Crítica: Episódio 1×10 de Dynasty reafirma que família e negócios andam juntos

Imagem: The CW/Divulgação

Continua após as recomendações

Após toda confusão e revelações na noite de Natal, os Carringtons estão envolvidos com outro grande evento, o aniversário de Fallon!

O final do ultimo episódio me deixou intrigado revelando que Alejandro estava vivo e tratando de negócios com Blake. Se no inicio achei que ele já sabia da identidade do “empresário” logo percebi que não. Blake estava sendo usado por Alejandro para ganhar dinheiro ou expor os podres da empresa e da família Carrington.

Iris roubando informações do computador de Blake no natal agora fez todo sentido. Ela estava o tempo todo trabalhando com seu marido abusivo para roubar tudo que Cristal tem. Sendo assim, a nova Sra. Carrington mais uma vez se encontrou em uma difícil possível.

Continua após a publicidade

Ou ela continuava mentindo ou contava a verdade para o marido para salvar a empresa de um grande golpe. Ainda bem que ela fez a coisa certa!

E quando Alejandro/Diego achava que estava prestes a fechar contrato com a Carrington Atlantic, tudo vai por água abaixo. Achei genial a reviravolta mostrando que a família se uniu para acabar com os planos dos venezuelanos. Todos fingiram muito bem, principalmente Blake chamando Cristal de prostituta. Foi um dos melhores momentos da série.

Dá um pouco de pena do Sammy…

Ele é frágil e vulnerável, tudo que quer é uma família. Mas apesar de ter ficado em uma posição difícil, também participou do jogo para derrubar seus pais. Ele finalmente reconhece sua tia como sua verdadeira família. Até Anders representa mais a ele que os próprios pais.

Sammy vem desempenhando o papel de amigo de Steven em meio a tempestade que o herdeiro anda passando. Steven continua com seu dinheiro bloqueado pelo pai, então o jeito é penhorar joias para garantir algum trocado. E nessa, ele decide dar uma espécie de indenização para uma família pela morte de um funcionário por causa de um erro dele. Acho tão forçada a reabilitação de Steven quanto seu vicio repentino. Um plot que veio do nada para o personagem ter alguma função da trama.

Foi bacana ver Fallon e Cristal trabalhando juntas. Não importa a rivalidade delas, quando a família e os negócios estão com problemas, elas se unem. Mas aos poucos, elas estão começando a se dar bem e formando uma família de verdade, mesmo que Fallon nunca admita.

E Jeff, quem diria… Ele vem fazendo tudo certo para se vingar de Blake e no futuro libertar seu pai da cadeia. Já imagino Cecil fora da prisão, usando o dinheiro do filho para se “igualar” a Blake. Tentar convencer Fallon a investir sua herança na empresa deles, fazer alguns mimos… Tudo não passa de um jogo de Jeff para no final casar com ela e finalmente extorquir seus bens. Com sorte, Michael – que está sempre de olhos e ouvidos abertos – terá tempo de alertar a moça.

A noite de aniversário de Fallon e seus homens pintados de ouro foi cenário de celebração, vitória da família Carrington e terminou com a aniversariante sendo sequestrada por Iris. Eu já sabia que alguma coisa ia acontecer naquele carro só não esperava que fosse uma retaliação da irmã de Célia Regina. Vamos ver como será ver Fallon sequestrada e sua família tentando salva-lá.

Até o próximo episódio, “I Answer to no Man”.

Nenhum comentário

Adicione o seu

Tags Dynasty