Café com Aroma de Mulher: eis a verdade por trás da série

Café com Aroma de Mulher precisou passar por mudanças

Café com Aroma de Mulher Verdade
Continua após publicidade

O remake de Café com Aroma de Mulher tem sido um sucesso enorme. E isso porque os assinantes da Netflix encontraram uma história que revive os melhores momentos dramáticos do romance de 1994. Foi naquela época que seu criador, Fernando Gaitán, arriscou apresentar um enredo muito complexo e interessante.

Continua após publicidade

Desde então, centenas de adaptações foram feitas. As mais famosas foram no México, mas foi a versão atual colombiana que tomou um novo rumo. Embora ela tenha preservado a essência da história original, foram feitas algumas mudanças para atualizá-la para os novos tempos e gerações. Inclusive essa geração que a está assistindo através do serviço de streaming.

Este foi um trabalho bastante complexo, mas ainda assim os produtores alcançaram. Prova disso é que, até o momento, resultou num grande número de visualizações na Netflix. Bem como num sucesso imediato que permitiu ao público não deixar passar despercebido. Uma vez que é dona da combinação perfeita de drama, suspense, romance e muita intriga, além de finais inesperados. Eis a verdade por trás da adaptação de Café com Aroma de Mulher na Netflix.

Continua após publicidade
Continua após publicidade
Café com Aroma de Mulher Verdade
Imagem: Divulgação.

Café com Aroma de Mulher foi modificada para a Netflix

Mauricio Cruz foi o responsável por dar o toque muito atual à Café com Aroma de Mulher, pois passados ​​25 anos desde a sua estreia original, foi necessário ajustar as prioridades argumentativas desta produção, que continuou a ser um sucesso.

Leia também: Café com Aroma de Mulher, o que acontece no final

A sua intenção agora era mostrar uma proposta nova e acima de tudo muito atrativa em termos visuais. É por isso que a versão da Netflix fez uma combinação entre cinema e televisão. Tudo para obter um desenvolvimento mais interativo, divertido e acima de tudo interessante para o público.

Continua após publicidade

Dessa forma, além de uma apresentação linear da trama, apresenta-se agora um ritmo mais rápido, atual e fresco. Tais características podem atrair novas gerações que não conheciam a versão original. Além disso, um ponto importante que Cruz não poderia ignorar é a linguagem inclusiva, assim como a visão feminina que tomou tanto poder nos últimos tempos.

Continua após publicidade

Personagens femininas ganharam destaque

Tanto que, se algo foi enfatizado neste remake, foi o fato de darem papeis de muito destaque a todas as personagens femininas que na primeira versão não eram tão poderosas como são agora. Ou seja, além de uma interpretação, deixam uma mensagem clara e honrosa sobre suas ações, através de uma essência narrativa muito significativa.

Continua após publicidade

Leia também: Café com Aroma de Mulher, 2ª temporada, eis a decisão

Tudo isso não foi fácil, mas não impossível para esse diretor que assumiu essa responsabilidade com a firme convicção de que a história não perderia sua validade, mas sobretudo que não ficaria abaixo do que em 1994 significou um boom da televisão latino-americana. Porque Café com Aroma de Mulher ultrapassou muitas fronteiras. E, agora, sem dúvidas, ultrapassará ainda mais com a sua inclusão na Netflix. Portanto, além de ganhar novos ares e reinventar-se, ela reforçou o papel do seu tão importante elenco.

Continua após publicidade

Então, se você era fã desta famosa novela, não perca a oportunidade de vê-la, mas agora com um tema atualizado, reforçado e ajustado às necessidades e demandas do público.

Continua após publicidade
Café com Aroma de Mulher Verdade
Imagem: Divulgação.

A nova versão da trama

“Esta versão da novela clássica de 1994 conta a história de amor entre Gaviota, uma colhedora de café, e Sebastián, um desdobramento da aristocracia do café”, diz a sinopse da Netflix.

Na versão original, o papel de “Gaviota” foi interpretado pela popular atriz colombiana Margarita Rosa de Francisco. Porém, desta vez a personagem ficou nas mãos de Laura Londoño, conhecida por sua participação em produções famosas, como Narcos, O cartel, entre outras.

Por sua vez, na produção de 1994 foi Guy Ecker quem interpretou o personagem de “Sebastián Vallejo”, agora feito por William Levy.

Todos os 88 episódios de Café com Aroma de Mulher já estão disponíveis na Netflix.

E então? Você conferiu a nova versão?