Crítica: De cara nova, Hawaii Five-0 se manteve fiel aos fãs na oitava temporada

Imagem: Divulgação/CBS

Continua após a publicidade

Eu não poderia começar essa crítica sem falar da falta que Grace Park (Kono) e Daniel Dae Kim (Chin) fizeram na oitava temporada de Hawaii Five-0. Sabemos que o real motivo da saída dos atores foi uma questão salarial entre eles e Alex O’Loughlin (Steve) e Scott Caan (Danny).

Mas, mesmo com a saída de Park e Dae Kim da série, seus personagens foram mencionados frequentemente mostrando que o carinho que os fãs criaram por eles não foi em vão.

Five-0 de cara nova!

Apesar disso, Hawaii Five-0 ainda é uma série policial cativante na qual mesmo os episódios com casos simples e bobos ainda prendem nossa atenção. Então, como melhorar uma série que é passada no paraíso do Havaí, com pessoas bonitas e várias piadas internas que somente os fãs mais viciados da série entendem? Adicionando um cachorro ao elenco, claro! Eddie é um cão policial que teve seu dono (também policial da HPD) morto em uma emboscada. Depois de levar um tiro, Steve e toda a equipe se apaixonaram por ele. Eddie passou, então, a morar com Steve e aparecer em vários episódios, em cenas policiais e também cenas de distração e diversão. Na minha opinião, Eddie se encaixou perfeitamente na série e foi uma das melhores adições ao elenco em muitos anos.

Continua após a publicidade

No geral, a chegada de Meaghan Rath (Tani) e Beulah Koale (Junior) foram ótimas adições à equipe da Five-0, também. Tani é uma ousada ex-policial que chega para suprir a necessidade de havaianos na equipe. Esse papel antes preenchido por Kono e Chin é essencial já que muitos casos envolvem lendas e mitos havaianos que somente os locais conhecem. A presença da destemida Tani foi equilibrada pela disciplina do nosso querido Junior. Agora que já sabemos que Hawaii Five-0 foi renovada para a nona temporada, será que veremos um romance entre Junior e Tani? Porque, convenhamos, desde o primeiro momento sentimos um clima entre os dois. Inclusive, no episódio 16 pudemos ter uma amostra de como seria esse casal quando os dois trabalharam disfarçados em um caso.

O Amor entre Steve e Danny.

As discussões e declarações entre e Steve e Danny que já vinham cansando há algumas temporadas, continuaram. Inclusive, esses momentos da série só se intensificaram à medida que os dois parceiros organizavam a reforma de seu restaurante. Porém, preciso admitir que ver todos os personagens regulares da série juntos para a intervenção de Steve (episódio 6) foi um dos momentos mais fofos da temporada toda.

A lealdade de Hawaii Five-0 com os fãs.

Apesar de novos personagens e a falta que sentimos de Kono e Chin, não podemos negar que Hawaii Five-0 continua como sempre foi. Aquele clima de Ohana (família) que eles tanto falam continua presente e passou a incluir Junior, Tani e Eddie. Outra característica típica da série é trazer personagens antigos por um ou mais episódios. Então, tivemos aparições de Joe White, Hirsh, Harry Brown e Catherine (Ai, meu coração!).

Além disso, alguns membros do elenco foram promovidos a regulares nessa oitava temporada. São eles: Kimee Balmilero (Dr. Noelani Cunha), Dennis Chun (Sgt. Duke Lukela), Taylor Wily (Kamekona) e Ian Anthony Dale (Adam Noshimuri).

Entretanto, padrões cansaram em alguns momentos

Nesta oitava temporada de Hawaii Five-0, vimos a série repetir alguns padrões que acabaram tornando-a cansativa. Primeiramente, aquela dinâmica estranha com a equipe dividida tornando alguns episódios confusos. Apesar de não ser muito aprovada pelos fãs, essa tática ajuda a fechar alguns ciclos e casos antigos, como foi o caso do episódio 5. Nesse episódio por exemplo, Lou finalmente conseguiu provas da morte de Diane Maxwell. Além disso, Alicia Brown conseguiu solucionar o caso de Madison Gray da sétima temporada. Ao mesmo tempo em que tivemos um caso relacionado a uma lenda havaiana no dia de Halloween.

Outro padrão que se repetiu nessa temporada foram os casos policiais sem criatividade. Tivemos casos com criminoso que já havia sido preso pela equipe da Five-0, casos antigos de alguns personagens, parte da equipe se deslocando para trabalhar junto com a Marinha dos EUA, caso de terrorismo junto com Catherine, caso relacionado ao pai de Steve, entre outras situações que já estamos cansados de assistir.

Continua após a publicidade

O que será de Hawaii Five-0?

Resumindo, o que faz a série manter seus fãs mesmo depois de 8 anos são seus episódios leves e cenas de descontração.  Quem não se derreteu todo com o Adam limpando a chaminé de Danny para que o Papai Noel trouxesse os presentes de Charlie no episódio 11?  Ou então os momentos da equipe durante a quarentena no episódio 10? Mas, e o episódio que o Danny tem visões do futuro enquanto está em cirurgia? Será que um dia essas previsões vão se tornar realidade? Eu, pessoalmente, adorei ver o Charlie se formando na HPD, Junior e Tani casados e Danny e Lou no casamento de seus filhos.

Acredito que muitos dos fãs de Hawaii Five-0 pensam como eu. A série está cansativa, mas os pequenos momentos de piadas antigas nos fazem continuar assistindo. Resta saber se a nona temporada de Hawaii Five-0 vai continuar nesse padrão de nostalgia que tanto gostamos.

Leia mais: 8 estrelas das séries de TV que foram dispensadas por “razões criativas”

1 comment

Add yours

Post a new comment