Crítica: Decepção é o que define o episódio 14×14 de Grey’s Anatomy

Imagem: ABC/Divulgação

Fundo do poço?

Sabe aquela frase do ex-deputado Tiririca “pior que tá não fica”? Pois bem, depois da triste e chocante notícia saídas das atrizes Sarah Drew e Jessica Capshaw. Grey’s Anatomy conseguiu chegar ao fundo do poço ao nos presentear um episódio tão sem sentido que até fiquei com dó da Amelia e sua falta de sexo.

Sério, esse episódio foi tão desnecessário que ainda não entendi toda confusão em cima daqueles pacientes. Sim, eu senti dó da April quando ela perdeu a orelha de sua paciente. Mas quer saber, mesmo assim, não consegui me emocionar com a história dessa paciente.

Sem mencionar que estou começando a ficar irritada com toda bajulação para cima de Meredith e seu projeto. Eu sei que Mer é a rainha do seriado e é minha heroína. Mas vamos ser honestas: todo esse caso envolvendo a amiguinha de sua falecida mãe só foi uma maneira clara de nos mostrar que esse projeto dela vai dar alguma coisa errada. Ou vocês acham que ela vai ganhar algum prêmio novamente? Mesmo que ela ganhasse e merecesse, afinal ela é Meredith Grey e só por isso merece todos os prêmios do universo, sabemos que o projeto dela é só mais um projeto e quem realmente está se doando ao máximo é Alex (e Amelia). Sim, os dois estão provando que estão fazendo algo por amor a medicina e não por dinheiro ou status e isso só ganha ainda mais a minha admiração.

Nem preciso dizer que cada vez que vejo Alex com aquela garotinha meus olhos enchem de lágrimas.

Depois de 14 temporadas, eu deveria já estar acostumada a não me apegar em pacientes (e médicos). Mas ainda não consegui essa façanha de me desapegar e eu sei que vou sofrer muito com todo essa história. Afinal, tudo indica que essa garota não sobreviverá e eu estarei com meu coração despedaçado mais uma vez. Porém, Alex e Amelia sairão mais fortes e vencedores disso tudo. Eles podem não terem entrado na competição, mas estão fazendo coisas além do que os outros médicos estão fazendo e isso só me deixa com mais orgulho dos dois.

Agora, uma coisa que me irritou profundamente nesse episódio foi Maggie e Jackson. Não sei porque os roteiristas insistem tanto nesses dois. Eita casal sem sal, sem química, sem vida. Eu juro que gritei aqui quando vi os dois se beijando. Para mim não dá para engolir os dois como casal, mesmo que não Japril no final, é impossível aceitar Maggie e Jackson como namorados.

Mil desculpas se existe algum fã de Maggie/Jackson, mas eu não consigo torcer pelos dois juntos… Só separados! E gostaria muito que aquele beijo tivesse sido um pesadelo. Entretanto, eu vou ter que aceitar isso e tentar aceitar esse casal sem sal, só não sei até quando. Só uma coisa eu gostei nisso tudo: a cara que a Maggie fez ao descobrir que estava saindo com um cara casado. #Inesquecível!

Share this post

Gabriella Siggia

Quem eu sou? Eu sou uma em um milhão: escritora nas horas vagas, seriadora de coração, cinemática de plantão e amante da literatura. Divertida, alto astral e bastante bem humorada. Só não achei ainda minha outra pessoa. Ah, música faz parte da minha vida.