For The People, novo drama jurídico da ABC, não convence em sua estreia

Imagem: Divulgação/ABC

Novo drama jurídico da ABC, produzido pela Shondaland, tem mais erros do que acerto em seu começo. Resta saber se o segundo episódio pode superar as primeiras impressões.

Talvez seja a experiência com Scandal e Murder que me façam dizer isso, mas faltou algo. Não sei se um assassinato ou um tsunami jurídico, mas esperava por algo impactante para uma estreia. Não que tenha sido ruim, pois gostei muito de ver algo novo. É que ver algo sensacionalista, que beira o inacreditável, já é quase marca da Shondaland em suas produções. Senti falta disso.

For The People é tão real quanto se pode imaginar um tribunal retratado na TV. Nem todos são heróis, nem todos são vilões. Existem conflitos de interesses em todas as situações imagináveis. O episódio piloto nos mostrou pessoas que escolheram seu lado – a promotoria ou a defensoria. Essa decisão não diz mais ou menos de ninguém ali, pois a proposta não é ver os vencedores, mas sim, como constroem suas defesas e acusações.

Falta sabermos mais do funcionamento dos escritórios. Ficou tudo muito vago. Ou talvez precisemos assistir mais de uma vez para entender. Se for isso mesmo, algo está muito errado.

Defensores não serão o foco principal. Isso é muito positivo!

Divulgação/ABC

O “caso principal” do piloto, por exemplo, foi vencido pela promotoria. Esse golpe em nosso censo comum de sempre ser o lado “bom” que vence foi espetacular. Acredito que foi o único ponto de surpresa e agradável da série até aqui. A proposta até que é boa. A disputa entre os advogados recém-contratados pode ser um ótimo entretenimento. Mas fora esse caso em questão, os demais foram água com açúcar.

Falta de identificação com os personagens enfraquece o seriado.

Sabe quando você até tenta dar uma chance para os protagonistas? Pois é. Difícil aqui. Aliás, é uma missão difícil identificar quem são os principais, pois foram muitos e todos de uma vez só. Lembro de Murder em sua première. Bastaram dez minutos para que ficar apaixonado. Faltou isso. Identificação.

Aliás, falando nisso, já leu o texto do Mix sobre os advogados da série? Não. Corre lá. É só clicar aqui. Até mesmo porque difícil gravar os nomes apenas com um episódio, né? Esse é outro ponto negativo, pois não nomes fortes e pontos focais para nossa atenção.

É cedo para dizer se o drama será um sucesso. Em questões de audiência, pelo menos, deixou muito a desejar. Mas podem ocorrer bons ajustes na sequência. A imprensa dos Estados Unidos teve acesso aos primeiros cinco episódios e disse que a história melhora. Vamos acreditar neles!

VALE LEMBRAR: “Os casos são difíceis e as apostas são altas” – Juiz William Byrne
VALE LEMBRAR 2: Voltamos no final da temporada, para debater os principais pontos. Até lá!

Equipe Mix

Equipe Mix

Perfil criado para realizar postagens produzidas pela equipe do Mix de Séries.

No comments

Add yours