7×19 de Chicago Med teve fogo no hospital e revelação gay

Novo episódio de Chicago Med foi uma confusão!

Chicago Med 7x19
Continua após publicidade

O décimo nono episódio da sétima temporada de Chicago Med foi, definitivamente, agitado. Mas, ao mesmo tempo, foi um episódio estranho, pela quantidade de altos e baixos que ele teve.

Continua após publicidade

Para começo de conversa, alguns personagens simplesmente desapareceram. Blake, que esteve por perto em quase todos os episódios, sumiu. O mesmo para Vanessa que não vem aparecendo, bem como Stevie.

Além disso, Will volta para o mesmo caminho de ser um médico que se preocupa “demais”, a ponto de invadir a privacidade. Só que ele também está começando a correr atrás de Hannah, e não sei se esse é um bom caminho para ambos. E ainda vimos alguns casos intrigantes, que quase colocou fogo no hospital, bem como um personagem que chegou e já tirou alguém que conhecemos do armário.

Continua após publicidade
Continua após publicidade

Pacientes interessantes… mas médicos desagradam

Acredito que Chicago Med tem uma ótima base de histórias com seus pacientes. Por exemplo, o Dr. Charles atendeu um paciente psiquiátrico, junto com sua “namorada”, e o personagem estava fazendo greve de fome para impedir um feito da prefeitura da cidade. Só que a namorada dele acabou pedindo uma ordem judicial que complicou tudo, e dando poderes para o hospital tratá-lo. Só que o rapaz estava desequilibrado e acabou colocando fogo em si – e quase que no hospital inteiro. Foi agonizante acompanhar.

Leia também: As 10 melhores séries médicas de todos os tempos

O mesmo digo do Dr. Choi, que tratou de um paciente que ele “coincidentemente” descobriu que serviu o exercito com seu pai, e graças a uma antiga foto, conseguiu descobrir o tratamento correto. Mas o chocante foi quando o paciente revelou, na verdade, que ele e o pai do Dr. Charles, na verdade, eram um casal gay. Choi ficou de queixo caído, e descobrir isso agora, depois que seu pai morreu, deve mexer bastante com ele.

Continua após publicidade

Só que, diante desses casos, os médicos tendem a se comportar de forma errônea. Sem contar que, parece que a série sempre tem mil histórias para contar, mas não se atém a nenhuma delas. Dando a impressão também que ela não termina suas tramas. Desaparecer com personagens está sendo um pouco chato para Chicago Med, e o desânimo anda batendo na porta.

Continua após publicidade
Chicago Med 7x19
Imagem: Divulgação.

Perda de tempo com Chicago Med

É engraçado porque, quando terminei de assistir a este episódio, pensei comigo, “que perda de tempo assistir Chicago Med“. Só que tentei não me apegar a isso. E fiquei surpreso ao procurar reviews e críticas norte-americanas, e ver que quase todo mundo está se sentindo assim.

Continua após publicidade

Foi confortante, na verdade, porque eu amo a franquia Chicago. Amo os personagens. Mas é estranho ver o que está acontecendo com Chicago Med que quase não teve uma história nesta temporada de fundo. Aconteceu tanta coisa, que parece que os roteiristas estão costurando ideias e montando essa temporada. A primeira parte dela foi até interessante, mas depois afundou.

Continua após publicidade
Chicago Med 7x19
Imagem: Divulgação.

Quando achamos que Will havia evoluído, ele parece regredir. O mesmo para Hannah, que de fato parece que evoluiu. Mas ela ficará nisso?

Continua após publicidade

Acho que a série precisa traçar uma linha de chegada, um ponto ou objetivo. E então seguir nela, assim como Chicago Fire e PD estão fazendo. Porque fica cada vez mais difícil continuar acompanhando essa série.

Nota: 1.5/5

Criador do Mix de Séries, atua hoje como redator e editor chefe do portal. Especialista em SEO e construção de textos para internet, também atua como webwriter com foco em textos para o Google. Autor na internet desde 2011, passou pelos portais TeleSéries e Box de Séries. Fã de carteirinha de Friends, ER e One Tree Hill, é aficionado pelo mundo dos seriados. Também é fã de procedurais, sabendo tudo sobre o universo das séries Chicago, Grey's Anatomy, e séries de sucesso como La Casa de Papel e Lucifer. Também é fã da DC Comics, e acompanha produções inspiradas em personagens da editora, como Titans e até o mais recente produto da editora, Sweet Tooth.