Crítica: The Flash mostra melhora com participações especiais em 7×16

A Guerra Civil dos Godspeeds continua...

Crítica The Flash 7x16
Imagem: The CW/Divulgação

The Flash está prometendo um ótimo final para uma temporada aquém da esperada. Por mais que a produção tenha conseguido contornar todo o cenário causado pela pandemia, esta sétima temporada demorou pra engrenar. Talvez pelas limitações que a pandemia causou. Ou pela necessidade de encerrar a trama da sexta temporada antes de ingressar em uma nova. Mas a segunda parte da temporada ao menos está se superando, em relação à primeira, e estes episódios finais mais ainda.

Continua após publicidade

A motivação por trás da Guerra Civil dos Godspeeds foi explanada neste episódio: encontrar o August Heart da Terra Prime.

Continua após a publicidade

Apesar de não fazer muito sentido como o team Flash conseguiu localizá-lo antes de dezenas de velocistas, August ao menos está seguro por enquanto. Além disso, Caitlin conseguiu reverter seu quadro, ao ajudá-lo a recuperar suas memórias. Então, por enquanto, ao menos teremos que esperar o próximo episódio para entender melhor o porquê disso tudo.

Continua após publicidade

Participações mais que especiais

O team Flash ainda contou com uma ajuda especial: John Diggle/David Ramsey. Com o personagem/ator transitando entre as séries do Arrowverso nas últimas semanas, ele já apareceu em Batwoman, bem como dirigiu um episódio de Superman & Lois. No entanto, agora ajudou Barry a capturar um dos clones de Godspeeds.

O interessante, porém, foi ver como sua recusa em atender ao chamado do anel de Lanterna Verde, que recebeu ao fim de Arrow, tem o afetado. Diggle, igualmente, se despediu do episódio decidindo ir resolver essa situação, então, pode ser que o vejamos diferente em uma próxima futura participação.

Continua após publicidade

Mas a participação que deixou todos os fãs mais empolgados foi a primeira aparição de Bart Allen/Impulso ao final do episódio ao lado de sua irmã Nora/XS. A participação de ambos era esperada para o próximo episódio, mas a cena final já foi a deixa para o que está por vir.

O porquê deles visitarem o Barry do presente ainda é um mistério. Íris mais uma vez quase ficou de fora do episódio, não fosse sua pequena participação ao lado de Deon durante a viagem no tempo de Barry. A forma como as Forças têm afetado a personagem parece ser preocupante, mas talvez não seja para tanto, já que a própria Nora reagiu com calma ao falar sobre o assunto.

Tramas secundárias em The Flash

Enquanto isso, continuamos acompanhando as outras duas tramas paralelas. Joe e Kramer obviamente sobreviveram a explosão do carro e ainda confrontaram seu alvo, Adam Creyke. Já Allegra não consegue impedir sua prima Esperanza/Ultravioleta de localizar membros da Black Hole. Como os últimos episódios deram mais espaço a ambas as personagens, esperava mais do que a súbita morte de Ultravioleta. Será que ainda teremos mais dessa trama ou este foi a forma anticlimática dos roteiristas encerrarem de vez a trajetória delas?

Faltam apenas dois episódios para esta temporada e a expectativa para ambos aumentou. Isso porque o próximo será em comemoração ao 150° episódio de The Flash, e o último encerrará esta interessante e empolgante história envolvendo diferentes velocistas. E o que será que virá depois disso?

CURIOSIDADE

– A armadilha de entropia usada contra Godspeeds foi considerada única, porque foi feita de uma tecnologia exclusiva do Senhor do Tempo (Time Trapper), um vilão viajante do tempo do futuro. Isso implica que a A.R.G.U.S. enfrentou o vilão e obteve parte de sua tecnologia em algum momento antes deste episódio.

Nota: 4.5/5

Imagem: The CW/Divulgação

E então, você gostou deste episódio de The Flash? Deixe suas impressões aqui no Mix de Séries.

Jornalista e apaixonado por séries. Tem a mesma profissão de Clark Kent, usa óculos parecido, mas infelizmente não é super-herói. Grande fã de séries de super-heróis e fantasia. No Mix de Séries escreve as reviews de Arrow e The Flash.