Crítica: Sacrifício no episódio 2×16 marca o final de temporada de The Gifted

The Gifted ao longo de sua segunda temporada trouxe vários elementos e tramas que conseguiram levar a narrativa até seu derradeiro final ou isso que os criadores querem que acreditemos

O episódio de The Gifted se inicia com o clássico flashback centrado em Reed e sua família no ataque de 15/7. Eles estão surpresos ao assistirem as notícias e, nesse momento, que percebemos o quanto Reed ficou determinado em adentrar nesse universo mutante para tentar proteger sua família. É isso que vamos observar em todo o desenrolar do episódio, com flashbacks voltados a Reed em lidar com a situação mutante.

Depois voltamos ao presente com o grupo sendo cercado pelos purificadores e, claro, sem saída. Neste momento, Esme e suas irmãs sequestram Lauren e Andy para um último serviço. Enquanto isso, John se oferece para distrair os purificadores para o restante do grupo terem uma chance de fugir. Visto isso, John se prepara para luta como Pássaro Trovejante. E dá uma surra em Jace Turner. Esse não deverá acordar tão cedo, com a ajuda de Erg.

Juntando as mãos

Já Esme e as outras controlam Andy e Lauren para destruir o prédio do serviço sentinela. A hora em que eles juntam as mãos são as melhores! Infelizmente, mesmo lutando contra o controle mental, eles acabam fazendo o serviço. Consequentemente, eles ficam muito debilitados e quase atacam seus pais. Todavia, Lorna consegue tocar na alma de Esme e ela para de controla-los. Finalmente Esme caiu na real. Não dava mais para aguentar ela ser um simples capacho de Reeva, visto todo o potencial que tem.

Continua após a publicidade

Além disso, temos a luta final com Reed, Caitlin, Lorna e Marcos invadindo o prédio de Reeva. Eles enfrentam alguns capangas remanescentes e Reed toma a difícil decisão de matar sozinho Reeva. A cena de despedida entre ele e Caitlin é emocionante. Mas, o momento decisivo é ele matando Reeva ao liberar uma grande quantidade de energia, mesmo isso tendo lhe custado a vida. É uma pena, pois ele era um grande personagem que fez de tudo para reunir e salvar sua família.

Logo, vemos sua família se despedindo dele com uma espécie de memorial. Além disso, é lindo quando começa a tocar To Build A Home, que é aquele tipo de música que se encaixa perfeitamente em cenas de adeus. Observamos  o destino de Benedict Ryan que acaba assumindo seus crimes com uma ajudinha de Esme. E ainda o ex-agente Turner no hospital cheio de ferimentos…

Um Blink diferente

Já na última cena, o grupo está reunido, agora com Erg e Esme. Assim, eles descobrem que muitos mutantes ao redor do país precisam de sua ajuda. Eis que, para surpresa de todos Blink aparece em um portal com novas roupas e cabelo. E, finalmente, a habilidade de fazer projéteis de energia, principal técnica nos quadrinhos. Ela pede para eles olharem o que está no portal… Apenas fogo e destruição. Será que na próxima temporada irão de alguma forma adaptar o arco de dias de um futuro esquecido?

Enfim, espero que a resposta seja positiva. Mas, caso a série não consiga ser renovada, pelos menos apresentaram uma realidade mais próxima dos quadrinhos dos mutantes, tanto na primeira quanto nessa segunda e maravilhosa temporada.

Tags The Gifted

No comments

Add yours