Crítica: The Fosters nos presenteia com 5×18, um episódio leve e triste ao mesmo tempo

Imagem: Divulgação/Freeform

Esse episódio de The Fosters começou tão leve e gostoso. Família reunida na cozinha, Grace dando boas notícias, Callie seguindo a vida. Mas, como diz o ditado, tudo que é bom dura pouco. E ao final do episódio, eu estava quase chorando.

E agora, Brandon?

Sim, Grace contou para Brandon que seu tratamento tinha dado certo e que seu câncer tinha entrado em remissão. Os dois então, tiveram momentos lindos em Los Angeles. Eles tinham ido até Hollywood para Brandon fazer uma audição para o Musicians Institute e seguir na carreira musical de cinema. Enfim, garanto que todos que assistiram as cenas quiseram fazer parte dessa viagem! Selfies e mais selfies, brincadeiras na calçada da fama, um pôr-do-sol de outro mundo e a companhia perfeita. Depois de tanto tempo doente, vimos aquela Grace divertida e ousada de novo.

Como eu disse antes, tudo que é bom dura pouco. No final do episódio, Grace contou a verdade para Brandon. O tratamento não tinha dado certo e seu câncer estava em estágio terminal. Ela decidiu então, pedir que Brandon seguisse com a vida para que ela pudesse passar o resto do seu tempo em casa.

Continua após a publicidade

Na minha opinião, o presente mais lindo de The Fosters, foi a viagem de Los Angeles que Grace deu para Brandon. Ela sabia que se contasse a verdade para ele desde o início ele iria desistir de fazer a audição e perderia uma oportunidade única na vida. Tudo que Grace queria era dar essa chance para Brandon, sabendo que ela não estaria presente quando ele alcançasse seu objetivo.

Stef e Lena finalmente se entendem.

Enquanto Brandon e Grace curtiam Los Angeles, Stef e Lena foram para o retiro de casais que Sharon havia dado de presente. Lá, tivemos mais cenas leves e gostosas de assistir. O que foi aquela ioga com cabras? Fiquei com muita vontade de experimentar.

Durante o retiro, entendemos que os problemas que Stef e Lena vêm tendo em seu relacionamento se resumem a como Stef vem se sentindo. Isso já havia vindo à tona durante o dia das mães. O fato de Stef ter se importado tanto com o relacionamento de Tess e Dean estar associado a forma como Stef contou para os pais que era lésbica. Ela resolveu sua situação com Sharon no dia das mães. Mas e seu pai?

Stef aprendeu então que era possível ela se abrir com ele, mesmo ele estando morto. Depois de uma conversa aberta e sincera com Frank, Stef passou a se aceitar mais. Não é porque muitos anos se passaram que tudo estava resolvido e aceito. Muitas vezes, leva um tempo ou até mesmo alguma situação específica para que percebamos que há algo errado. Depois dessa revelação dentro de si mesma, Stef se abriu com Lena. Uma conversa sincera e de coração levou a momentos lindos e quentes entre as nossas mães favoritas!

Será que Aaron volta para Callie?

Mais uma personagem que ganhou foco nesse episódio de The Fosters foi Callie. Primeiramente, eu nunca esperava que Callie fosse correndo atrás de Aaron. Não sei se bateu ciúmes quando ela viu que ele estava muito bem com a Amanda ou se ela repensou o término. Sei que eu não gostei. Sempre fui a favor de tanto Callie como Mariana terminarem The Fosters sozinhas. De qualquer forma, não sabemos ainda no que isso vai dar, já que Aaron não deu uma resposta.

Outra história envolvendo Callie nesse episódio de The Fosters foi em relação ao seu futuro. Callie havia decidido que queria tentar uma graduação em Direito, mas o Professor Kim a avisou que era tarde demais. Callie terá que esperar até o próximo ano. Mas, isso não impediu que ela colocasse sua capa de Super-Callie e levasse o caso de deportação dos pais de Ximena adiante. Junto com o grupo de estudos de Aaron e Amanda, Callie vai tentar reverter essa situação. Será que vai dar certo?

Esse pode ter sido um episódio com poucas histórias quando comparado a outros episódios de The Fosters. Mas, muitos ciclos se fecharam com isso. E talvez esse seja o motivo pelo qual o episódio foi tão gostoso de assistir mesmo sendo tão triste e comovente.

1 comment

Add yours
  1. Avatar
    Luis Arthur Miranda 16 março, 2018 at 16:30 Responder

    Acho que no próximo ep o professor vai se admirar com o empenho de Callie e acabar mudando de ideia!
    Sabendo que vai ter um spin-off, com Callie, Mariana e um “outro personagem” se mudando pra L.A, eu creio que deva ser o Brandon agora que se inscreveu nesse Instituto.. e pelo trailer do especial de 3 episódios que vai ao ar em Junho, preciso ter a habilidade de sentar, respirar e ESPERAR, pelo salto temporal, que finalmente me trará CALLIE E BRANDON JUNTOS PRA SEMPRE DEPOIS DE TANTA DEMORA! POR DEUS! Até concordo que ela deva ir pra faculdade e crescer e amadurecer sozinha, mas o fim deles tem que ser juntos!

Post a new comment