supergirl 4x03

Crítica: História do grande vilão é destaque do 4×03 de Supergirl

supergirl 4x03

Imagem: The CW/Divulgação

Chegou a hora de saber mais sobre o Agente da Liberdade, o grande vilão da quarta temporada de Supergirl!

Definitivamente essa temporada de Supergirl não está pra brincadeira. O terceiro episódio foi a prova mais que clara, certamente o melhor apresentado até o momento.

Tudo aconteceu no mesmo ponto que o episódio passado terminou. Sinceramente pensei que teria foco novamente nos irmãos Graves, mas ainda bem que não foi isso. Vamos falar a verdade, já deu né? Ao que tudo indica, teremos dois grandes vilões nessa temporada, e que não são eles.

Quando vi o título “Man Of Steel”, logo pensei: “será que Superman já vai aparecer antes do crossover?”. Não! Me enganei bonito, pois o “homem de aço” trata-se justamente do Agente da Liberdade, mostrado anteriormente. Descrito como o grande vilão desse quarto ano, já conseguimos ter sua história bem explorada logo de cara, ao invés de enrolarem isso.

Com Kara em perigo, após a atmosfera terrestre ter sido infectada por Kryptonita, o destaque ficou por conta de Ben Lockwood. Achei bem bacana o lance das linhas temporais, a interligação de vários eventos passados, até chegarmos aos dias de hoje. Por um lado isso foi maravilhoso, pois ao mesmo tempo fomos revisitados a alguns personagens, como Rainha Rhea e Cat Grant. Quando as duas apareceram, mesmo que por instantes, surtei loucamente.

As consequências de uma má perspectiva

supergirl 4x03-

Imagem: The CW/Divulgação

Quando Ben foi apresentado, logo me perguntei o porquê dele ter se tornado um psicopata tão intolerante. O personagem aparentava ter uma vida perfeita, professor universitário, com uma família que parecia ser perfeita. Entretanto, o rapaz tinha um pai com uma visão resistente sobre os aliens. Uma série de acontecimentos no passado começaram a fazê-lo a ter um pensamento semelhante, mas depois extremamente mais radical.

No meio do nada, a impressão que tive foi que a vida desse rapaz começou a ser escrita por Shonda Rhimes, sinceramente. Uma onda de tragédias começou a acontecer de forma sucessiva, e aqueles que sempre vimos como heróis, em seu ponto de vista soaram como vilões. A partir disso sua intolerância foi despertada, porém em um caminho sem volta, principalmente após a morte de seu pai.

Não é querendo dar razão por seus atos, longe de mim, mas imagina sua vida virar de ponta cabeça do nada? Foi o que aconteceu com ele. Ok, Ben deveria ter procurado saber mais e entender o motivo de tudo isso, mas quando principalmente perdemos alguém muito importante, a emoção fala mais alto. Ele teve uma derrocada em sua vida, onde tudo foi muito rápido. Sua ascensão à escuridão também veio em velocidade recorde.

Agora sabemos sobre esse vilão, e achei interessante a forma como tudo foi mostrado. Tinha tudo para ser um episódio filler, mas ainda bem que não trataram dessa forma. Mais uma vez foi algo com muita crítica às questões sociais dos Estados Unidos, e estou amando como estão rolando tais shades à essa infeliz realidade, que agora paira principalmente por aqui.

Sobre a Supergirl, será que Adriana Bombom já foi buscar seu casaquinho? Fica aí o questionamento!

Tags Supergirl

Share this post

Eduardo Nogueira

Eduardo Nogueira

Administrador apaixonado por séries e música, sou fã assumido de Friends, e tenho guilty pleasure pelas séries da CW. No Mix sou editor de reality show, cobrindo atrações do gênero como as franquias The X Factor , The Voice, American Idol, entre outros. Faço também reviews das séries Mom, Supergirl, The Good Place, Scream, Fuller House e da brazuca A Garota da Moto. Além disso, deixo vocês sempre atualizados com as nossas Bolhas de Cancelamento, e também escrevo as colunas de Elenco e Teu Passado Te Condena. No tempo que me sobra faço um café para as visitas, rs. Ufa!