Twin Peaks – 3×05 – The Return – Part 5

Imagem: Showtime/Divulgação

Continua após as recomendações

O episódio desta semana foi o mais fraco desse revival. Se o da semana passada tinha sido o melhor, o dessa foi o pior até agora. Gostaria que a série desse mais ênfase a cidade de Twin Peaks, porque seria mais interessante para o desenvolvimento da trama. Por esta razão que o episódio passado foi o melhor, pois o foco foi na própria cidade, narrando como anda a investigação acerca do desaparecimento de Dale Cooper. Adoro os personagens novos, mas ainda não me apeguei e nem consegui ainda criar algum tipo de empatia, exceto pela esposa do Dougie, interpretada pela Naomi Watts. Ela é a única que consegui me apegar e gostar de verdade.

Embora esteja amando este revival, é necessário pontuar algumas críticas. A primeira delas está relacionada a essa pouca aparição dos personagens antigos. Concordo que o ponto central nesta terceira temporada é o assassinato misterioso ocorrido em Dakota do Sul, que aliás, já sabemos estar intimamente ligado ao Bob e isso vem rendendo um bom plot. No entanto, sinto falta dos personagens antigos nos episódios, eles aparecem pouco e deveriam aparecer mais.

Continua após a publicidade

A segunda seria devido ao fato de não se darem conta de que há algo errado com o Dougie Jones. Sinceramente, como ainda não perceberam o comportamento bizarro dele? O cara não sabe nem como usar a privada, tampouco sabe formular frases coerentes. Jones está completamente monossilábico e só consegue falar palavras soltas que está estão relacionados a sua vida como agent, coffee, etc. Esse comportamento apresentado é normal, visto que ele permaneceu no Black Lodge por 25 anos e portanto é impossível sair sã dali.

Anda sobre o Dougie Jones, já conhecemos mais sobre sua vida. Ele trabalha com seguro. Além disso, já sabermos que ele gosta de casinos e está devendo uma quantia alta aos bandidos, só desconhecemos o porquê disso. Jones é um trambiqueiro. Em relação ao seu profissionalismo dentro da empresa, é também bastante questionável, já que seu colega de trabalho disse que não sabia se ele ia ir o trabalho. Então, Dougie parece ser aquele tipo de empregado que falta bastante, o que nos faz questionar sobre seu profissionalismo e comprometimento com o trabalho

Falando em personagens antigos, tivemos a reaparição de Nadine, Dr. Jacoby, Norma e Shelly. Estava com saudades de todos e a maioria dos atores não mudaram tanto a sua aparência física, principalmente, a Nadine e a Shelly, que continuam divas e maravilhosas. Gostei da introdução deles e quero vê-los em cena mais vezes. Além dessa reaparição, houve também a aparição da lanchonete da Norma, um dos points de Twin Peaks, onde os personagens paravam e tomavam o seu café e comiam a torta de cereja. Bateu aquela saudade básica das cenas em que o Cooper ia à lanchonete e tomava seu café.

OBS.: Richard HORNE apareceu. Frisei no sobrenome porque não é qualquer sobrenome, mas sim HORNE! Quem ele seria? Filho da Audrey?

OBS. 2: A filha da Shelly! Amanda Seyfried brilhando em cena.

OBS. 3: A cena da delegacia? Que medo deu do Dale/Bob! E a Tammy descobrindo sobre as digitais do Cooper/ Bob. Isso vai render bastante, pois ela contará ao Gordon e Albert que vão suspeitar e vão investigar qual o motivo disso. Além de corroborar com a teoria do Albert de que algo está errado.

OBS.4: E a estátua? Parece e muito com o Phillip Jeffries. Seria um easter egg?

Nenhum comentário

Adicione o seu

Tags Twin Peaks