Crítica: Episódio 2×06 de Big Little Lies traz confrontos inevitáveis

Penúltimo episódio de Big Little Lies foi marcado por momentos de tensão

Com muita emoção, “The Bad Mother” de Big Little Lies trouxe ação para a vida de nossas mulheres com o julgamento e a situação da mãe de Bonnie.

Renata tentou seguir em frente na história da falência, mas claramente Gordon não ajuda. Ainda mais agora que ela descobriu o caso com a babá, que até entrou na lista de credores da falência. É incrível a atuação de Laura Dern em meio a estar perdendo tudo, a atriz realmente está dando um show. O que foi aquela cena dela xingando sem parar? Maravilhosa. Inclusive, vocês perceberam no flashback que ela também deu a ideia da mentira para a polícia?

Maddie, por outro lado, parece ter dado um passo na direção certa com Ed. Ela querendo contar o que houve na festa foi muito compreensível, ainda que não seja a melhor decisão para as cinco. Entretanto, no momento com o vestido de noiva ela foi fofa, vamos admitir. Madeleine parece estar tentando se redimir pelos seus erros, a questão é se ainda está em tempo disso.

Já Jane confrontou Corey, mas não comprou a história do garoto. Ache suspeito a ida dele até a polícia para dar o depoimento, sendo que os dois ainda nem estavam tão “assumidos”. Mas uma pena pra ela, que parecia estar gostando tanto dele. Aliás, Jane chutou o pau da barraca com Mary Louise, achei merecido para a vilã quando ela diz que se tivesse tido a oportunidade mataria o Perry, assim como todos nós.

Imagem: IMDb/HBO/Reprodução

Enquanto assistia o julgamento, Bonnie lidava com uma situação particular. Sua mãe a agredia quando era criança e isso a levou a empurrar Perry. A cena dela confessando para a mãe foi maravilhosa, Zoe deu um show de atuação nas cenas em que matava a mãe na sua cabeça.

Sem dúvidas, foi um destaque necessário que ela merecia nessa reta final e que acrescenta muito para a história.

Entretanto quem passou pela maior provação foi Celeste, ela foi colocada diante de suas amigas e de uma juíza e questionada por todas as suas decisões. Primeiro que não sei de onde surgiu aquele tanto de homem na casa dela, mas que abuso da Mary Louise mandarem seguir a nora. Aquele advogado foi o cúmulo, demonstrando exatamente porque a violência doméstica ainda é tão difícil de ser vencida.

Celeste estava ali com todos os seus erros expostos e sujeita a julgamento, quando na verdade ela é mais uma vítima do Perry. Acredito que esse julgamento irá abrir os olhos dela para a vida agora livre, sem violência dentro de casa.

E estou ansiosa para ver Mary Louise depondo. Tomara que Celeste consiga mostrar quem a sogra realmente é e ganhe a guarda dos meninos, até porque não sei o que vai ser dela se perder.

Nota: A advogada da Celeste é uma planta completa.

Nota2: As situações na cabeça da Bonnie me preocupam muito, eu acho que ela ceder.

Com o último episódio da série, as histórias devem se enlaçar um pouco mais e devemos ter algum desfecho. A questão aqui é se gostaremos dele? Mas que essa temporada valeu pelas atuações maravilhosas, isso com certeza. Nos encontramos na próxima review, até!

Nota do Episódio9.2
9.2
Avatar

Gabriela Scampini

Paulista, estudante de Direito e geminiana. Apaixonada por livros e séries, mesmo sem ter tempo pra nenhum dos dois. No Mix, escreve a coluna #MixAudiência, além das reviews de American Crime Story, Black Mirror, Chicago Fire e The 100.

No comments

Add yours