Sex Education: fãs estão chocados com mentira que a série contou

Sex Education fãs estão chocados com mentira

Série contou mentiras para os fãs

Ao longo de duas temporadas, Sex Education abordou temas pertinentes na Netflix – incluindo identidade sexual. Mas parece que cometeu um grande erro ao mostrar um aspecto, e tal fato tem chocado os fãs do mundo todo.

Continua após as recomendações

O aspecto foi ressaltado por artigo exclusivo do ScreenRant, e que agora trazemos para você. Na verdade, trata-se da confusão e da imprecisão que a série cometeu ao retratar as escolas do Reino Unido. Além, claro, de outros aspectos culturais.

Sucesso

Sex Education é uma das séries mais populares da Netflix. No elenco, ela tem Asa Butterfield estrelando como Otis Milburn, um jovem sexualmente reprimido de 16 anos que está começando seus últimos anos na escola.

Continua após a publicidade

Apesar de sua insegurança, Otis exibe uma grande aptidão para dar conselhos sexuais e românticos aos outros. Então, depois de ajudar com sucesso o valentão da escola Adam com alguns de seus problemas emocionais e físicos, ele se junta a Maeve Wiley. A partir disso, eles fazem uma parceria para administrar uma clínica de terapia sexual com fins lucrativos.

Dessa forma, Sex Education esclareceu de maneira precisa (e significativa) tudo relacionado ao tema. Desde assexualidade e pansexualidade, até vaginismo e o processo de aborto. Apesar disso, o retrato de Sex Education de uma escola supostamente britânica tem um toque distintamente americano. E isso, na realidade está errado.

Ou seja: a série contou mentiras ao mostrar o cotidiano de uma escola britânica. E muitos fãs estão surpresos com isso.

A escola britânica que Sex Education mostra não é assim

Entre os aspectos que o artigo do portal aponta, estão alguns fatos interessantes. Por exemplo, em Sex Education, nenhum aluno usa uniforme. Até mesmo cabelos tingidos e joias, que muitas escolas do Reino Unido proíbem, além dos brincos básicos, aparecem na série. Tudo isso não condiz com a realidade.

Aliás, isso é um fato que serve para duas realidades. Ou seja, tanto para as escolas públicas tradicionais quanto para as instituições mais ricas. Vale ressaltar que Moordale, de Sex Education, aparentemente representa a classe mais alta.

Sex Education 3 temporada

Imagem: Divulgação/Netflix

No entanto, a criadora Laurie Nunn comentou o fato em entrevista à Radio Times. Na entrevista, a publicação questionou o porquê dessas mudanças. Então, ela disse que sempre se inspirou em produções americanas para escrever. E, além disso, que optou por “fazer uma escola híbrida”, entre a escola americana e a britânica. Uma licença poética que a série permite.

Os armários também estão entre a tradição americana de escolas, frequentemente vista em filmes e séries que retratam o ensino médio. Mas tais armários também são, praticamente, inexistentes em escolas britânicas.

Outros erros

Além das questões da escola, a série aborda outros assuntos com erros. As moradias, por exemplo, entram nestes aspectos. De acordo com a publicação, toda a forma que Sex Education representa a cultura de parques e trailers está errada. Isso porque eles existem por lá, mas não são instalações comuns.

Da mesma forma, as casas britânicas tendem a ser bem menores do que as destacadas na série. Então, é como se fosse uma cultura americana realocada na Inglaterra.

Aliás, outro fato errado em Sex Education tem haver com o atletismo. Isso porque a prática de esportes na escola, da forma como mostrada, é mais comum nos EUA. Embora existam atividades e clubes relacionados a esportes, a maioria das escolas do Reino Unido possuem poucos espaços. Ou seja, não teriam um local adequado para realizá-los.

Sex Education apresenta um cenário diferente destas escolas. E ainda, insere uma piscina olímpica, que tais escolas não possuem.

Jaquetas Letterman como a que Jackson usa em todos os lugares simplesmente também não fazem parte da vida escolar no Reino Unido. E até mesmo o baile do colégio está errado. Embora as escolas no Reino Unido tenham essas festas, elas não são muito parecidas com a de Sex Education. Elas são mais “populares” na realidade, ou seja, menos formais.

Dito isso, muitos fãs estão chocados com essas “mentiras” que a série contou. Afinal, ela se propõe a contar uma realidade que, aparentemente, não existe.

Mesmo assim, podemos relevar. Afinal, como a própria criadora ressaltou, tudo não passa de uma licença poética.

Enquanto isso, os fãs estão aguardando ansiosos pela terceira temporada – que ainda não possui data de estreia.

E você, é fã de Sex Education? Deixe nos comentários e, igualmente, continue acompanhando as novidades do Mix de Séries.

  • Além disso, siga nossas Redes Sociais (InstagramTwitter, Facebook).
  • Baixe também nosso App Mix de Séries para Android no Google Play (Download aqui) e fique por dentro de todas as matérias do nosso site.