissora lançou Batwoman, série do Arrowverso, encabeçada por uma personagem abertamente lésbica. Grey’s Anatomy, série da ABC, sempre explorou personagens LGBTQ. Atualmente, a trama explora o relacionamento de Nico Kim (Alex Landi) e Levi Schmitt (Jake Borelli).

TV a cabo e streaming

No entanto, as emissoras da TV a cabo também estão comprometidas com a promoção da diversidade sexual em suas produções. O número de personagens LGBTQ nesses canais subiu de 94 para 121. Já nas principais plataformas de streaming – Netflix, Hulu e Prime Video – o número de personagens regulares é de 109.

Pose, premiada série do canal FX, tem papel importante nas estatísticas. A produção de Ryan Murphy mostra a vida da comunidade LGBTQ nos anos 80. Além de ser estrelada por atrizes transexuais, a produção também ressalta a diversidade racial.

Diversidade de personagens e histórias

A variedade nos roteiros envolvendo estes personagens também é visível nas séries atuais. As tramas não mais se limitam às fórmulas estereotipadas de anos atrás. Os personagens possuem destaque, cargos importantes, são multifacetados.

Séries como ‘Pose’, ‘Schitt’s Creek’, ‘Batwoman’ e ‘Billions’ demonstram que não apenas as histórias e personagens LGBTQ na TV estão se tornando mais diversos, mas que os telespectadores em todos os lugares continuam a responder com extrema positividade“, ressaltou Sarah Kate Ellis, presidente do GLAAD.

Todavia, completo. 

Nenhum comentário

Adicione o seu