CSI: o real motivo da demissão de George Eads e Jorja Fox

Estrelas tentaram um aumento com a CBS mas acabaram demitidos.

CSI Jorja Fox George Eads

Uma das franquias de TV de maior sucesso do século 21 irá retornar à TV após um espaço de cinco anos, com a estreia de CSI: Vegas em outubro nos Estados Unidos. A nova série, a quinta da franquia, será a primeira “CSI” desde que a breve CSI: Cyber acabou em 2016. Com isso, os fãs estão animados com o retorno de atores originais e para reverem tramas que deram bastante certo entre 2000 e 2015.

Continua após publicidade

Sim, William Petersen está de volta como o líder da equipe Gil Grissom, assim como Wallace Langham como o técnico de CSI David Hodges, junto com a favorita dos fãs, Jorja Fox, como a cientista Sara Sidle.

Continua após a publicidade

Mas, enquanto os fãs antecipam o retorno iminente de CSI, muitos também estão se perguntando sobre outro membro do elenco original, George Eads, que interpretou o cientista forense Nick Stokes. E, dessa forma, relembrando a época em que Eads e Fox foram demitidos sem cerimônia da série.

Continua após publicidade

Se você não estava muito ligado nos bastidores da série em 2004, você nunca saberia que a dupla foi dispensada. Isso porque eles foram recontratados logo depois. Mas, na época, quando CSI estava subindo na audiência, foi chocante que dois atores populares da atração, cujos personagens eram amados pelos fãs, tivessem sido dispensados ​​tão abruptamente.

Mas por que a CBS os demitiu? Voltamos a cena do crime para analisar (via Looper).

Continua após publicidade

Jorja Fox e George Eads aparentemente foram a extremos por um aumento que queriam

Em 2004, CSI foi o drama mais visto na televisão (por Zap2it), e George Eads e Jorja Fox estavam procurando lucrar com esse sucesso.

Leia também: Mais atores originais vão voltar em CSI Vegas

Embora seus contratos pagassem a eles robustos US$ 100.000 por episódio – o que totalizou US$ 2,2 milhões por temporada – os atores (ou, mais provavelmente, seus representantes) sentiram que os números de audiência estavam cada vez mais impressionantes. E isso deveriam ter se refletido melhor em seus salários. Em busca de aumentos significativos que achavam que mereciam, os dois rapidamente mostraram que estavam mais do que dispostos a jogar duro com a CBS. Claro, para que isso acontecesse.

CSI George Eads
Imagem: Divulgação.

Conforme relatado pela Entertainment Weekly em julho de 2004, Eads e Fox estavam ameaçando deixar CSI, a menos que a rede aumentasse seus salários. Com certeza, eles executaram seu plano – deixando para trás cerca de US$ 6,6 milhões cada, que teriam ganhado nos próximos três anos. E a CBS prontamente deu exemplo para eles, demitindo-os. O fato de Eads não ter comparecido ao trabalho certa manhã e a incapacidade de Fox de enviar um fax com uma promessa assinada afirmando que ela não faria a mesma coisa serviram como catalisador para a ousada mudança.

Basta dizer que não demorou muito para que qualquer um dos atores mudasse de tom no dia seguinte, ao aparecerem para trabalhar.

O plano de Fox e Eads falhou, mas suas estadias em CSI não foram um mar de rosas

A punição da CBS funcionou, visto que, em relativamente pouco tempo, as estrelas estavam emitindo desculpas públicas. E, ainda, oferecendo explicações de por que aquela situação “chata” havia acontecido. Jorja Fox atestou que assinou a promessa, mas a colocou pelo correio, e George Eads insistiu que só havia “dormido demais”, com o último referindo-se ao drama como um “grande mal-entendido”.

Leia também: Trailer da volta de CSI traz elenco original

Em resposta, a CBS cedeu e recontratou os dois atores. Mas a um custo: sem novos aumentos, embora alguns outros membros do elenco tenham visto seus salários aumentados. Se eles tivessem jogado a bola em primeiro lugar e concordado em estender seus contratos por mais um ano, cada um teria ganho US$20 mil extras por episódio.

Imagem: Divulgação.

Embora isso possa parecer o final feliz que todos esperavam, essa história ainda não acabou. Eads recebeu novamente uma “licença involuntária” de CSI em 2013, de acordo com o The Hollywood Reporter. Tudo isso, depois que ele iniciou uma discussão acalorada com uma redatora grávida. O motivo? Ele expressou suas frustrações sobre a direção de seu personagem.

Ele também mais uma vez deixou a série pouco antes do final da atração e não retornou para o final. Eads então coestrelou MacGyver da CBS e acabou deixando a série prematuramente também. Já Jorja Fox deixou CSI por muito pouco tempo pela segunda vez em 2007, mas sua saída desta vez foi amigável e de curta duração. Ela voltou a série no momento em que a próxima temporada chegou e ficou até o final.

De qualquer forma, todos esses anos depois, Jorja Fox está voltando para a mais nova versão de CSI, e os fãs só podem esperar que ela mantenha o trabalho desta vez. Ao menos, torcemos para isso.

Criador do Mix de Séries, atua hoje como redator e editor chefe do portal. Especialista em SEO e construção de textos para internet, também atua como webwriter com foco em textos para o Google. Autor na internet desde 2011, passou pelos portais TeleSéries e Box de Séries. Fã de carteirinha de Friends, ER e One Tree Hill, é aficionado pelo mundo dos seriados. Também é fã de procedurais, sabendo tudo sobre o universo das séries Chicago, Grey's Anatomy, e séries de sucesso como La Casa de Papel e Lucifer. Também é fã da DC Comics, e acompanha produções inspiradas em personagens da editora, como Titans e até o mais recente produto da editora, Sweet Tooth.