Crítica: 10×17 de The Walking Dead teve retorno de Maggie e nova ameaça

Crítica: Retorno de Maggie e nova ameaça são os pontos fortes do 10x17 de The Walking Dead

Episódios extras chegando, finalmente! No entanto, não espere muita coisa da parte C da décima temporada.

The Walking Dead encerrou o arco dos sussurradores no último episódio e, com a agenda afetada por conta da pandemia, novos episódios foram encomendados para concluir a temporada. Aqui teremos acontecimentos que vão comtemplar o que já vimos durante as temporadas anteriores.

Continua após as recomendações

Matamos a saudade

O grande destaque deste episódio é a volta de Maggie (Lauren Cohan), que retornou com o espírito de liderança que a personagem tinha e que faltava, já que Rick (Andrew Lincoln) está ausente. Logo no início a moça conversou com Judith (Cailey Fleming) sobre a ida de Michonne (Danai Gurira).

Entretanto, o ódio já a consumiu de imediato quando seus olhos bateram em Negan (Jeffrey Dean-Morgan). Ali ficou claro que não importa quanto tempo passe, a moça nunca o perdoará pelos crimes que cometeu friamente. Contudo, ela não faz nada contra ele e segue seu caminho.

Continua após a publicidade

O episódio contou mais sobre o grupo novo de Maggie, que inclui Cole (James Devoti) e Elijah (Okea Eme-Akwari), o cara mascarado que já conhecemos anteriormente. Claro que conhecendo The Walking Dead, esses grupos por onde a moça passou também não tiveram finais felizes, o que a fez retornar.

Os “motivos” do sumiço de Maggie

Crítica: Retorno de Maggie e nova ameaça são os pontos fortes do 10x17 de The Walking Dead

Imagem: AMC / Divulgação

Além disso, Carol (Melissa McBride) e Daryl (Norman Reedus) mostram o resultado da batalha em Hilltop, que destruiu toda a comunidade. Só restou a eles se dividirem e seguirem para Alexandria. Aliás, antes de Maggie voltar para casa, precisava buscar o pequeno Hershel Jr. (Kien Michael Spiller) que se torna o grande plot do episódio.

The Walking Dead sabe bem como fazer uma boa cena de ação e em Home Sweet Home não é diferente. Apenas rápida, resultando num corte no braço de Maggie e bons diálogos com Daryl, o que explica que um dos motivos de se afastar do grupo foi Negan e oferecer uma vida melhor para seu filho.

Em contrapartida, somos apresentados a um novo grupo, os Ceifadores. Até o momento o único objetivo que eles aparentam ter é matar quem estiver em sua frente, o que é estranho se comparado com os grupos anteriores. Por conta deles, Maggie ainda perdeu poucos dos sobreviventes que restaram com ela.

Bem como o único rapaz do grupo inimigo se auto explodir na frente de todos. Bombas e um rifle de alta precisão naquela altura do apocalipse? Um bom arsenal desses me levou a acreditar que este possa ser um grupo tão grande quanto o último.

Novo ou velho lar?

Ao final do episódio, Maggie e Daryl encontraram Hershel Jr. e chegaram à uma Alexandria também devastada, com poucos dos sobreviventes (incluindo Negan) trabalhando para reerguer os muros. Maggie, decidida, voltou à comunidade pronta para chamá-la novamente de lar.

O fato é que Home Sweet Home falou exatamente disso, lar. O lar que todos perderam durante a última batalha, o lar que Maggie gostaria de encontrar para apresentar ao filho e o lar que precisarão reconstruir – mais uma vez. O que resta agora? Aguardar os próximos episódios.

O que você achou do retorno de The Walking Dead? E quais suas expectativas para estes episódios extras? Não deixe de acompanhar o Mix de Séries para ficar por dentro do universo TWD!

  • Além disso, siga nossas Redes Sociais (InstagramTwitter, Facebook).
  • Baixe também nosso App Mix de Séries para Android no Google Play (Download aqui) e fique por dentro de todas as matérias do nosso site.

Nota do Episódio5.5
Review do décimo sétimo episódio da décima temporada de The Walking Dead, da AMC, intitulado "Home Sweet Home". Exibido pelo Star Channel.
5.5

Nenhum comentário

Adicione o seu