Crítica: Episódio 6×17 de Chicago PD nos deu vários sustos

Chicago PD retornou com tudo e nos deixou assustados!

Eu mordo minha língua, pois falei que a temática da política poderia deixar Chicago PD com uma temporada tediosa. Sendo assim, vendo os plot twists da política no nosso próprio país, a série policial não está nada diferente nessa corrida para Prefeito. Kelton e Ray estão tão competitivos, que depois que uma bala intencionada para Voight atingiu Ray, Kelton já falava do concorrente no passado. Ele não havia morrido!

Continua após publicidade

O TIRO! Que susto!!

Não estava esperando o tiro, não havia assistido a promo do episódio, então levei um baita susto. Achei na hora que tinha sido Voight o atingido e fiquei mais surpresa ainda quando ele descobriu que a bala era mesmo para ele. Assim, o tema política ficou meio escondido em um caso desenterrado do passado de Voight. Darius, um bom menino segundo Voight, acabou ficando 10 anos preso por ter cooperado com a polícia. Parece uma frase errada, estranha, mas foi isso mesmo.

Continua após a publicidade

Ele resolveu se vingar ao sair da prisão. Dessa forma, primeiramente, foi atrás de Voight e errou o tiro. Posteriormente, o supervisor abusivo, que segundo ele batia em meninos assustados. Depois o juiz, que selou seu destino na prisão por 10 anos. Será que, se Voight tivesse acompanhado o destino do menino, algo teria sido diferente? Talvez, e Hank sentiu-se, sim, culpado. Querendo, ou não, o destino de Darius foi afetado também pela política do sistema.

Continua após publicidade

O enredo político e o final trágico

Os roteiristas estão investindo nessa linha política, na competição, sendo que não tem bem x mal e, sim, dois sujeitos corruptos, para escolher o menos pior. Isso me soa familiar e atual! Acredito que o final dessa temporada pode não conter perseguições e tiroteios, mas será tenso e terá Voight no centro da bagunça.

Darius não teve sorte em nenhuma de suas jornadas, não teve ajuda sólida e nem compreensão. Não foi surpreendente que ele não enxergou um final promissor para ele, nem que ele não tenha confiado em Hank pela segunda vez. Eu também não confiaria. Pelo que nós vimos até agora, policiais dizem várias coisas para conseguir tirar reféns das mãos do sequestrador. Mas sabemos que Voight queria ajudar mesmo dessa vez, levar esse “menino” vivo para a mãe.

Continua após publicidade

Foi trágico! E uma pena esse final.