Crítica: 22×02 de Law & Order: SVU acerta no ‘juridiquês’

Crítica 22x02 Law & Order: SVU
Imagem: Virginia Sherwood/NBC

No entanto, o episódio não tem muitas novidades

Na semana anterior, Law & Order: SVU acertou em cheio ao propor uma reflexão necessária sobre o papel de séries policiais na exaltação na figura infalível de um policial ou membro das forças de segurança do Estado.

Continua após publicidade

Reitero que tal narrativa não se deve limitar a um único episódio, mas, sim, um processo constante para que possamos entender nossas falhas, refletir sobre nossos próprios preconceitos e decidir o melhor caminho a seguir. Em Ballad of Dwight and Irena, segundo episódio da 22ª temporada exibido nos Estados Unidos, na última quinta-feira (19), vimos a série retornar ao “seu normal” com acertos, erros e incentivos para pensarmos sobre temas diversos. Neste caso, violência doméstica e abuso infantil. Mas será que há alguma novidade?

Continua após a publicidade
Ballad of Dwight and Irena, Law & Order: SVU
Imagem: Virginia Sherwood/NBC

[spacer height=”10px”]

Continua após publicidade

Primeiramente, episódio começa com um casal trocando amenidades logo após uma transa aparentemente de tirar o fôlego. Logo o telespectador percebe que aquilo, na verdade, mascara uma realidade complexa. Irena Nowak, interpretada pela sempre subestimada Riki Lindhome, é maltratada e abusada psicologicamente pelo companheiro e ainda acompanha seus filhos receberem o mesmo “tratamento”.

Naquele mesmo dia, a situação estoura e Irena vai parar no hospital. Diante da possibilidade de abuso infantil, o departamento de vítimas especiais é chamado. Ao mesmo tempo, Finn precisa depor na investigação interna do departamento sobre um homem que matou durante um chamado de emergência no passado.

Continua após publicidade

Sem novidades, mas com aprendizado

Pela breve síntese acima, é possível inferir: parece ser um episódio bastante simples com poucas novidades. Isso porque é realmente um episódio bastante simples com poucas novidades. O fator surpresa que temos aqui é deixado para a área jurídica.

Temos uma discussão bastante interessante sobre um pré-adolescente ser indiciado como um adulto em Nova York. Tal questão me fez estudar, ou melhor, ler o Código Penal do estado de Nova York e constatar que, de fato, jovens de 13, 14 e 15 anos podem ser denunciados como adultos, caso o crime em questão seja homicídio doloso e/ou que tenha alguma qualificadora. Lembro que essas questões são muito interessantes de entender pois, diferentemente do Brasil, a forma na qual a justiça de Nova York funciona não é a mesma do Wyoming, Rhode Island ou Arkansas.

Continua após a publicidade
O MIX DE SÉRIES atingiu 10 milhões de visitas mensais e vamos ensinar tudo que aprendemos nessa caminhada! Aumente o tráfego do seu site com técnicas avançadas de SEO.
Faça seu pré-cadastro aqui!

Infelizmente, as novidades pararam por aí. E aproveito ainda para reiterar que aprecio a oportunidade de estudar o sistema jurídico de Nova York. Contudo, essa é uma particularidade minha. Aquele telespectador comum que não busca aprender nada e apenas relaxar com um programa policial, Law & Order: SVU não apresentou nada de ousado, surpreendente ou extraordinário.

Além disso, um episódio antigo da quinta ou décima temporada teria o mesmo efeito, embora acredite que a postura frente à violência doméstica e ao abuso infantil estejam diferentes em relação ao passado. É uma falha notável para uma série que, durante vinte e dois anos e mesmo diante de falta de criatividade, conseguiu apoiar-se no seu elenco para encher os olhos.

Como melhorar e recuperar o fôlego?

Ballad of Dwight and Irena, Law & Order: SVU
Imagem: Virginia Sherwood/NBC

[spacer height=”10px”]

Assim, percebo que teremos muitos momentos de “vale a pena ver de novo” nesta 22ª temporada. Neste episódio lembramos do assassinato de Mike Dodds na Season Finale do décimo sétimo ano da série. Sem contar com o depoimento de Finn sobre um caso que aconteceu há alguns episódios. É sedutor pensar que os produtores e roteiristas possam premiar nós, aqueles que assistimos todos os episódios desde o piloto até aqui, com momentos saudosos de temporadas passadas. Contudo, prefiro ver para crer diante da problemática estrutura narrativa de séries que adotam um modelo comercial em detrimento de uma história contada de forma contínua.

Em suma, acredito que Law & Order: SVU continuará acertando mais do que errando nos próximos episódios, mas é preciso se ater a tais erros para não fazer dos próximos dois anos apenas uma máquina de dinheiro para NBC.

Enfim, e você, o que achou do episódio? Então deixe nos comentários e, igualmente, continue acompanhando as novidades do Mix de Séries.

  • Além disso, siga nossas Redes Sociais (InstagramTwitter, Facebook).
  • Baixe também nosso App Mix de Séries para Android no Google Play (Download aqui) e fique por dentro de todas as matérias do nosso site.