Audiência, Análise de Audiência, March Madness, Jane The Virgin, Into The Badlands, What We Do In The Shadows (1)

Audiência – Análise de 23/03 a 29/03: Jane The Virgin, March Madness, Into The Badlands e muito mais

Em mais uma semana agitada na televisão americana, começamos a ter cada vez mais destaques na TV a Cabo do que na TV aberta. Um claro sintoma da Summer Season que se anuncia. O principal destaque, contudo, ficou com o pleno desenvolvimento da March Madness, cuja audiência e importância para seus exibidores ganha uma análise especial.

Além disso, também temos o grande retorno de Jane The Virgin para sua última temporada. Assim como a Season Premiere cambaleante de Into The Badlands, a derrocada de The Perfectionists e a estreia de What We Do In The Shadows. Quem se destacou? Quem desapontou? Teremos tudo isso e muito mais na análise de audiência desta semana.

Então, conto com a sua companhia, assim como seu comentário. Afinal de contas, é a única forma de continuarmos melhorando sempre.

ABC

Imagem: ABC/Divulgação

No domingo (24), American Idol perdeu fôlego ao cair mais uma vez (desta vez 0.1) para uma Series Low de 1.2. Em seguida, Shark Tank continuou estacionado em 0.8. Já no dia seguinte, o reality show continuou com 1.2, o que pelo menos mostra uma estabilidade. Enquanto às 22h, The Fix não impressiona (muito pelo contrário) e cai 0.1 para 0.6.

Já na terça-feira (26), The Kids Are Alright perdeu 0.1 para 0.6, enquanto American Housewife (0.8), black-ish (0.6), Splitting Up Together (0.6) e The Rookie (0.7) ficaram estáveis. Na quarta-feira (27), a situação mostrou-se interessante. Isso porque apesar da ABC ter exibido reprises das 20h às 21h30, Whiskey Cavalier foi exibida às 22h com 0.5, uma nova Series Low.

Na quinta-feira (28), toda programação teve uma leve alta. Grey’s Anatomy, num dos seus episódios mais importantes de toda sua trajetória, subiu 0.2 para 1.6. Enquanto isso, Station 19 subiu para 1.0 e For The People para 0.6. Por fim, na sexta-feira (29), Fresh Off The Boat (0.5), Speechless (0.4) e 20/20 (0.7) caíram 0.1 em relação há semana anterior.

NBC

Imagem: NBC/Divulgação

World of Dance ficou estável com 0.8, enquanto Good Girls deu um suspiro e ganhou 0.1 para 0.6 no domingo (24). Na segunda-feira, The Voice continua caindo. Desta vez o programa oscilou 0.1 para 1.6 no demográfico alvo. Enquanto mais tarde, The Enemy Within continuou estável com 0.8 no demo.

Na terça-feira (26), Ellen’s Game of Games ficou estável com 1.2, assim como This Is Us que ficou estável com 1.7 no demo. A queda afetou seu lead-out, haja vista que The Village perdeu 0.1 para fracos 0.7. Já no dia seguinte (28), tudo bem tranquilo e suave. O motivo? Todas as séries ficaram estáveis: Chicago Med (1.2), Chicago Fire (1.2) e Chicago P.D. (1.1).

O bloco de comédias da quinta-feira (28) continua anêmico. Enquanto Superstore perdeu força para 0.8 (-0.1), A.P. Bio (0.5) e Will & Grace (0.7) ficaram estáveis. Já a Series Premiere de Abby’s foi decepcionante. A comédia fez apenas 0.5, mas na linha da média de I Feel Bad no horário (0.56). Na sexta-feira (29), The Blacklist ficou estável em relação há semana anterior (0.6).

FOX

Imagem: FOX/Divulgação

No domingo (24), Os Simpsons (0.8) e Bob’s Burgers (0.9) ficaram estáveis em relação há semana anterior. Já Family Guy operou numa pequena alta de 0.1 para 0.9 no demo. As já renovadas The Resident (0.9) e 9-1-1 (1.2) ficaram estáveis, mostrando o quão bem sucedida foi essa estratégia na segunda-feira.

Na terça-feira (26), tanto MasterChef Jr. (0.7) quanto Mental Samurai (0.6) caíram 0.1 em relação há semana anterior. Enquanto isso na noite seguinte, tanto Empire (1.1) quanto Star (0.9) caíram 0.1 cada, marcando uma Series Low. Com tais resultados, 9-1-1 foi a maior audiência do canal na semana. Por fim, e encerrando a semana, The Cool Kids perdeu 0.1 para 0.6, enquanto Proven Innocent ficou estável com 0.4.

CBS

Imagem: CBS/Divulgação

No sábado (23), a transmissão da NCAA Tournament registrou 1.7/1.2, vencendo a noite com facilidade. 60 Minutes registrou 1.6 no domingo (24), enquanto God Friended Me subiu 0.2 para 1.2, NCIS: Los Angeles perdeu 0.1 para 0.8 no demo, mas Madam Secretary ficou estável em minúsculos 0.5 no demo. Após uma reprise de The Big Bang TheoryMan with a Plan perdeu 0.1 para 0.8, ao mesmo tempo que Magnum P.I. retornou de uma semana sabática com 0.7.

Em seguida, todos ficaram estáveis na terça-feira: NCIS (1.1), FBI (0.9) e NCIS: New Orleans (0.7). Já na quarta-feira (27), tivemos algo raro na televisão americana atualmente. Survivor pulou 0.3 dos modestos 1.3 da semana passada para saudáveis 1.6 no demo. Em seguida, a estreia do reality show Million Dollar Mile fez apenas 0.9 no demo. Mais tarde, SEAL Team ficou estável em 0.6.

Na quinta-feira (28), um novo jogo do NCAA Tournament apresentaram uma nova queda (bastante) significativa em comparação com os resultados de 2018. Com números entre 1.5-1.0-1.7, os resultados ficaram bem abaixo dos 1.9-2.0-2.7 do ano anterior. Nos números prévios de sexta-feira (29), a competição fez 1.3/1.3/3.0 (levenemente superior aos 1.4/1.1/2.4de 2018).

CW

Imagem: CW/Divulgação

No início de uma semana importante para o canal, Supergirl (0.3) ficou estável assim como Charmed (0.2). Enquanto isso na segunda-feira (25), Arrow também ficou estável com 0.3 no demo. Sofrendo pela falta de um lead-in, haja vista que The Flash estava em reprise, Roswell, New Mexico caiu 0.1 para 0.2 no demográfico alvo (18-49 anos).

O principal teste da semana veio na quarta-feira (27). Riverdale (0.3) ficou estável, números repetidos por Jane The Virgin às 21h. O curioso é que tais números são os mesmos que a série registrou quando retornou para sua penúltima temporada em outubro de 2017. Além do mais, são superiores em relação ao que All American fazia no horário até semana passada.

Na quinta-feira (28), a Season Finale de Lagacies entregou estáveis 0.3 no demo, apesar de ser precedida por uma reprise de Supernatural. Na sexta-feira (29), Dynasty ficou estável com 0.1 no demo, o mesmo que Crazy Ex-Girlfriend (0.1).

Destaques da TV a Cabo

Canais a Cabo

Imagem: Divulgação (06)

Kid’s Choice Awards, que assim como outras premiações populares luta para manter a relevância, foi bem na edição de 2019 do sábado (23). Com a exibição dividida em dois canais diferentes (?!), o evento fez 0.26 na Nickelodeon até às 21h (horário local), enquanto no Nick-At-Nite (das 21h às 21h35 do horário local) registrou 0.30.

No domingo (24), tivemos The Walking Dead caindo para mais um Series Low. O drama despencou 0.18 para 1.48 no demográfico alvo. A fraqueza do lead-in, prejudicou o retorno de Into the Badlands. A série fez meros 0.42 no demo, uma queda gigantesca dos 1.42 que fez no ano anterior. O segundo episódio da temporada de Billions caiu 0.02 para 0.16, enquanto Black Monday ficou estável com 0.08.

A recém renovada American Gods caiu para 0.10, mesmo caminho seguido por Now Apocalypse que despencou para 0.02. Na segunda-feira (25), American Dad! subiu 0.04 para 0.40 no demo para TBS. A Season Premiere de Knightfall ficou com 0.17 no demo, uma queda de 0.18 em relação ao Series Premiere quanto teve Vikings como lead in.

Nada vai bem

Ainda na segunda, Into The Badlands afundou ainda mais. Desta vez a série despencou 0.25 para uma medonha Series Low de 0.17 no demo. Por fim, Shadowhunters ficou estável com 0.12 no demo. Enquanto isso, no horário nobre seguinte (26), Temptation Island subiu 0.02 para sólidos 0.48. Já a Season Finale de Miracle Workers não impressionou para TBS com pequenos 0.28. Já Good Trouble caiu novamente, desta vez marcando fracos 0.13.

Uma aposta curiosa do FX para essa meia temporada, What We Do In The Shadows teve uma estreia modesta na quarta-feira (27). A comédia com vampiros fez 0.21, apesar das boas críticas que recebeu da imprensa especializada. No Syfy, The Magicians cresceu 0.03 para 0.19, enquanto a Season Premiere de Happy fez 0.11, uma queda expressiva de 0.29 da Series Premiere. No OWN, If Loving You Is Wrong caiu 0.07 para 0.14.

Por fim, e ainda na quarta-feira (27), Drop The Mic subiu 0.04 para 0.13. Já The Perfectionists decepcionou definitivamente ao despencar 0.09 para 0.09. Com isso, a crise da Freeform continua. Encerrando os destaques da semana, Ex On The Beach caiu 0.07 para ainda sólidos 0.29 para MTV na quinta-feira (28). RuPaul’s Drag Race perdeu 0.01 para 0.27. Já no Bravo, Million Dollar Listing ficou estável em 0.22, mesmos números de Project Runway com 0.22.

Dentre os destaques roteirizados, temos a Series Finale de Broad City com um crescimento de 0.03 para 0.17, enquanto a Season Finale da sensação do momento, The Other Two, estável com 0.09. Por fim, Better Things subiu 0.03 para 0.13.

Notas do Acúmulo:

The Atlanta Child Murders: assim como nosso editor maravilhoso, os americanos adoram uma série de investigação. Seja ela qual for e em qual canal estiver em exibição. Não é a toa que o Discovery Investigation (ou simplesmente ID) é um dos canais a cabo mais assistidos nos Estados Unidos. Sabendo disso, não deve aparece como surpresa quando trazemos a informação de que a nova aposta do canal foi um tremendo sucesso. Embora a Season Premiere tenha sido de três horas de duração, a audiência cresceu a cada hora e registrou 1.45 milhão de pessoas em pleno sábado (23).

The Perfectionists: Não é segredo pra ninguém que a estreia da nova série da Freeform não foi o que se esperava. Contudo, o canal acredita que foi um lançamento bem sucedido. De acordo com a Nielsen, a Series Premiere se tornou a estreia mais robusta da TV a Cabo em mulheres de 12 a 34 anos (0.61) desde setembro de 2018, superando o lançamento de Mayans M.C..

The View: o talk show vespertino da ABC teve mais uma semana bem sucedida a partir de 18 de março. O programa registrou uma média de 2.97 milhões de telespectadores diários, sendo 0.48 entre mulheres de 25 a 54 anos; 0.32 com mulheres de 18 a 49 anos. Além disso, é importante ressaltar que tais números representam uma alta em relação a semana anterior na audiência total, assim como no demo de mulheres 25-54.

Internacionais

Imagem: Divulgação (06)

Na Bélgica, 9-1-1 teve uma queda considerável depois de uma subida inesperada na semana anterior. No domingo (24), o terceiro episódio da segunda temporada foi de 411 mil telespectadores para 333 mil. Suficientes para manter a série no sexto lugar geral em razão da queda generalizada no horário nobre.

Mostrando-se como uma força a ser batida, a 8ª temporada do The Voice França continua impressionando. O reality show foi assistido por 4.95 milhões de pessoas, registrando uma pequena queda de 149 mil telespectadores em relação há semana passada. Já em quarto lugar no horário nobre ficou a 3ª temporada de MacGyver. A série atraiu 1.6 milhão de pessoas, uma queda de 106 mil pessoas, além de registrar um share de 8.2%.

Ainda no sábado (23), a cobertura das eleições estaduais de New South Wales rendeu bons números para ABC News. Foram 156 mil telespectadores nas cinco principais regiões metropolitanas. A versão alemã do American Idol, o Deutschland Sucht Den Superstar, exibiu seu episódio dezesseis da 16ª temporada no domingo (24), sendo assistido por enormes 3.70 milhões de pessoas, a sexta maior audiência da noite.

Na segunda-feira (25), o Top Chef Bélgica teve uma queda enorme. O reality show despencou de 560 mil telespectadores em 18 de março para ainda sólidos 471 mil pessoas nesta semana. Na Espanha, o Spain’s Got Talent continua reinando no horário nobre. Foram 22% de participação e 2.69 milhões de telespectadores, deixando a série 45 Revoluciones bem atrás (1.09 milhão; 7%).

Ainda no país e no dia seguinte (26), o MasterChef Espanha retornou com o melhor share em sete temporadas. Foram 21% de participação, além de uma audiência total de 2.17 milhões de pessoas.

Análise Especial da Semana: March Madness

March Madness (logo)

Imagem: NCAA/Divulgação

Afinal de contas, o que é a Loucura de Março ou a March Madness que você tanto escuta nessa época do ano? Para aqueles que não entendem nada de esporte, a resposta mais apropriada seria: um mês inteiro com jogos de basquete universitário. Contudo, para os leitores que curtem e entendem um pouquinho mais, sabem que isso transcende a ideia de ser um “circuito de jogos”. Mas para aqueles que veem os jogos deste período como a oportunidade para promover seu negócio, março tem outro significado.

De acordo com uma análise pontual de Dylan Byers, da NBC News, o March Madness é “um excelente exemplo de como conteúdo esportivo premium, combinado com marketing agressivo e interatividade podem sustentar o modelo de televisão tradicional nos tempos de streaming“. Isso porque muitos telespectadores passivos, que normalmente só assistem esporte no Super Bowl, se tornam grandes fãs de basquete universitário da noite para o dia em função da grande repercussão.

Ainda segundo a análise do jornalista, “os consumidores se importam com a March Madness e o preenchimento da tabela, uma vez que eles estão sobre a impressão que todos se importam pela March Madness e o preenchimento da tabela”. Para que o leitor tenha uma ideia, na estreia da competição em 21 de março foram nada menos do que 16 jogos entre às 12h15 e às 21h57 através de quatro canais.

Jogos da March Madness de Maior Audiência da História:

1º. – Michigan State vs. Indiana State (1979): 24.1 no demográfico alvo (18-49 anos)

2º. – Georgetown vs. Villanova (1985): 23.3 no demográfico alvo (18-49 anos)

3º. – Duke vs. Michigan State (1992): 22.7 no demográfico alvo (18-49 anos)

4º. – North Carolina State vs. Houston (1983): 22.3 no demográfico alvo (18-49 anos)

5º. – North Carolina State vs. Michigan State (1993): 22.2 no demográfico alvo (18-49 anos)

6º. – Arkansas vs. Duke (1994): 21.6 no demográfico alvo (18-49 anos)

7º. – North Carolina State vs. Georgetown (1982): 21.6 no demográfico alvo (18-49 anos)

8º. – Michigan State vs. Seton Hall (1989): 21.3 no demográfico alvo (18-49 anos)

9º. – UCLA vs. Kentucky (1975): 21.3 no demográfico alvo (18-49 anos)

10º. – Louisville vs. Duke (1986): 20.7 no demográfico alvo (18-49 anos)

O que veremos na próxima semana: a TV One apresenta o 50th NAACP Image Awards; a HBO lança a última temporada de Veep e o segundo ano de BarryDC’s Legends of Tomorrow retorna na CW, assim como The Last O.G. volta com novos episódios na TBS; a estreia do revival de Wife Swap e muito (muito) mais.

Share this post

Bernardo Vieira

Catarinense e estudante de direito. Escrevo sobre entretenimento desde 2010, mas comecei com política internacional depois da campanha americana de 2016. Adoro uma premiação e um debate político, mas sempre estou lendo ou assistindo algo interessante. Quer saber mais? Me pague um café e vamos conversar.