Crítica: 3×12 de Legends of Tomorrow recupera as forças nos mares de Bahamas

Imagem: CW/Divulgação

Continua após as recomendações

Depois de um episódio bem duvidoso na última semana, Legends of Tomorrow volta a respirar. Mas ainda há o que ser trabalhado para uma melhoria considerável. O plot dos totens tem um grande potencial de interesse mas tem os elementos fixos que o levam ao fracasso. Um deles, nosso odiado Damien Darhk que já tá fazendo hora extra. Sim, sou parcial nesse ponto e acredito que muitos concordam comigo…

Já não aguentamos o mais do mesmo… Troca a receita, por favor!

O vilão nunca teve tanto carisma, mas era mais respeitado em Arrow do que agora. Claro, isso é algo normal. Mas pra que colocar alguém tão poderoso por dois anos consecutivos?? Eu tenho problema com esses vilões mágicos que matam qualquer um com uma virada de mão. Já que é assim, nossas lendas não eram pra estar aqui… Mas enfim, continuamos na esperança da ascensão de Mallus e morte de Damien. Nesse ponto a filha do vilão também não acrescenta muito. Concordo que ela mostrou ser bem mais incisiva que o pai quando atacou Ray no final. Mas o herói é uma planta e qualquer um consegue driblá-lo com uma carinha de piedade.

Continua após a publicidade

Voltando a dinâmica central, já temos quatro totens revelados. O de fogo ainda fica no mistério mas logo a veremos. Essa história dos totens me lembra muito algumas joias de outras produções por aí! Comparações à parte, gosto desse ideal de artefatos. Geralmente isso é um plot seguro que prende um pouco o telespectador. O maior problema é a enrolação, mas não acho que teremos isso por aqui, afinal, nos resta apenas mais alguns episódios. Estou em um momento que, se não tiver episódio desperdiçado, já está de bom tamanho.

Imagem: CW/Divulgação

Aposto que vocês estão ansiosos para me ver falar desse casal da po%¨$ que está logo aí em cima. Realmente Ava e Sara é um shipp antigo de muitos. Desde os primeiros olhares entre ambas, logo no início da temporada, já esperávamos pelo primeiro beijo. E olha, que primeiro beijo. Sara é uma personagem querida pelo público e seus interesses amorosos costumam ser bem intensos, assim como ela. Já acho que temos um espaço gigantesco para Ava nessa série e quero cada vez mais as duas juntas. Com isso, até mesmo o retorno de Rip é aceitável.

Será que as férias fizeram bem ao capitão?

E aí finalizamos com o oficial retorno do antigo capitão. Não fiquei tão nostálgico com a imagem de seu sobretudo. Claramente a troca de capitania foi algo muito produtivo para a série. Mas, no fim das contas, o personagem tem seu papel. Houve uma reciclagem importante e espero que seu retorno seja dentro dos limites. Se vier reivindicando capitania da nave, pode sair pela porta que entrou.

Na próxima semana, teremos as consequências da captura de Ray. Mesmo com aquela ponta de esperança, não sei como será o desenrolar do episódio. A promo não nos entrega muita coisa, devemos aguardar.

Continuem acompanhando o Mix para mais reviews e notícias. Até lá! 😀

Nenhum comentário

Adicione o seu