Crítica: Em esperado crossover, a velha Olivia mostrou-se de volta em Scandal

scandal 7x12
Imagem: ABC/Divulgação
scandal 7x12
Imagem: ABC/Divulgação

[spacer height=”20px”]

Continua após publicidade

Finalmente chegou o tão aguardado crossover entre Scandal e Murder.

O bloco TGIT entrou o mês de março com tudo. Grey’s Anatomy abriu o bloco com a estreia de seu spin-offStation 19. Logo depois finalmente nos deparamos com o encontro de gigantes, Olivia Pope e Annalise Keating. Scandal começou no ponto exato como Murder terminou antes de seu último hiato da temporada.

Continua após a publicidade

Foi gostosa a sensação de deja vu, que muito lembrou o piloto da série de nossa advogada. Sinceramente eu achei que esse seria um episódio filler, já que o foco do plot a princípio não era ali. Me enganei totalmente, pois Shonda Rhomes e Pete Nowalk conseguiram encaixar tudo perfeitamente. Após ter renunciado seu posto na Casa Branca, era hora de Olivia Pope recomeçar sua vida. Se no final do 7×11 senti que minha Liv estava voltando, dessa vez tive a certeza.

Continua após publicidade

A dinâmica entre ela e Annalise foi algo de estremecer quaisquer estruturas. Ali tínhamos duas mulheres poderosas, que chegaram ao fundo do poço, e que estavam prontas para reverter essa situação. Uma simplesmente precisava da outra naquele momento, deixando qualquer orgulho de lado. Vou ser bem sincero que a princípio me incomodou profundamente a forma como Olivia tratava a advogada. Qual a necessidade de fazer a superior, alguém me diz? Ela tocou o terror por dez episódios e agora está na pior, sendo essa sua chance de se reerguer.

Imagem: ABC/Divulgação

No decorrer dessa primeira parte do crossover, comecei a ter sensação de que Liv realmente está tentando se redimir. Sim, depois de tantas coisas absurdas feitas nessa temporada final, agora me pareceu sincero. É claro que isso não seria algo nada fácil, principalmente em convencer Mellie em aceitar o caso de Annalise. Não esperava menos da presidente, depois de tudo que aconteceu. E isso também serviu de gás para nossa protagonista mostrar aquela mulher poderosa do começo de Scandal, totalmente destemida.

Continua após publicidade

Nem tudo são flores, e um duelo de gigantes seria inevitável.

Um dos momentos que mais gostei foi das duas juntas no salão, esquecendo um pouco tudo que tinham que enfrentar. Ao mesmo tempo que foi algo descontraído, logo serviu de um grande embate entre Liv e Annalise. Nessa hora meu ranço por ela voltou rapidamente, mas temos que dar aquele desconto maroto.

Agora uma coisa que me incomodou profundamente foi Quinn. Ok, entendo a raiva dela de Olivia tê-la deixado “morrer”, e todo o lance da explosão do avião. Entretanto, isso já se tornou uma obsessão tão desnecessário, e agora faltando pouco para a série acabar é algo que não tem sentido. Mesmo assim, ela acabou ajudando a “ex-amiga”, e isso pode ser uma brecha para uma possível reconciliação entre as duas. Para isso acontecer, porém, Liv precisará mostrar que está realmente se redimindo. Ambas precisarão ter mais um ajuste de contas, um decisivo, antes de se perdoarem. Algo me diz que poderá acontecer no penúltimo episódio ou no series finale, vamos aguardar.

No final das contas, esse encontro serviu para mostrar o caminho que Olivia Pope enfrentará nos episódios finais, para dar sua aguardada volta por cima. Ter cruzado com a Annalise Keating pode ter sido a melhor coisa que lhe ocorreu, e vice-versa. O plot do crossover como um todo serviu para o desfecho de um ciclo em Murder, antes de sua bombástica season finale. Isso deixarei para Renata comentar melhor em sua review. Até a próxima semana!

PS: Michaela reinou demais nesse começo de crossover. Pisa mais, Annalise Jr.!

PS 2: Fitz, te julguei tanto durante toda série, e estou pagando minha língua nessa temporada final. Entretanto agora foi mais ainda, perdão!

Leia a segunda parte do crossover AQUI

Administrador apaixonado por séries e música, sou fã assumido de Friends, e tenho guilty pleasure pelas séries da CW. No Mix sou editor de reality show, cobrindo atrações do gênero como as franquias The X Factor , The Voice, American Idol, entre outros. Faço também reviews das séries Mom, Supergirl, The Good Place, Scream, Fuller House e da brazuca A Garota da Moto. Além disso, deixo vocês sempre atualizados com as nossas Bolhas de Cancelamento, e também escrevo as colunas de Elenco e Teu Passado Te Condena. No tempo que me sobra faço um café para as visitas, rs. Ufa!