Crítica: Segunda parte de Crise nas Infinitas Terras destaca mitologia no 1×09 de Batwoman

Batwoman na Crise nas Infinitas Terras

Crise nas Infinitas Terras tem sua continuação em Batwoman

O tão aguardado crossover da Crise das Infinitas Terras teve sua segunda parte exibida dentro do nono episódio de Batwoman. Depois de uma mid finale de cair o queixo, a mulher morcego deu uma pausa aos Casos de Família dos Bane, para ajudar na salvação do multiverso.

O Monitor deu as dicas que é possível sim salvar o que restou das demais Terras, inclusive deixou em aberto a possibilidade de restaurar as que desapareceram. Entretanto, isso eu comentarei melhor no decorrer dessa review.

Com a menção de sete Paragons chaves para a salvação do multiverso, ficou claro o porquê de tanta gente presente nesse crossover. A mais óbvia de todas foi Kara, que aqui teve mais destaque do que em sua própria série.

Em busca dos salvadores do que restou do multiverso

Com a revelação feita pelo Monitor, os personagens se dividiram em grupos, rumo a encontrar tais heróis. Apesar de me dar sono vez ou outra, Iris teve papel fundamental nesse episódio. Aliás, gostei bastante da química entre ela e Lois, e espero bastante que isso possa se repetir nas partes subsequentes. Elas junto com Clark foram em busca de um outro Superman.

Continua após a publicidade

Em contrapartida, Kara e Kate foram até o futuro da Terra 99, para convencer o Bruce Wayne de lá a juntar-se com elas. Mais uma vez a dupla K mostrou a química incrível entre elas, algo já extremamente visível em Elseworlds. Foi nesse momento que a prima do homem morcego finalmente teve destaque em sua própria série, dentro desse evento.

A busca do homem de aço ideal

Uma coisa que não entendi da parte do Monitor foi o fato do porquê ele ressuscitou Lex lá na season finale passada de Supergirl. Afinal de contas, ele está do lado de quem? Pois ao mesmo tempo que dá algumas dicas aos heróis, faz de Lex uma verdadeira pedra no sapato dos personagens. Confesso que fiquei mais confuso que o meme da Nazaré Tedesco confusa.

Por conta disso, o vilão foi atrás de várias versões do homem de aço em diferentes Terras, e eliminando cada um deles. A história deu uma mudada no momento em que ele chegou à Terra 167, em que nela tivemos a nostalgia de ver Tom Welling, de Smallville, novamente como Clark Kent. Antes do vilão aparecer para acabar com o personagem, Iris, Lois e Clark chegaram para tentar avisá-lo do que estava acontecendo. Por um momento fiquei bem apreensivo, com a possibilidade de Lex matar a ele também, mas felizmente o rapaz revelou que abriu mão de seus poderes, para dedicar-se à família. Por mais que a participação de Tom e Erica – agora como Lois – tenha sido pequena, deu pra matar a saudade e assim dando o desfecho definitivo para Smallville.

O trio finalmente chega à Terra 96, onde conhecem o Clark Kent de Brandon Routh, que já interpretou o personagem no filme Superman: O Retorno, de 2006. No entanto, dessa vez, a versão para o homem de aço é em relação à HQ Reino do Amanhã, em que ele sofreu grandes perdas, como de Perry White, Jimmy Olsen e seu grande amor, Lois Lane. Prestes a ser convencido de tornar-se um dos sete Paragons, o rapaz acaba sendo manipulado por Lex. Nesse momento então vemos as versões de Superman de Tyler e Brandon em um confronto épico, dando um gás no episódio.

Com a ajuda de Lois da Terra 38, Clark volta a si, juntando-se ao trio rumo à salvação do multiverso.

Imagem: The CW/Divulgação

Batman vilão?

Ao chegar na Terra 99, vimos que o Luke de lá é totalmente diferente à versão do fiel escudeiro de Kate. Outra surpresa foi Bruce aparecendo em um exoesqueleto, fazendo referência a HQ Reino do Amanhã, mas nada além disso. Vimos uma versão mais sombria e desacreditada do herói, e descobrimos que na realidade dele a nossa Batwoman está morta há anos.

Enquanto homem e mulher morcego conversam, Kara fez uma descoberta e tanto. Essa versão de Batman chegou a matar seus inimigos, incluindo Superman. Por conta disso, é possível considerarmos esse Batman como um vilão? Sinceramente, na minha opinião, não! Ele não ter concordado em ajudar Kate e Kara, somado com essa revelação, o faz ser visto dessa forma. Entretanto sua história não foi totalmente explorada, e infelizmente nem será.

Com Bruce da Terra 99 derrotado, o Monitor revela que Kate é o terceiro Paragon. Sinceramente não gostei disso, sendo que eles poderiam ter feito, assim como o Superman, terem explorado mais versões do homem morcego. Uma pena!

O que vem agora?

Paralelo a essa divisão toda de equipes, Barry, Sara e Mia tentaram fazer de tudo para ressuscitar Oliver. Confesso que, por um momento, esqueci totalmente do Poço de Lázaro, e achei a solução deles para reverter a morte do arqueiro a mais previsível possível.

Agora entendo o porquê dele ter morrido na primeira parte. No entanto, com o personagem de volta à vida, será que ele terá sua alma restaurada, assim como aconteceu com Sara e Thea? E quais as consequências em cima disso?

Lembra que eu falei no começo da review sobre as consequências de trazer as Terras destruídas de volta? Acredito que no final do crossover Kara possa conseguir trazê-las de volta, no entanto, isso poderá lhe trazer grandes consequências. Porém, diferente ao que aconteceu com Oliver, acredito que o preço a ser pago por nossa heroína poderá ocorrer na segunda parte da quinta temporada de sua série.

Confesso que gostei mais da primeira parte da Crise nas Infinitas Terras, no entanto achei a segunda em Batwoman bastante útil e necessária. Ela serviu como uma grande ponte para os próximos episódios do evento. Seu desfecho não poderia ser o melhor possível, com finalmente a aparição do Anti-Monitor.

PS: Por que será que Kate guardou aquela kryptonita de Bruce com ela?

PS 2: Ao ver essa versão do homem morcego, talvez a faça reconsiderar a não desistir de salvar Alice, trazendo o seu lado Beth de volta?

Confira a review da terceira parte do crossover AQUI!

cw

Nota do Episódio9
Review do nono episódio da primeira temporada de Batwoman, da The CW, intitulado "Crisis on Infinite Earths (2)".
9
Eduardo Nogueira

Eduardo Nogueira

Administrador apaixonado por séries e música, sou fã assumido de Friends, e tenho guilty pleasure pelas séries da CW. No Mix sou editor de reality show, cobrindo atrações do gênero como as franquias The X Factor , The Voice, American Idol, entre outros. Faço também reviews das séries Mom, Supergirl, The Good Place, Scream, Fuller House e da brazuca A Garota da Moto. Além disso, deixo vocês sempre atualizados com as nossas Bolhas de Cancelamento, e também escrevo as colunas de Elenco e Teu Passado Te Condena. No tempo que me sobra faço um café para as visitas, rs. Ufa!

1 comment

Add yours

Post a new comment