Breaking Bad: plano absurdo quase arruinou série antes do final

Breaking Bad foi um grande sucesso da TV, mas sua reta final quase foi arruinada por um plano ridículo de extensão.

Breaking Bad série legado
Imagem: Divulgação.

Um plano absurdo envolvendo um acordo de 75 milhões de dólares quase arruinou o legado de Breaking Bad. Mas ainda bem que ele nunca aconteceu.

Como toda grande série, Breaking Bad surgiu do resultado de várias decisões lógicas, escolhas de elenco geniais e um roteiro meticuloso, além de uma produção impecável. No entanto, assim como Walter White se envolveu nos perigosos negócios do sombrio mundo dos cartéis após criar um “produto” excepcional, a equipe de Breaking Bad enfrentou decisões cruciais nos bastidores. Levando em conta que Breaking Bad teve uma impressionante trajetória de cinco temporadas, com cada uma superando a qualidade e audiência da anterior, a equipe da série não errou em nenhuma dessas decisões vitais.

Devido a essas decisões, Breaking Bad solidificou ainda mais seu legado como um dos melhores dramas televisivos na sua temporada final. Contudo, se uma estratégia nos bastidores e um acordo de 75 milhões de dólares tivessem tomado outro caminho, o desfecho da série teria sido diferente. O drama não somente teria perdido o ímpeto sólido de suas quatro primeiras temporadas, mas também teria comprometido seu próprio legado.

Os criadores de Breaking Bad receberam uma oferta de 75 milhões por 3 episódios adicionais

Breaking Bad série legado
Imagem: Divulgação.

Jeffrey Katzenberg, co-fundador da DreamWorks, tinha propostas interessantes para expandir a duração da última temporada de Breaking Bad.

Leia também: Por onde anda? O que aconteceu com ator de Breaking Bad

Com o objetivo de prolongar a série, Katzenberg propôs 75 milhões de dólares à equipe para que produzissem três novos episódios. Segundo o próprio Katzenberg (via IndieWire), ele abordou a equipe da série meses antes da estreia da quinta temporada, oferecendo 25 milhões por episódio adicional. Considerando que, naquele momento, a série era produzida por 3,5 milhões por episódio, a oferta seria altamente lucrativa.

Katzenberg pretendia segmentar os episódios em capítulos de 5 a 10 minutos e lançar um capítulo por dia a 1 dólar. Ele acreditava que, do ponto de vista financeiro, isso representaria um grande triunfo para a série. Mas a equipe de Breaking Bad recusou a proposta. Pois já haviam decidido o desfecho que desejavam e compreendiam que episódios adicionais não enriqueceriam a narrativa.

Como episódios adicionais teriam prejudicado o legado de Breaking Bad

Breaking Bad série legado
Imagem: Divulgação.

Em outra entrevista (via EW), Vince Gilligan, criador de Breaking Bad, detalhou como várias possibilidades de final foram consideradas antes da escolha definitiva. O desfecho escolhido mostrava o professor de química que se tornou traficante buscando redenção ao tentar salvar Pinkman e deixar uma fortuna para sua família, mas ele acaba morrendo sem alcançar essa redenção devido à sua profunda imersão no mundo do crime. A escolha de Gilligan e sua equipe se mostrou acertada, visto que alterar drasticamente a trama final não era uma opção.

Considerando o esmero de Vince Gilligan e sua equipe na elaboração da história e a maneira como a concluíram com um final impecável, três episódios adicionais poderiam ter atenuado o impacto da conclusão de Walter White. Protelar sua morte teria enfraquecido a relevância dos eventos que a precederam. Pior ainda, se Walter White tivesse sobrevivido apenas para a criação de três novos episódios, o final não teria a mesma potência, prejudicando permanentemente o legado da série.

Sobre o autor
Avatar

Anderson Narciso

Editor-chefe

Criador do Mix de Séries, atua hoje como redator e editor chefe do portal que está no ar desde 2014. Autor na internet desde 2011, passou pelos portais Tele Séries e Box de Séries, antes de criar o Mix. Formado em História pela UFJF e Mestre em História da Saúde pela Fiocruz/RJ, Anderson Narciso se aventurou no mundo da criação de conteúdo para Internet há 15 anos, onde passou a estudar sobre Google, SEO e outras técnicas de produção para web. É também certificado em Gestão Completa de Redes Sociais pela E-Dialog Comunicação Digital, além de estudar a prática de Growth Hack desde 2018, em que é certificado. Com o crescimento do site, e sua parceria com o portal UOL, passou a atuar na cobertura jornalística, realizando entrevistas nacionais e internacionais, cobertura de eventos para as redes sociais do Mix de Séries, entre outros. Atua como repórter no Rio de Janeiro e São Paulo, e pelo Mix já cobriu eventos como CCXP, Rock in Rio, além de ser convidados para coberturas e entrevistas presenciais nos Estúdios Globo, Netflix, Prime Vídeo, entre outros. No Mix de Séries, com experiência de dez anos, se especializou no nicho de séries e filmes. Hoje, como editor chefe, é o responsável por eleger as pautas diárias do portal, escolhendo os temas mais relevantes que ganham destaque tanto nas notícias quanto nas matérias especiais e críticas. Também atua como mediador entre a equipe, que está espalhada por todo o Brasil. Atuante no portal Mix de Séries diariamente, também atende trabalhos solicitados envolvendo crescimento de redes sociais, produção de textos para internet e web writing voltado para todos os nichos.

Baixe nosso App Oficial

Logo Mix de Séries

Aproveite todo conteúdo do Mix diretamente celular. Baixe já, é de graça!