Criadores de Stranger Things são acusados de agressão verbal contra mulheres da equipe

Imagem: Twitter/Reprodução

Continua após as recomendações

Membro da equipe diz ter presenciado agressão verbal…

Matt e Ross Duffer, a dupla de irmãos por trás do sucesso Stranger Things e que são conhecidos como os Irmãos Duffer, foram acusados ​​de abusar verbalmente de múltiplas mulheres no sets da série da Netflix.

Em um post no Instagram, compartilhado no Dia Internacional da Mulher – que aconteceu na quinta-feira, 8 de março – Peytonn Brown diz ter trabalhado na equipe da série altamente aclamada dos Duffer Brothers, mas que já não fará parte do projeto depois de testemunhar abuso verbal nos sets (via TV Guide).

Continua após a publicidade

Pessoalmente, testemunhei dois homens em altas posições de poder naquele grupo, abusando verbalmente de várias mulheres. Eu prometi a mim mesma que se eu alguma vez estivesse em situação de dizer algo, que eu faria“, escreveu Brown.

Ela passou a fazer referência ao Time’s Up, o movimento de defesa legal que busca acabar com o assédio no local de trabalho, como um apelo das mulheres sobre o abuso que elas tem suportado na indústria.

Nós nos elevaremos e nós gritaremos de cima das montanhas em apoio uns dos outros e não contribuirei com meu tempo, esforços e talento para pessoas tão abusivas“, acrescentou. “Esta indústria não é mais liderada por ‘poucos homens bons’, mas sim por um OCEANO de SURPREENDENTES MULHERES. Basta, é suficiente. Para minhas irmãs – O tempo acabou“.

Confira o post completo abaixo:

View this post on Instagram

I guess there’s no better day than #nationalwomensday to say #timesup and announce that I will not be a part of the filming of Season 3 of Stranger Things. Why, you ask? Because I stand with my sisters. I personally witnessed two men in high positions of power on that set seek out and verbally abuse multiple women. I promised myself that if I were ever in a situation to say something that I would. I have 11.5 thousand followers who can hear me say this, TIME IS UP. Women in the film industry are POWERFUL. We will rise and we will scream from mountain tops in support of each other and I will not contribute my time, efforts, and talent to such abusive people. There is too much going on in this world to be regressive. There are too many amazing and highly respected men in respective positions of power that I have had the utmost pleasure of working beside. Those are the people I want to surround myself with. Those are the projects I want to be a part of. This industry is no longer led by a “few good men,” but instead by an OCEAN of ASTOUNDING WOMEN. Enough is enough. For my sisters- Time is up. #timesup #theabusestopsnow #ontobiggerandbetter #standupforwhatsright #womenempowerment #ladygrip #sisterhood #iatsesisters #wewillbeheard #thispicsaysitall

A post shared by P (@peytonnbrown) on

Embora não tenha nomeado diretamente os Duffer Brothers em sua publicação original, ela confirmou que eram eles de quem ela estava se referindo nos comentários, de acordo com uma resposta publicada pelo ET Canada. Os comentários na postagem foram apagados.

Quando perguntado qual o tipo de abuso que os Duffers infligiram, Brown elaborou nos comentários que “Havia gritos, havia insultos, havia ameaças e as pessoas foram chamada atenção ou forçadas a sair por causa deles“.

A Netflix ainda não se pronunciou sobre a acusação.

Nenhum comentário

Adicione o seu