Cobra Kai prova que Daniel sempre esteve errado sobre Johnny

Cobra Kai mudou percepção de personagem ao longo da 4ª temporada.

Cobra Kai Daniel Johnny
Imagem: Divulgação.
Continua após publicidade

Uma aparição surpresa de Aisha (Nichole Brown) na quarta temporada de Cobra Kai provou que Daniel (Ralph Macchio) sempre esteve errado sobre Johnny (William Zabka) em um detalhe muito importante. E os fãs comemoraram sobre isso.

Continua após publicidade

Desde o início, Daniel estava convencido de que Johnny tinha uma presença negativa na vida de seus alunos. Às vezes, certamente havia fortes evidências para apoiar seu argumento, mas um personagem em particular trouxe uma imagem diferente de quem Johnny é como sensei.

Julgando Johnny

O tempo todo, Daniel tem a mentalidade de que os ensinamentos de Johnny só vão colocar as crianças em apuros. Embora Johnny tenha se esforçado para ser melhor que Kreese (Martin Kove), certamente não faltaram momentos em que parecia que Daniel tinha razão.

Continua após publicidade
Continua após publicidade

Leia também: Cena perdida de Karate Kid surge e explica conflito de Cobra Kai

Vale a pena notar que o arco de vilão Eli na série começou quando ele estava sob a tutela de Johnny, não de Kreese. Há também a questão de Miguel (Xolo Maridueña), que quase foi corrompido pelos três princípios norteadores do Cobra Kai nas duas primeiras temporadas. Johnny ajudou Miguel a se recuperar de sua paralisia. Mas não se deve esquecer que muitos dos problemas deste último – incluindo sua lesão – resultaram da prática de karatê e sua conexão com Johnny.

O erro que Daniel tem sobre Johnny em Cobra Kai

A aparição de Aisha no episódio 6 da quarta temporada de Cobra Kai demonstrou que, apesar da maneira como as coisas aconteceram para muitos dos personagens do programa, Johnny de fato foi uma boa influência para alguns de seus alunos.

Continua após publicidade

Aisha disse a Sam (Mary Mouser) que ela fez amizade com um colega de classe que ela acreditava que seria seu próximo bully. E atribuiu sua decisão a Johnny e sua regra “Strike First”. Segundo Aisha, ela atacou seu problema “de frente” e conseguiu evitar a repetição de sua situação no Vale.

Continua após publicidade

Leia também: Cobra Kai enganou fãs com adeus no fim da 4ª temporada

Na primeira temporada de Cobra Kai, Aisha ficou infeliz com pessoas como Yasmine (Annalisa Cochrane), que faziam piadas maldosas sobre seu peso. Ela poderia ter passado pela mesma experiência em sua nova escola. Mas as aulas de Johnny permitiram que Aisha criasse um ambiente melhor para si mesma.

Continua após publicidade
Cobra Kai Johnny Daniel
Imagem: Divulgação.

Como a vida de Aisha melhorou desde que ela deixou a série, após a segunda temporada de Cobra Kai, temos a prova de que o que Johnny ensina pode ser bom. E estamos falando de algo além das lutas.

Continua após publicidade

Em outras palavras, Daniel estava errado sobre Johnny em vários aspectos em toda a série. Aliás, não foi até o final da 4ª temporada que Daniel finalmente aceitou que a abordagem ofensiva de Johnny pode ser um trunfo para os alunos do Miyagi-do.

Continua após publicidade

Daniel percebe agora que o estilo Eagle Fang tem alguns pontos positivos. E, além disso, é possível que, se ele olhar mais a fundo, ele notará outras qualidades positivas sobre o que Johnny traz para a mesa como um sensei.

Dessa forma, a participação de Aisha na quarta temporada de Cobra Kai foi um importante lembrete de que, independente de todas as lutas entre os dojos de karatê, os ensinamentos de Johnny deram a eles a confiança para tomar a iniciativa e aproveitar ao máximo suas vidas.

Criador do Mix de Séries, atua hoje como redator e editor chefe do portal. Especialista em SEO e construção de textos para internet, também atua como webwriter com foco em textos para o Google. Autor na internet desde 2011, passou pelos portais TeleSéries e Box de Séries. Fã de carteirinha de Friends, ER e One Tree Hill, é aficionado pelo mundo dos seriados. Também é fã de procedurais, sabendo tudo sobre o universo das séries Chicago, Grey's Anatomy, e séries de sucesso como La Casa de Papel e Lucifer. Também é fã da DC Comics, e acompanha produções inspiradas em personagens da editora, como Titans e até o mais recente produto da editora, Sweet Tooth.