Warrior Nun: as perguntas deixadas pela 1ª temporada

Warrior Nun: as perguntas deixadas

O que Warrior Nun deixou de explicar

Logo após a estreia da primeira temporada, a série original da Netflix, Warrior Nun ganhou um lugar na lista dos dez programas mais vistos do serviço de streaming.

Baseado nos quadrinhos Warrior Nun Areala de Ben Dunn, Warrior Nun é um drama de fantasia que segue as aventuras de uma seita secreta de irmãs guerreiras – a Ordem da Espada Cruciforme (OCS, em inglês). A OCS luta secretamente contra demônios, liderados pela Freira Guerreira – uma guerreira do OCS que assume o fardo e o poder da auréola de um anjo literalmente embutida em suas costas.

Através de um conjunto complexo de circunstâncias, Ava (Alba Baptista) é transformada na nova auréola no primeiro episódio, mas ela não quer nada com o OCS ou sua guerra contra as forças das trevas.

Assim, a primeira temporada de Warrior Nun não só termina com um monte de pontos de interrogação, mas também com um grande gancho. Nos momentos finais do final da temporada, a OCS luta contra o poderoso Adriel (William Miller) na Cidade do Vaticano, descobrimos que o amigo e mentor dos guerreiros irmãos, padre Vincent (Tristán Ulloa), trabalha para Adriel o tempo todo, e vemos uma multidão de civis possuídos por demônios de Shotgun Mary (Toya Turner).

Continua após a publicidade

Então, depois do fim, quais as perguntas que Warrior Nun não respondeu? Confira abaixo!

 

Veremos JC novamente?

O primeiro amigo que Ava faz após o seu despertar é JC (Emilio Sakraya), um ladrão encantador escondido em uma casa de férias rica com seus compatriotas. Ava se vê atraída por JC imediatamente; previsivelmente, um romance se desenvolve, e JC eventualmente se separa de seus companheiros ladrões para ajudar Ava a fugir da OCS. Mesmo que exista claramente tanta coisa que Ava não tenha dito a ele. No final do episódio 5, JC está lá quando um monstruoso Tarask se materializa e aparentemente mata a irmã Lilith (Lorena Andrea). Ele fica compreensivelmente muito apavorado, e no episódio seguinte, Mary diz a Ava que ele fugiu depois que ela o fez.

Então esse é o final de JC? Vamos vê-lo novamente? É claro que assistir um demônio empalar uma freira provavelmente é suficiente para estragar qualquer romance. Sem mencionar, neste momento, nem JC nem Ava têm ideia de onde o outro está.

Pode ser que a loucura da vida de Ava seja demais para JC, mas quem sabe? Acredito que ele poderá voltar em breve.

Perguntas Warrior Nun

Imagem: Divulgação.

 

O que aconteceu com Lilith?

Existe muita influência de séreis como Buffy e Supernatural em Warrior Nun, e algo que já vimos repetidas vezes é o herói ser mostrado aparentemente morto, só para retornar com novo objetivo e poder. Enquanto a irmã Lilith parece ter se sacrificado no final do episódio 5, ela aparece coberta de cortes e sangue seco no final do episódio 7. Ela mostra habilidades semelhantes às dos Tarasks, e a cicatriz em que foi empalada irradia com o que parece ser energia demoníaca. Embora ela não pareça se lembrar do que aconteceu com ela, ela sabe coisas que os outros heróis não sabem – o mais importante, ela sabe que é um erro permitir que Ava entre no Túmulo de Adriel.

Então, o que aconteceu com a irmã Lilith? O que a mantém viva e o que, ou quem, a mandou de volta? Se assumirmos – como suas irmãs acreditam – que a irmã Lilith foi arrastada para o inferno, a resposta óbvia é que foram as forças do inferno que a mandaram de volta e que lhe deram essas novas habilidades e conhecimentos. Mas, embora essa seja a resposta mais fácil, ela gera mais perguntas. Ela parece estar trabalhando com a OCS e a Freira Guerreira, então por que os exércitos de Satanás formariam um aliado de uma seita guerreira católica secreta?

Perguntas Warrior Nun

Imagem: Divulgação.

Qual é a história da Madre Superior?

Um dos aspectos que apreciamos em Warrior Nun é que seus personagens costumam ser mais do que parecem, e a Madre Superior (Sylvia De Fanti) é um exemplo perfeito. Encarregada de treinar as irmãs guerreiras e a freira guerreira, a Madre Superior inicialmente expressa apenas desdém por Ava. Ela é obstinada, implacável e até cruel. Durante a primeira temporada, ouvimos uma série de personagens se referindo ao passado da Superior sem entrar em detalhes, e finalmente descobrimos que ela foi muito brevemente uma das portadoras de halo antes que o artefato a rejeitasse.

Mas ainda há muito que não sabemos sobre ela, e a pergunta mais óbvia envolve sua proeminente cicatriz facial. A cicatriz poderia ter algo a ver com a rejeição da auréola? Em particular, é difícil ouvir a história da Madre Superior e não pensar na passagem do diário que a Irmã Beatrice (Kristina Tonteri-Young) lê sobre a Freira Guerreira da era da Segunda Guerra Mundial que escapou dos campos de concentração. Será que – como a Freira Guerreira anterior – a Madre Superior atacou o poder da auréola no ódio, e é por isso que o artefato a rejeitou?

 

O que exatamente são os Tarasks?

A princípio, os Tarasks parecem bem diretos. No início da temporada, o padre Vincent diz que os Tarasks são demônios que podem entrar no mundo físico por curtos períodos de tempo e são atraídos pelo poder da auréola. O que vemos na primeira metade da temporada confirma isso e não nos dá motivos para questionar o padre, embora mais tarde ele se revele. Vemos, então, que os demônios não apenas perseguem Ava implacavelmente e rasgam membros da OCS, mas também brutalmente assassinam civis inocentes. Os dois episódios finais da primeira temporada de Warrior Nun, no entanto, incluem revelações que nos fazem questionar nossas suposições.

Primeiro, enquanto na maior parte da temporada nos dizem que a armadura do anjo Adriel é a única fonte do metal milagroso Divinium, no episódio 9 aprendemos que os Tarasks são a verdadeira fonte da substância. Ava percebe isso quando encontra um esqueleto de Tarask na parede da tumba de Adriel. Além disso, no flashback das Cruzadas, Adriel modela seu escudo e armadura do cadáver de Tarask. Segundo, enquanto durante a maior parte da temporada somos levados a acreditar que Adriel é um anjo, no final da temporada é revelado que ele é outra coisa – Ava na verdade o chama de “um demônio”.

Perguntas Warrior Nun

Imagem: Divulgação.

Aquilo era mesmo a irmã Shannon no sonho de Ava?

Você pode pensar que, como a Warrior Nun é baseada em uma história em quadrinhos, poderíamos descobrir a resposta para todas essas perguntas verificando o material de origem. Mas a Warrior Nun é bastante diferente dos quadrinhos de várias maneiras, incluindo a identidade de sua protagonista. Ava, por exemplo, foi criada especificamente para a série Netflix – na maioria dos quadrinhos, a heroína é Sister Shannon, que passa a ser o nome da freira guerreira que morre no episódio 1, interpretada por Melina Matthews.

A irmã Shannon retorna no episódio 8 como parte do sonho de Ava. Shannon surpreende Ava falando apenas com arrependimento pelo que ela e as freiras guerreiras anteriores lutaram e morreram, acreditando que tudo foi inútil, e Ava parece acreditar que isso não é apenas um sonho, mas uma comunicação real com a falecida irmã Shannon. É esse sonho que inspira Ava a dizer a seus aliados que sua missão mudou e que ela planeja destruir os ossos de Adriel.

Mas, considerando o que acontece nos dois episódios seguintes, temos que perguntar se foi realmente o espírito da irmã Shannon com quem Ava falou. Ir ao Túmulo de Adriel com a intenção de destruir seus ossos é o que acaba libertando Adriel, sugerindo que poderia ser Adriel quem se comunicou psiquicamente com Ava e se disfarçou de Shannon.

 

Os dias de Duretti como o Papa estão contados?

Na maior parte da primeira temporada de Warrior Nun, somos levados a acreditar que o cardeal Duretti (Joaquim de Almeida) é o vilão. Ele agita as coisas na OCS, tentando transferir a irmã Beatrice e o padre Vincent enquanto traz freiras anteriormente rejeitadas da ordem – incluindo a sádica irmã carmesim (Sinead MacInnes). De fato, até o final da temporada, a Shotgun Mary está convencida de que foi Duretti quem matou a irmã Shannon. No momento em que o padre Vincent mostra suas verdadeiras faces, Duretti já foi escolhido como o novo papa.

Mas, apesar da revelação de que suas motivações não eram tão impuras quanto muitos pensavam, não parece que a posição do novo papa seja uma trava. Obviamente, ainda não sabemos como a batalha entre as irmãs guerreiras e Adriel vai terminar, mas pense no que acontece logo após Duretti ser papa: Na primeira vez em que o novo papa se dirige aos fiéis que esperam na Cidade do Vaticano, explosões agita a cidade. Logo depois, uma seita de freiras entra em uma poeira com um inimigo aparentemente inábil e um bando de civis possuídos por demônios. Para quem coloca algum peso em sinais do além, nenhum desses eventos vai para a coluna de mais valia do recém-eleito Santo Padre. Na segunda temporada, ele pode ter que se contentar em ser cardeal novamente.

 

Para onde Michael foi?

Ao mesmo tempo que Adriel tenta tirar a auréola de Ava, grandes coisas estão acontecendo no laboratório de Jillian Salvius (Thekla Reuten). O filho doente de Jillian, Michael (Lope Haydn Evans), insiste que sua mãe o traga para a Arca, garantindo que ela “a porta” esteja prestes a se abrir. Como ele prevê, a Arca ganha vida espontaneamente e Michael atravessa o portal quântico, acenando para sua mãe segui-lo. Jillian corre para o portal, mas ele é fechado antes que ela o alcance.

Então, para onde Michael foi? Bem, a resposta para isso está obviamente ligada à questão de onde o portal quântico o leva. Jillian parece pensar que o Céu está do outro lado do portal, ou algo muito parecido com o que pensamos como o Céu. O cardeal Duretti expressa o medo de que realmente leve ao inferno. Logo, não temos como saber se estão certos ou mesmo próximos.

Uma coisa que não é um bom presságio para Michael é que ele constantemente se refere ao “anjo” que está se comunicando com ele. Se é Adriel que está em contato com Michael, isso não é bom. Agora que sabemos que Adriel não é um anjo, não há razão para pensar que ele não colocaria Michael em risco para seus próprios fins.

 

Quem e o que é Adriel?

No começo, somos informados de que Adriel é um anjo. Então, no final da temporada, Ava o chama de demônio. Mas até o final da primeira temporada, não temos uma ideia clara de quem ou o que Adriel é. O que nós sabemos?

Bem, sabemos que quando ele aparece na Terra durante as Cruzadas, Adriel está sendo perseguido pelos Tarasks. Ele forja uma aliança com Areala – a primeira freira guerreira – e constrói armaduras do Divinium nos cadáveres dos Tarasks. Sabemos que ele tem uma vida estranhamente longa, pode curar-se de praticamente qualquer ferida e parece ter algum tipo de controle sobre os demônios fantasmas.

Uma possibilidade vem direto da boca de Adriel. Quando Ava pergunta se ele é um anjo, ele diz que essa é a aproximação mais próxima que ela conseguiu entender. Isso poderia sugerir que nem Adriel nem nenhum dos chamados demônios são criaturas do Inferno, mas alienígenas extradimensionais que foram mal interpretados pelas lentes da religião. Se, por outro lado, devemos ver os seres sobrenaturais do programa como criaturas do céu ou do inferno, isso torna as coisas mais complicadas porque ficamos com a pergunta de por que um ser demoníaco – Adriel – está conflito com outros demônios.

Imagem: Divulgação.

Quando e como o padre Vincent se transformou?

Nada na primeira temporada de Warrior Nun faz com que você queira voltar e assistir de novo do que quando o padre Vincent se aproxima de Adriel e o chama de “mestre”. Naquele momento, sabemos que é Vincent – não Duretti – quem foi o traidor dentro da OCS, e mais tragicamente quem matou a irmã Shannon no primeiro episódio. Torna-se tentador voltar ao início e rever a série, prestando atenção especial às ações do padre Vincent.

É difícil não se perguntar exatamente quando Adriel virou Vincent e, mais importante, como ele conquistou a lealdade do padre. Não temos uma resposta, embora haja uma pista interessante para o final da primeira temporada. Depois que Beatrice usa seus explosivos para libertar Ava da tumba de Adriel, o padre Vincent pega Ava e a leva em segurança. A manga de Vincent está rasgada e, enquanto ele carrega Ava, você pode ver que suas tatuagens estão brilhando em azul brilhante.

Por causa disso, é seguro supor que há tatuagens de Divinium nas tatuagens de Vincent, o que ajuda bastante a explicar por que ele está tão apreensivo por revelar seus braços nus à Shotgun Mary no início da temporada. Parece provável que as tatuagens tenham algo a ver com a servidão de Vincent em relação a Adriel, embora não saibamos exatamente qual é o objetivo.

Poderia ser algum tipo de ligação mística que força Vincent a fazer a vontade de Adriel, ou poderia ser que – como o jovem Michael – Vincent precisa do Divinium para sobreviver? Se Vincent está tão doente quanto Michael, isso poderia explicar por que ele escolhe servir Adriel.

A OCS poderá sobreviver após esse tipo de exposição?

Segundo a história do plano de fundo da OCS, a ordem operou completamente nas sombras ao longo dos séculos. Mas os eventos da primeira temporada de Warrior Nun levantam a questão de saber se será possível que a OCS se mantenha em segredo. E se eles não puderem permanecer em segredo, eles poderão existir?

A primeira vez que vemos a OCS receber bem mais atenção do que costumava acontecer é quando Jillian Salvius lança um vídeo para a imprensa da irmã Beatrice, fazendo um breve trabalho com a força de segurança de seu laboratório. No entanto, Beatrice não é identificada e Jillian não menciona a OCS pelo nome, embora ela diga que o autor é um agente da Igreja Católica.

Temos que assumir que a batalha no final da temporada também receberá muita atenção, e pode ser mais difícil para as irmãs guerreiras envolvidas esconderem suas identidades. A batalha acontece na Cidade do Vaticano, logo após o nome de um novo Papa, e não há como não haver dezenas de smartphones gravando o tumulto enquanto isso acontece.

Portanto, como a OCS pode operar depois disso? Como as coisas aconteceriam no mundo real se fosse lançado o vídeo de freiras atirando em um homem caído na nuca com uma besta? Não parece que essas freiras ficariam fora da prisão por muito tempo.

Warrior Nun perguntas

Imagem: Divulgação.

 

Nós já tínhamos visto o final de Shotgun Mary?

As coisas realmente não parecem boas para a Shotgun Mary no final da primeira temporada. Enfrentando a multidão de civis possuídos, suas amigas repetem o mantra da OCS: “Nesta vida ou na próxima“. Profanamente desafiadora, Mary fica entre seus amigos e a multidão, as duas espingardas sacadas. Ela luta contra alguns dos possuídos, mas a multidão logo a domina. O final da temporada termina com Mary desaparecendo na multidão de possuídos, gritando de dor.

Estamos adivinhando e esperando que Mary sobreviva para retornar na segunda temporada. As coisas podem não parecer boas para ela agora, mas ela é uma das integrantes mais difíceis da OCS e uma das únicas personagens que vimos sendo atingidas por um Tarask e sobrevivendo para contar a história.

Ainda assim, você nunca pode ter certeza. Por mais resistente que seja, Mary é facilmente derrubada por apenas um aldeão possuído no episódio 6. Agora ela está sendo engolida por uma multidão de coisas, algumas das quais possuem a guarda suíça de elite do Vaticano – que são formidáveis ​​até sem passageiros demoníacos. E não vamos esquecer, mesmo que Mary e seus amigos encontrem uma maneira de escapar dos possuídos sem matá-los, eles ainda têm que lidar com Adriel.

E você, em qual pergunta ficou com mais dúvida? Deixe nos comentários o que você achou e, igualmente, continue acompanhando todas as novidades do mundo das séries aqui no Mix de Séries.

  • Além disso, siga nossas Redes Sociais (InstagramTwitter, Facebook).
  • Baixe também nosso App Mix de Séries para Android no Google Play (Download aqui) e fique por dentro de todas as matérias do nosso site.

Anderson Narciso

Anderson Narciso

Criador, editor e redator do site Mix de Séries, é apaixonado por séries desde sempre. Fã incondicional de One Tree Hill, ER, Friends, e não perde um episódio da Franquia Chicago.

2 comments

Add yours

Post a new comment