Crítica: A competição invade o episódio 14×12 de Grey’s Anatomy

Imagem: ABC/Divulgação

Sabe aquela sensação de que algo está faltando?

Pois bem, foi assim que me senti ao assistir o episódio dessa semana de Grey’s Anatomy. Sei lá, para mim, algo não estava se encaixando. E, por mais que o episódio tenha sido bastante leve e descontraído, pouco lembrava a velha Grey’s Anatomy. Eu até gostei dessa história toda de colocarem os médicos envolvidos em pesquisas, mas achei que faltava alguma peça nesse quebra-cabeça. É claro que April Kepner foi a peça fundamental para administrar essa nova fase do hospital e eu fiquei de boca aberta com a forma como ela liderou a situação. Porém, senti um incômodo dentro de mim que não sei explicar bem o que é.

Não que eu não tenha adorado os projetos que cada médico apresentou, pelo contrário, eu fiquei arrepiada e me emocionei bastante. Acredito que cada pesquisa conseguiu traçar um ensinamento de uma forma diferente e ainda iremos aprender com cada um deles. Eu até fiquei chateada com o fato do protejo do Alex e da Amelia ter sido rejeitado do concurso. Sim, fiquei com dó da garota cantora e já estava torcendo para a menina em sua audição. Falando nela, que voz era aquela?! Entretanto, eu sei que a vida não é nenhum mar de rosas e temos que aprender a nos reerguer quando nossos projetos são negados nos nossos trabalhos. Acredito (assim como espero) que Alex e Amelia conseguirão fazer isso também.

Continua após a publicidade

Outra coisa que me chamou muita atenção foi ver como a amizade da Mer e da Jo vem evoluindo. Eu estou adorando ver como as duas estão aprendendo a trabalharem juntas e superando seus preconceitos. Sendo fã do seriado, desde quando ele estreou, eu vi a insegurança da Jo em relação à amizade de Alex com a Mer. E saber que agora ela conhece um outro lado da Mer é outro tão gratificante que me deixa tão feliz. Dizer que eu estou amando a Jo seria mentira, até porque eu ainda tenho minhas ressalvas com a personagem, apesar de sentir compaixão por tudo o que ela passou e, assim como a Meredith, torço para que ela seja feliz. E querem saber de mais uma coisa? Fiquei orgulhosa da Jo Brooke Wilson nesse episódio!

O episódio até que foi divertido e leve.

É claro que ver minha amada Mandy ainda teimosa e trabalhando em casa me deixou com aperto no coração, mas nada que pudesse deixar meu pobre coração palpitando. Seria o efeito do Carnaval? De qualquer forma, bastou ver a dedicação do Richard para surpreender a esposa para que eu pudesse me derreter toda e ansiar para encontrar um homem desses na minha vida. Sério, Dr. Richard Webber é um exemplo de homem, de médico, de mentor, pai e marido e seus passinhos de danças me contagiaram por completo. Deu uma vontade de abraçar esse homem de tanta paz que ele traz.

PS: Mais alguém já tinha se esquecido desse assunto da ex do DeLucca?

Avatar

Gabriella Siggia

Quem eu sou? Eu sou uma em um milhão: escritora nas horas vagas, seriadora de coração, cinemática de plantão e amante da literatura. Divertida, alto astral e bastante bem humorada. Só não achei ainda minha outra pessoa. Ah, música faz parte da minha vida.

No comments

Add yours