3ª temporada de YOU tem erro grave com Joe, mas ainda é viciante

Review destaca, sem spoilers, os pontos altos e baixos da terceira temporada de YOU.

YOU 3 temporada critica
Continua após publicidade

YOU chegou a um ponto na Netflix que não tem mais para onde correr. No primeiro ano, ela trouxe um frescor em termos de narrativa e a série conseguiu refazer essa perspectiva também na segunda temporada. Mas, não se pode dizer o mesmo do terceiro ano. Infelizmente, YOU acaba repetindo ciclos e fórmulas que tornaram, a partir de agora, a história um tanto batida.

Continua após publicidade

No entanto, isso não impede que o espectador ache a terceira temporada a “melhor” até aqui. Porque, mesmo reciclando artifícios, YOU consegue entreter, surpreendendo com reviravoltas até mesmo inesperadas. Ou seja: é aquela série para se viciar.

A nova “Você” não é a nova “Você”

Quando Michaela McManus foi anunciada no elenco de YOU, acreditamos que fosse ela o grande problema que desencadearia os conflitos entre Joe e Love. Afinal, ela era a vizinha que ele espiou no cercado, no final da segunda temporada. Então, quando começamos o terceiro ano, Joe e Love tiveram seu bebê, Henry (que eles pensaram que fosse uma menina), enquanto Natalie, a nova vizinha, está flertando com o protagonista.

Continua após publicidade
Continua após publicidade

Leia também: Criadora de YOU explica morte de personagem na 3ª temporada

Há todos aqueles momentos “batidos” que vimos Joe fazer com Becky, Candance e a própria Love. Mas aqui, quem faz o movimento é Natalie, que investe no nosso stalker. Só que, surpreendentemente, ele recusa. Então, após perceber o que estava acontecendo, eis que vemos a primeira reviravolta da trama a partir da perspectiva de Love. E, bem, essa mulher está fora de controle.

Neste primeiro momento, Love age por impulso, mas, ao longo da temporada, percebemos que ela é mesmo fria e calculista. Age por conveniência e tudo extremamente calculado. Ela aqui se torna o grande perigo, talvez até mais do que Joe. E o nosso protagonista fica em uma sinuca de bico. Joe ainda está com Love porque gosta dela, mas principalmente porque sente a necessidade de defender Henry das maluquices da mãe.

Continua após publicidade
YOU 3 temporada
Imagem: Divulgação.

Com o desaparecimento de Natalie da sociedade, e o seu marido liderando uma busca que poderia culminar na prisão tanto de Love, quanto Joe, vemos algumas cenas bizarras, como a dupla enterrando um corpo, enquanto o bebê na cadeirinha aprecia. Mas, mesmo assim, Joe teve tempo de achar uma nova obsessão… A verdadeira obsessão da temporada.

Continua após publicidade

Olá, Marianne

Marianne foi a adição mais interessante de YOU. Ela consegue envolver Joe de uma forma que nem ele entende por que está atraído por ela. Talvez porque não quer tirar o foco de sua família. Ou por medo de Love, a quem ele sabe que irá se irritar com toda a situação. Mas Marianne surge em um ponto da trama em que Love está, ela própria, imersa em questões um tanto banais para o espectador. Falo da morte de Morty, na temporada passada, e os flertes com o filho do vizinho.

Continua após publicidade

Leia também: Tudo sobre a 4ª temporada de YOU

Com isso, Joe tem tempo o suficiente para entender a vida de Marianne. Até que ele entende que o fato dela ser abusada pelo ex-namorado a coloca como uma “presa” para o seu coração. Ele necessita defende-la, ao mesmo tempo em que ele está pronto para amá-la.

Continua após publicidade
YOU 3 temporada
Imagem: Divulgação.

O único problema nisso tudo é a tentativa exagerada de humanização para Joe. Na primeira temporada, isso pode até ter funcionando, com a segunda repetindo a formula. Mas, como disse, na terceira, isso soa desgastante.

Continua após publicidade

As cenas de Marianne são envolventes, principalmente com a narrativa alucinante de Joe, que também nos capta a cada palavra entonada pela ótima atuação de Penn Badgley. Mas, convenhamos, YOU acabou se tornando vítima do seu próprio sucesso.

O grande erro de YOU na 3ª temporada

Não convém discutir o final de YOU com spoilers nessa resenha, mas acredito que ele não fugiu do óbvio. Estava tudo ali descrito nas estrelinhas desde o início. Era inevitável não acontecer o que aconteceu.

Mas a terceira temporada foi um conjunto de altos e baixos para a trama de Joe. Nós o vemos lutando contra o sentimento de paternidade, ao mesmo tempo em que encara uma terapia de casal. Mas também o vemos corrigindo os caprichos de Love.

Como a própria Variety ressaltou em um recente artigo, a série frequentemente tenta passar a mensagem de que as lutas de Joe são apenas uma versão ligeiramente ampliada das do próprio espectador. Só que há uma espécie de violência exagerada que impede que o espectador fique se relacionando com o personagem. E isso é um grande problema.

Embora como dito, YOU ainda é envolvente e uma daquelas séries que você quer assistir a todos episódios, de uma só vez. Só que a terceira temporada tentou humanizar, e muito, Joe – um personagem que nos foi apresentado como um grande monstro. Com uma personalidade que o basicamente definia. Nisso, a série perdeu o enredo, e pode não ter a sorte de voltar tão boa na próxima temporada. Será?

O que você achou da temporada? Deixe nos comentários a sua opinião.

Nota: 3/5