Round 6 não é para crianças e cria grande problema na Netflix

Série se tornou bastante popular entre todas as idades... e isso é um problema!

Round 6 crianças

Round 6 se tornou, na noite desta terça-feira (12), a maior série de todos os tempos na Netflix. Isso significa que, no mundo inteiro, ela foi a série mais assistida desde o lançamento da Netflix, em um período de 28 dias. Os números? 111 milhões de contas.

Continua após publicidade

Esse período é o que a Netflix conta para classificar as séries mais vistas em seu primeiro mês, e a detentora anterior do título, Bridgerton, para se ter uma ideia, tinha “apenas” 82 milhões de contas.

Continua após a publicidade

Diante desta popularidade, que como o Mix de Séries apontou em recente matéria, veio do “boom” em redes sociais, Round 6 acabou criando um problemão para a Netflix. Isso,

Continua após publicidade

porque ela se tornou extremamente adorada pelas crianças. Mas não, Round 6 não é uma série feita para crianças.

O que são os jogos de Round 6?

Na nova série da Netflix, os competidores disputam um grande prêmio em dinheiro através de desafios com jogos infantis. Certamente, por conta disso, Round 6 se tornou uma sensação viral, como os programas da Netflix costumam alcançar. E isso inclui memes, TikToks virais e tantas outras discussões nas redes sociais que é difícil ignorar.

Continua após publicidade

Leia também: A verdade não dita sobre Round 6, série da Netflix

Com isso, sua curiosidade pode aumentar sobre a série. Afinal, está em toda parte e é a série do momento. Mas deixe-me dizer a você – Round 6 é um mergulho profundo nas partes mais obscuras da psique humana, envolvendo uma competição com consequências mortais para o perdedor.

Round 6 é basicamente outra versão de “Battle Royale”, “Lord of the Flies” ou “Jogos Vorazes”. Só que ainda mais forte. É uma série de sobrevivência em que os competidores precisam vencer o dia para evitar serem assassinados. E, para isso, a série utiliza de uma grande violência para mostrar as consequências para quem perde os jogos.

Round 6 crianças
Imagem: Divulgação.

O criador Hwang Dong-hyuk disse que teve a ideia depois de ler mangás e manhwas (que são quadrinhos japoneses e coreanos, respectivamente) com temas como aqueles que você vê em “Battle Royale”, de acordo com a Variety.

O personagem principal da série é Seong Gi-hun (Lee Jung-jae), um motorista viciado em jogos de azar que fará tudo para sobreviver. Aliás, cada um dos personagens que competem nos jogos tem um problema em casa. Alguns estão com dívidas graves e outros com desafios que tornam suas vidas um tanto pesadas.

Mas existe um grande problema com a série…

Basicamente, Round 6 está em todas as partes neste momento. Memes virais, vídeos, TikToks, jogos online, entre outros. E isso significa que pessoas de todas as idades estão assistindo a série. Alguns lançamentos, inclusive, são jogos direcionados para crianças.

Leia também: Teoria sobre Round 6 muda tudo e choca fãs

E o problema é que a Netflix não tem qualquer controle sobre o alcance da série. Isso, porque grande parte dos usuários da Netflix hoje são jovens e jovens adultos. Mas com muitas crianças tendo acesso a plataforma também. A prova disso é só olhar que títulos, como Patrulha Canina e Chiquititas, raramente saem do Top 10 semanal da plataforma. Tanto o criador quanto a própria Netflix já orientaram em mensagens que o produto não foi idealizando pensando no público infantil. E reconheceram que o impacto acabou “saindo do controle”.

Alguns psicólogos, inclusive, já apontaram que ao utilizarem de jogos infantis, a série pode impactar a formação de crianças, utilizando da violência como consequência para aqueles que perderem.

Portanto, cabem aos pais explicar e conversar com os pequenos sobre o conteúdo da série e o impacto que ela pode lhe causar.

Round 6 Netflix
Imagem: Divulgação.

A mensagem de Round 6

Claramente, a série quer que você veja a mensagem de que o capitalismo e a dívida podem levar a grandes problemas. Um dos personagens é um estudante de pós-graduação que está enterrado em dívidas. Outra está tentando ganhar dinheiro suficiente para resgatar seu irmão. Há tantas pessoas enterradas em dívidas…

Dessa forma, Round 6 quer que você entenda que a dívida é um grande problema em nossas vidas. E, de fato, é um dos maiores problemas que as pessoas enfrentam hoje. De acordo com dados de 2018 do Federal Reserve, os americanos têm mais de US$ 1 trilhão em dívidas de cartão de crédito. E os americanos têm mais de US$ 2,8 trilhões em dívidas não renováveis ​​(como empréstimos).

Os espectadores podem testemunhar os problemas associados às dívidas desde o primeiro episódio. Você pode ver os problemas de jogos de azar, apostas, roubo, entre outros. No entanto, após o primeiro e segundo episódios, que mostram a vida dos personagens e os problemas que eles enfrentam, você fica com nada além de uma série com competições pesadas, em que os participantes morrem. Ou seja: você também pode assistir “Jogos Vorazes” e obter as mesmas mensagens.

Os memes de Round 6 são divertidos de ver. Os primeiros episódios dão a você compreensão suficiente para que as piadas da internet façam sentido. Mas a série em si nada mais é do que um olhar macabro na psique do que os humanos farão para sobreviver e o que farão para se livrar das dívidas. É uma série ainda mais sombria, porque há muitos personagens que preferem ver as pessoas ao seu redor morrerem para que possam sair dos buracos em que se cavaram.

Ou seja: não, Round 6 definitivamente não é para crianças!

Criador do Mix de Séries, atua hoje como redator e editor chefe do portal. Especialista em SEO e construção de textos para internet, também atua como webwriter com foco em textos para o Google. Autor na internet desde 2011, passou pelos portais TeleSéries e Box de Séries. Fã de carteirinha de Friends, ER e One Tree Hill, é aficionado pelo mundo dos seriados. Também é fã de procedurais, sabendo tudo sobre o universo das séries Chicago, Grey's Anatomy, e séries de sucesso como La Casa de Papel e Lucifer. Também é fã da DC Comics, e acompanha produções inspiradas em personagens da editora, como Titans e até o mais recente produto da editora, Sweet Tooth.