Crítica: 6×01 de Chicago Med foi impactante na medida certa

Crítica Chicago Med 6x01

Estreia da sexta temporada de Chicago Med agitou as coisas

Chicago Med retornou para sua sexta temporada. E, talvez, dentre as séries da Franquia Chicago, seja a mais importante atualmente. Afinal, enfrentamos uma pandemia e, por se tratar de um drama médico, era esperado as reflexões do mundo real.

Continua após as recomendações

Quando a nova temporada estreou, nos deparamos com tudo mudado. Pegamos a história meses após o final da quinta temporada, colocando os personagens no centro da pandemia. Agora, o Chicago Med é um hospital que trata de pacientes com Covid-19, colocando os médicos diretamente na linha de frente.

Dentre os principais na atividade está o Dr. Ethan Choi. Ele coordenou o centro sabiamente e virou um ponto de estabilidade para todos ao seu redor. Com experiências em doenças infecciosas, a Covid é mais uma vilã que o Dr. Choi coloca inteligentemente em seu currículo. Mas, mesmo assim, ele não deixou suas emoções de lado.

Continua após a publicidade

Embora ele esteja ali para cuidar dos médicos, além dos pacientes, ele mostrou que ainda tem sentimentos por April, ao se preocupar com ela que estava pegando muitos turnos na ala da Covid. Agora, eles estão separados. Mas, claramente, ainda há um amor entre eles, e que pode ser uma das tramas exploradas durante esta temporada. Quem sabe resta uma esperança para que eles fiquem juntos?

Tramas emocionantes

Graças à pandemia, os casos mais emocionantes do episódio foram sobre a Covid-19. Tivemos um casal, que estavam juntos há mais de 40 anos, e que foram separados pela pandemia permanentemente. A despedida da esposa que perdia o marido para a doença foi dolorosa – e o pior de tudo, à distância. Isso, sem dúvidas, reflete a realidade de muitas famílias durante a pandemia, que não puderam se despedir apropriadamente de seus entes.

Chicago Med foi muito delicada ao tratar deste assunto e também de abordar os casos envolvendo a pandemia. Ao final do episódio, inclusive, uma linda homenagem foi feita pelos médicos.

Algumas coisas não mudam

Acredito que com o tempo, Chicago Med passou a dar mais atenção para relações pessoais de seus personagens. Com isso, os casos passaram a refletir seus problemas e questionamentos e, por vezes, dando respostas do que precisavam fazer.

Foi o que aconteceu com o Dr. Halstead nesta estreia, que se deparou com Hannah tendo uma overdose e dando entrada no Chicago Med. Por conta da pandemia, eles foram morar juntos, e ela ficou sóbria por muito tempo. Mas após uma briga, ela acabou se drogando novamente e tendo uma overdose.

E foi através de um caso que o Dr. Halstead tratou que ele entendeu o que estava acontecendo. Uma mulher, que tinha uma doença no estômago e que lhe causava uma espécie de “alcoolismo” no seu sistema, fez com que ele suspeitasse do vício da mulher, até que o diagnóstico fosse propriamente encontrado. Porém, devido a sua insegurança com Hannah, ele quase perdeu esse diagnóstico. Logo, ao conversar com a amada, ele viu que estava sendo uma espécie de “suporte” para a obstetra, e ele entendeu que não podia seguir com seu relacionamento somente por isso. Ele gostou de ajudar Hannah, mas a relação entre eles não podia ser baseada apenas nisso.

Assim, Hannah decide mudar os ares e ir embora. Só que mal a moça se despediu, e uma nova médica já surgiu, convidando o Dr. Halstead para uma pesquisa. E, não sei, mas meu faro para relacionamentos me deu indícios de que algo pode sair dali.

Crítica Chicago Med 6x01

Imagem: Divulgação

Um flerte que vai evoluir?

Natalie e Crockett também tiveram seus devidos destaques na estreia, e mais uma vez deram a entender que estão desenvolvendo sentimentos um pelo outro. Natalie tentou, inclusive, evitar que o Dr. Marcel lhe auxiliasse em um caso, justamente por se tratar de leucemia, e o fizesse lembrar da filha que perdeu. O fato lhe irritou, mas ele depois percebeu a boa intenção na moça.

Não sei, mas pode ser que uma relação com Crockett pode ser tudo o que a Dra. Manning precisa para se desfazer da sombra do péssimo relacionamento com Will. Mas, na verdade, espero que eles fiquem juntos logo para evitar mais uma temporada de problemas entre Will e Natalie. Afinal, não aguentávamos mais aquilo.

Erros corrigidos

Por fim, os erros de negligências feitos pelos médicos do hospital foram bem menores nesta estreia. Aliás, isso é algo que incomoda muito os fãs: o péssimo comportamento que os médicos de Chicago Med têm, por muitas vezes. Espero que com a pandemia isso diminua mesmo. Aliás, a segurança do hospital em relação à Covid está bem alta. Porém, eles estão cometendo o mesmo erro de Chicago Fire e Chicago Med e abaixando máscaras para conversar com outras pessoas. Desnecessário esse tipo de exemplo.

De qualquer forma, foi uma ótima estreia. Elevou o nível da série, e trouxe uma promessa de uma temporada que promete. Estávamos morrendo de saudades de Chicago Med, e estou ansioso para ver o que temporada nos reserva.

E você, gostou da estreia? Deixe nos comentários e, igualmente, continue acompanhando as novidades aqui no Mix de Séries.

  • Além disso, siga nossas Redes Sociais (InstagramTwitter, Facebook).
  • Baixe também nosso App Mix de Séries para Android no Google Play (Download aqui) e fique por dentro de todas as matérias do nosso site.
Nota do Episódio9
Review do primeiro episódio da sexta temporada de Chicago Med, intitulado "When Did We Begin To Change", exibido nos EUA pela NBC.
9
Anderson Narciso

Anderson Narciso

Criador, editor e redator do site Mix de Séries, é apaixonado por séries desde sempre. Fã incondicional de One Tree Hill, ER, Friends, e não perde um episódio da Franquia Chicago.

No comments

Add yours